O Planeta TV

Terceira fase de Velho Chico é moralista e arrastada

Exibida às 21h, obra idealizada por Benedito Ruy Barbosa, parece novela das seis.

Por: Jeferson Cardoso

A primeira fase de Velho Chico foi uma obra prima. Não esperava tanto. Pensei que largaria a novela logo na primeira semana, mas fui fisgado. Edmara Barbosa e Bruno Luperi, os autores, surpreenderam-me positivamente com agilidade, ótimos textos, e, principalmente, emoção.

Com a apresentação da terceira fase, o encanto de Velho Chico foi para o espaço. É inadmissível as mudanças do personagem Afrânio, bem defendido por Rodrigo Santoro, e acabado com Antonio Fagundes. A questão não é se Fagundes está repetindo trejeitos de outros papéis defendidos por ele, como em Duas Caras e Porto dos Milagres, e sim o perfil do Coronel Saruê. Não é o mesmo personagem! Não tem lógica! É broxante! A culpa é conjunta, da direção e do atual intérprete. Faltou uma sintonia entre Fagundes e Santoro; se existisse, Fagundes evitaria dois micos: a falar como se estivesse com um ovo na boca, e também aquele sotaque carregado (que não existia). Já a direção pecou na troca de figurino. O "coroné" deixou de ser fazendeiro para ser um palhaço. Que vergonha!!!

Luiz Fernando Carvalho, assim como os autores, também é responsável pela linda primeira fase. Só que ele cometeu um grave erro quando a novela deu um salto no tempo. Velho Chico ainda parece está na década de 80. Os figurinos são carregados (hoje em dia – nem os peões - se vestem daquele jeito); o tom amarelo das imagens [que era legalzinho na primeira fase] não combina mais com a proposta da história; e não tem como acreditar na caracterização da Dona Encarnação (Selma Egrei), que envelheceu muito pouco em relação a todos os demais personagens. Também precisamos acreditar que, na ficção, Camila Pitanga é mãe de Gabriel Leone. Em Família vingada!

Narrativamente, Velho Chico apresenta algumas falhas, que uma novela tradicional não deveria cometer. Na passagem de tempo, os autores deixaram de apresentar alguns desfechos, como a morte de Eulália (Fabiula Nascimento); e o sumiço de Martim. Nas trocas de intérpretes também faltou uma correlação para que o público pudesse identificar os personagens e compreender melhor o contexto. Muita gente que acompanhou o início da terceira fase ficou perdida, principalmente àqueles que estavam bisbilhotando a novela pela primeira vez.

Passado as devidas apresentações, com 42 capítulos no ar, Velho Chico vegeta. A novela parou, não sai do lugar. Por quase dez capítulos, Miguel (Gabriel Leone) esteve rumo à Brotas de São Francisco e só apareceu em cenas com diálogos moralistas. Não vou aqui descrever outras enrolações, apenas citarei mais um incômodo: capítulos inteiros com personagens relembrando acontecimentos do passado, lamentado a vida, e no fim, sendo moralistas. É o que aconteceu ao longo da semana passada, principalmente no capítulo de sexta-feira.

O moralismo prejudica muitos personagens bons de Velho Chico, tornando-os chatos, como é o caso de Miguel. Acredito que o público também sinta a falta da torcida de um grande amor. O difícil será convencer o telespectador das decisões – bestas – e idas e vindas de Tereza (Camila Pitanga) e Santo (Domingos Montagner).

A narrativa, lenta e arrastada, de Velho Chico não me surpreende. É típico de Benedito Ruy Barbosa. A diferença, até aqui, é que – para mim – a primeira fase foi ágil. E, como estou disposto a seguir acompanhando a novela, estou preparado para ter muita paciência.

Sim, pretendo acompanhar Velho Chico até o fim. Citei algumas coisas que me incomodam, e os que talvez não atraem à maioria, mas no geral, gosto da novela. O texto é muito bom; tem ótimos atores, e o que mais me agrada: a emoção – que faltava nas antecessoras (Babilônia e A Regra do Jogo). O capítulo pode dá a impressão de que não sai do lugar, mas emociona, e algumas cenas são tocantes.

Penso que Velho Chico tem estrutura de novela das seis exibida na faixa das nove. E a culpa não é da belíssima direção de Luiz Fernando Carvalho. É da narrativa, de seus autores, que não apresentam ganchos, ou seja, não sabem prender, tampouco despertar a curiosidade do telespectador.

Por conta da reprise de O Rei do Gado, que levantou a audiência do Vale a Pena Ver de Novo de 13 para 17 pontos, muitos acreditavam que Benedito Ruy Barbosa resgataria os 35 pontos às 21h. Bobagem. São públicos e horários distintos. Para os dias atuais, defendo minha teoria, Benedito não tem perfil para às 21h. Acredito que o público, de fato, está carente de uma novela tradicional, mas com estilo como Senhora do Destino, Laços de Família ou Mulheres Apaixonadas.

Por fim, meu apelo: Globo, por favor, por míseros pontos de audiência, não muda radicalmente Velho Chico. Faça os ajustes necessários, mas não acaba com o encanto que ela tem. Não repita os mesmos erros de Babilônia, que quanto mais mexia pior ficava. Velho Chico, às 21h, sinto muito, não tem força para conquistar a grande massa. É para ser degustada pelos noveleiros (e tem que gostar muitoooo de novela!). Agradecido.

Está acabando!

A melhor novela dos últimos anos [para mim é!!!], infelizmente, está acabando. Meus queridos, sou apaixonado por Totalmente Demais, mas nem por isso vou deixar de criticá-la. Serei breve. Sei que os autores (Rosane Svartman e Paulo Halm) atiraram para todos os lados, e todo mundo se envolveu com todo mundo, mas detestei as justificativas para o fim do relacionamento entre Rafael (Daniel Rocha) e Lili (Viviane Pasmanter); nada a ver a viagem de Eliza (Marina Ruy Barbosa) para o Uruguai com Rafael; e agora Rafael vai terminar com a Leila (Carla Salle)?. A paciência tem limites!

Gostei do reaparecimento da Sofia (Priscila Steiman), deu vida à trama – que havia perdido o alicerce com o fim do Concurso. Uma pena que a intérprete não esteve à altura da personagem. Que atuação sofrível!

O Max (Pablo Sanábio), dias após sofrer homofobia e ser espancado, ficou sem função. Os autores, então, criaram situações envolvendo os pais dele e um namoro de fachada. Não colou, não convenceu, e durou pouquíssimos capítulos.  

Como toda novela, Totalmente Demais também tem defeitos. É natural, nem tudo é perfeito. No entanto, nesta novela, pra mim, quase todos os capítulos foram. Que NOVELA! E tudo indica que Eliza terminará mesmo com Jonatas (Felipa Simas), o que não será novidade. Os autores desenharam esse desfecho desde a estreia. Eles só não esperavam que Arthur (Fábio Assunção) tivesse uma grande torcida.

Eta Fenômeno Bom!

Walcyr Carrasco, que não é bobo, aposta na faixa das 18h tudo o que é garantia de audiência. Eta Mundo Bom! é praticamente uma cópia de Chocolate com Pimenta e O Cravo e A Rosa. O texto pode ser questionável, mas a narrativa não. Walcyr sabe, e muito bem, como entreter.

Eta Mundo Bom! é uma novela divertidíssima. Dou boas gargalhadas. O sucesso é mais do que merecido.

Muito boa!

Estou amando Liberdade, Liberdade. Essa sim é uma novela tradicional. Muito boa mesmo. Só não sei se tem ritmo para 60 capítulos. Tomara que tenha.

Observando a atuação de Mateus Solano, ainda tem um pouco do Félix. É bem pouco, mas tem. Rsrs

Tá difícil!

É uma pena a Record não ter acreditado em Escrava Mãe no único momento que ela tinha como garantia a vice-liderança. Hoje, não sabe mais o que fazer com a novela. Não acredito que dará certo no confronto direto com Haja Coração. A Globo, certamente, perderá boa parte do público de Totalmente Demais, mas isso não significa que a Record irá crescer. O share às 19h não é o mesmo das 20h30. E a disputa será novela x novela. Ou seja, o público será o mesmo. Sendo otimista, aposto – inicialmente – em algo entre 10 e 12 pontos, até cair para...

Uma vez Escrava Mãe confirmada as 19h30, como ficará a audiência do Cidade Alerta? A Rede Record não vai saber lidar com a terceira colocação do telejornal. Anotem.

Tchau!

A Rede Record foi certa na punição a Geraldo Luís. O apresentador faltou com o respeito, ao vivo, com a equipe do Domingo Show e também com a direção artística do canal. Quando o empregado pensa que é o dono...

Que sirva de lição e que o profissional consiga um emprego na RedeTV!. No SBT, diante da crise econômica pela qual passa o Brasil, acredito, que não terá chance.

É isso. Essas são as minhas (certas ou não) opiniões. E vocês, estão gostando de Velho Chico? O “novelão” de Benedito Ruy Barbosa virará o jogo e decolará na audiência? Totalmente Demais tem fôlego para mais 25 capítulos? A Escrava Mãe dará certo na faixa das 19h30?

 Obrigado pela atenção e até ao nosso próximo encontro. 



Publicidade

Comentários (35) Postar Comentário

Michel Luiz comentou:

É engraçado como a maioria das pessoas - incluindo críticos - colocam as novelas das seis, como menores às novelas das 9, em história e qualidade, sendo que ultimamente, os melhores cartazes, têm sido as novelas das seis. Não temos uma novela das nove, de grande repercussão há muito tempo. VELHO CHICO encanta pela imagem, pela interpretação dos atores (é incrível como a maioria dos jovens novatos, foram muito bem escolhidos). A novela está numa fase arrastada - isso é um fato (tanto que o romance central e os paralelos andam na base da ameaça e não acontecem) Porém, VELHO CHICO é superior a muitas novelas do horário.
Não entendi do porquê que o colunista chamou a novela de "moralista". Não sei qual é o entender dele sobre moralismo. Confio que com o autor assumindo a novela, ela engrena. No mais, me delicio com imagens bem distantes da maioria das novelas das nove, tão presas nos bairros cariocas (convenhamos que enjoou)


Jeferson Cardoso respondeu:

Michel, cite alguns pontos moralistas, mas reforço: todos os diálogos do Miguel. Rsrsrs. Com Benedito, ditando as regras, acredito que ficará mais arrastada.



Michel Luiz respondeu:

Você, que no fundo, nunca gostou do Benedito - tanto que na época da reprise de O REI DO GADO, apostava que a novela ia afundar o horário - e se enganou redondamente - nem tem como debater. Fica difícil dialogar...



Roger respondeu:

Michel, concordo em gênero, número e grau com o que você disse. E acrescento: o que prejudicou a novela, foi Benedito não ter a assumido quando deveria. Mas dá tempo de consertar. Tô adorando a trama, que trás de volta a beleza do nordeste



Jeferson Cardoso respondeu:

Michel, sou telespectador de Velho Chico, e gosto da novela. Não tem o que dialogar, só degustar. Em setembro - se a final não for antecipada - acaba. Rsrs


Lucas comentou:

Nossa, concordo com quase tudo. Realmente, acabaram com o Afrânio.
Discordo no ponto, da Encarnação,gosto da caraterização dela, a maquiagem está na tela, as tais cenas tocantes, uma boa parte é com ela.
Tbm não curtir essa panfletagem no texto, se for para ter, não seja tão ''moral da historia''.
Há um confusão no tempo da novela, cada personagem vestido de uma época diferente.
Torço para ajustes essências, acho o rito okay, mas tá faltando gachos.
A novela continua me cativando. .

Guilherme Azevedo comentou:

Concordo com vc em relação à Velho chico principalmente na parte que vc fala que a narrativa da trama é de uma novela das seis. Acho que vc pontuou bem todos os problemas de Velho chico que passa desde a caracterização equivocada dos personagens nessa terceira fase incluindo figurino, interpretação muito distinta dos outros atores, até a questão da narrativa lenta e arrastada. Falta uma história diferente nessa novela. Acho que Benedito ficou no mais do mesmo em relação ao sertão nordestino. Essa história de briga de famílias rivais pra mim já deu faz tempo. Fora a questão do tempo da narrativa que confundiu o público. Parece ser duas novelas no ar, uma novela que quer mostrar um passo a frente, mas que fica naquele atraso, que por sinal, é algo muito estereotipado em relação ao Nordeste. Falta romance na novela, que é muito pesada, negativa, moralista, ultrapassada. O texto é muito bom sim, mas falta uma história que traga o público de volta, falta romance, dinamismo, realismo e menos lamentações, brigas, etc. Totalmente demais é uma novela muito boa, acho que os autores viajaram um pouco nessa reta final devido ao espichamento da trama, forçaram a barra criando algumas situações meio sem noção, mas isso não chegou a estragar a trama. Eta mundo bom é o mais do mesmo do Walcyr que sempre dá audiência às seis. É uma boa novela, mas nem se compara com os outros sucessos dele às seis até por ser uma repetição das outras. Liberdade liberdade é uma boa novela, tem uma ótima direção e um elenco super seguro em cena. É uma novela que vai crescer mais ainda com o tempo, merecia mais audiência.


Jeferson Cardoso respondeu:

Guilherme, concordo com você. Alguns vacilos dos autores não atrapalharam a performance de TD+! =D


Lucas comentou:

Jeff,sua critica a Totalmente Demais,foi curta e grossa,e você simplesmente falou TUDO.Ah meu ver,os autores perderam a mão com a trama,não sei se é por causa do esticamento,,mas o fato é que a novela ta chegando ao fim,e como você mesmo disse,todo mundo se envolveu com todo mundo,haja paciência pra tanta troca absurda de casal.Pensei que essa "volta da Sofia" fosse funcionar de forma positiva para a trama,mas foi ao contrario,rendeu otimas cenas,e destacou mais uma vez o talento dos atores em cena,mas a historia ficou forçada,os capitulos ficaram chatos e cansativos com essa vilã fazendo todo mundo de bobo.Para alongar a historia,os autores modificaram o perfil dos personagens e regrediram tudo,a forma que eles acabaram com o relacionamento tão lindo de Rafael e Lili,foi patética,fiquei espantado,eles escreveram coisas absurdas,meio que fizeram Rafael de vilão(sendo que o personagem era mais pra vitima da Sofia desde o inicio) para favorecer o Germano,um homem que traiu a mulher desde o inicio da trama,se mostrando um canalha e agora deu para bancar o mocinho,e para piorar,aquela trama do Uruguai foi totalmente sem sentido,forçada,Carolina que ja havia mudado,do nada resolveu aprontar para cima da Eliza,e ainda envolveu o Rafael no meio disso,cade a coerência ? Lili é uma das personagens mais rica e bem construida dessa novela,mas os autores se perderam com ela tambem,depois de tanto sofrimento e depressão,Lili reencontrou a felicidade,o amor e a lealdade ao lado de Rafael,os autores abordaram de forma linda esse amor,combatendo varios preconceitos,e agora do nada,jogaram toda a historia no lixo,destruiram tudo,e fizeram ela voltar para um casamento de mentiras,traições,algo que ela lutou a novela toda contra,ou seja,a maldade da filha psicopata venceu ?e a coerência da trama ficou perdida,tudo forçado e sem sentido,e tudo o que foi contado ate agora não serviu de nada,a trama e os personagens regrediram para o começo,e para piorar,vão fazer Rafael se envolver com Leila kkkkk ô troca-troca de casais absurda.Max realmente perdeu a função,assim como outros personagens,principalmente o protagonista Jonatas,ta fazendo figuração na trama e sem historia própria,uma pena.Falta mais um mês de novela,e pelo que parece,o foco agora sera as idas e vindas de Eliza com Jonatas e Arthur,para decidir com quem a mocinha vai ficar,ja que a historia ja acabou faz tempo,resta enrolar e encher linguiça ate o fim de Maio kkkk.Parabens pelas criticas Jeff,sempre arrasando nas palavras.


Jeferson Cardoso respondeu:

Lucas, pois é. Mudaram a personalidade da Carolina para ter alguma função, separando Arthur e Eliza. Sacanagem! Tomara que a personagem termina sozinha. Rsrsrs


Gabriel comentou:

Infelizmente cansei de velho Chico, realmente se tornou uma outra novela até onde vi gostei da química da Dira Paes com irandir( acredito que seja o nome do ator) totalmente demais é uma das melhores novelas dos últimos anos acredito que pelas grandes torcidas e grande audiência poderia deixar a cargo do público escolher o final de Eliza seria uma interação interessante com as duas torcidas ou ela ficar sozinha seguindo uma carreira de sucesso no exterior indo com artur lembrando o final de nice com rodrigo em anjo mau sem deixar explicito o final. leila e rafael acho muito forçado, germano e lili como casal ja se saturou e acredito que carregaram em muito sofrimento nas ultimas semanas, mil tentativas de assasinato, paraplégico, morte, eta mundo bom me fisgou muito agradável menos a história de Filomena que não atraiu, e sim em alguns momentos de descontração liberdade liberdade Mateus Solano lembra Félix, mas a novela é ótima o elenco também Maitê Proença perfeita acho que tem pouca divulgação, gostaria de ver escra mãe mas no confronto verei haja coração a Record se perdeu.


Jeferson Cardoso respondeu:

Maitê, Lilía Cabral e Andrea Horta estão demais. Sensacionais!!!! Se Haja Coração começar com problemas de audiência, anota: Daniel Ortiz vira o jogo. Ele sabe fazer isso. =D


Signo de Brunno comentou:

Assim, não tenho paciência NENHUMA pra Velho Chico!!! A novela é muuuito chata, arrastada, não tem ganho... As poucas coisas que gosto da novela são a trilha sonora, e a fotografia que é belíssima!!! SAUDADES ATENA!!!!
Quanto à Totalmente Demais, realmente é um NOVELÃO!!!!!! Vai deixar saudades siiiim, e não acho que a atuação da Pricila Steinman ruim, acho que ela representou bem, talvez podia ser melhor, mas achei bom!!!!! E o que dizer de Viviane Pasmanter????? QUE ATRIZ!!!!! Foi a que mais "ganhou" nessa história da volta da Sofia.
Eta Mundo Bom é uma delícia de acompanhar!!!!! Sou apaixonado por essa novela, tenho um cainho enorme por ela!!!
E Jeff, o que vc está achando da audiência de Anjo Mau? Esperava esse fracasso???


Jeferson Cardoso respondeu:

Vivi Pasmanter magnífica. Ainda bem que defendeu uma personagem à sua altura. Anjo Mau apostei 15 de média geral, mas deve terminar com uns 13/14. A Globo precisa parar com essa bobagem de duas novelas, ao mesmo, no VPVN. E, principalmente, com reprise de reprise.


Jacimar Alves Pereira comentou:

Acho que você não entendeu o que os autores de velho Chico querem. A novela mudou os personagens mudaram quem não quer que mude e o pessoal da fazenda do coronel saruê que pensa que vive no tempo da escravidão no capítulo de sexta feira mesmo Yolanda escolheu duas roupas bem alinhada para o coronel ele escolheu a mais colorida. Teve grupo de discussão da novela acho que devem fazer alguma mudança tomara que melhore.


Jeferson Cardoso respondeu:

Acho que nem os autores entenderam a mudança brusca do Afrânio. Hahahaha. E não tem muito o que fazer. Só um assassinato, mas isso deve acontecer na reta final. Pelo menos é o que está parecendo. Espero que não repita O Rei do Gado, com 20 capítulos de investigações e interrogamentos. #Deboche


Maria Tavares comentou:

Discordo quase que completamente desse colunista, mas perdoou por ele ser novinho e não entender tão bem de técnicas de teledramaturgia. VELHO CHICO é linda. Precisa apenas de alguns ajustes - figurinos e mais força nos romances. ÊTA MUNDO BOM, tbm é perfeita - o que não é novidade, já que Walcyr Carrasco é o melhor autor de novelas que temos atualmente (tudo que ele escreve, é sucesso). Já TOTALMENTE DEMAIS é boa, mas agrada mais aos jovens. Ficou aliás, devendo mais espaço aos personagens idosos vividos por Glória Menezes e Reginaldo Faria.


Jeferson Cardoso respondeu:

Maria, não entendo de técnicas mesmo, assim como 99,999% dos telespectadores. A minha opinião é como telespectador, e você concordou com boa parte dela. =D


Micael Constantino comentou:

Velho Chico concordo em número, gênero e grau!!!! Esperava mais a terceira fase que prometia mas a transição foi feita equivocadamente por quase todos os atores, a única que se salva é a Mãe do Santo... Mas mesmo assim é uma novela que dá gosto de se assistir pelas cenas, pelos diálogos profundos diferente das novelas anteriores que eram perceptivelmente superficiais... Enquanto a Totalmente e Eta Mito Bom apesar de algumas falhas mas nada que comprometa o resultado, afinal tão Lacrando na audiência e repercussão... Em relação a Escrava"Avó " a Record tá brincando com o público com essa novela, tanta enrolação faz o público perder o tesão para acompanhar a novela, ae duvidar será um flop, se for um sucesso é milagre...


Jeferson Cardoso respondeu:

Escrava Avó? Hahahahaha! Eta Mito Bom: bom apelido. Eta lasquera! Tudo que acontece de ruim na vida da gente é pra meiorá. Rsrs


Andrea comentou:

Não gostei do que você disse do Mateus Solano ele tá impecável mão lembra o Felix nem de longe !!! O Rubiso é sério contido não tem nada haver com o Felix !!! O Mateus tem talento de sobra é um grande ator


Jeferson Cardoso respondeu:

Talento tem. E tem também alguns trejeitos do Félix. Rsrsrs


Veja também

Publicidade