O Planeta TV

Por que a Record não consegue emplacar Vitória?

E mais: Feriado? Fim de ano? Horário de Verão? Eles não são os vilões da TV aberta!

Por: Jeferson Cardoso

Quem me acompanha nas redes sociais (Twitter e Facebook) sabe o tão quanto sou defensor de Vitória, da Record. Aqui no Blog, no lançamento da novela, elogiei a sinopse e disse que ela tinha tudo para se tornar um novelão. Não estava enganado.

Desde a estreia, em maio, fiz diversos comentários sobre a novela. Já reclamei da falta de sintonia do casal Artur e Diana; do nível de atuação de alguns atores; do texto fraco e repetitivo (em algumas cenas); do tom mexicano (que não me incomodava); e até da barriga que se criou, quando tive a sensação de que não saía do lugar. Vitória, como qualquer novela, tem seus altos e baixos. Não é redondinha, mas passado a fase de apresentações, e alguns ajustes, tem surpreendido.

Na última semana, os neonazistas foram desmascarados; com shows de interpretação de Juliana Silveira. Priscila, macabra, atropelou e matou Dinho. Foi presa, e levou uma surra na cadeia. Paralelo a isso, Diana descobriu está grávida de Artur. Ela acredita que o bebê seja fruto de uma relação incestuosa. A doença de Zuzu, que sofre de mal de Alzheimer, avança lentamente. É uma história linda, contada de forma certa. E mais um excelente trabalho de Lucinha Lins.

Sendo justo, preciso parabenizar Liége Müller, que conseguiu superar as críticas e cresceu junto com sua personagem. Outros destaques inquestionáveis são: Jorge (André di Mauro) e Matilde (Luciana Braga), os responsáveis pela comédia. E, claro, Iago (Gabriel Gracindo) – o vilão.

Com 65 capítulos no ar, Vitória tem mais acertos do que erros. Se comparadas com outras novelas no ar, é disparada a mais interessante e intrigante. É tradicional, mas com viradas que surpreendem. Até aqui, no contexto geral da obra, estou satisfeito. Ansioso pelos próximos capítulos, principalmente pelo drama de Zuzu (Lucinha Lins).

Vitória é boa, mas tem uma audiência questionável. Infelizmente, na Grande São Paulo, oscila entre 5 e 8 pontos. Isso é bom ou ruim? É praticamente o mesmo desempenho da antecessora, Pecado Mortal. A novela seria vítima da má fase da Record? Do novo cenário televisivo? Do horário de exibição? Da péssima divulgação? Falar de números, hoje em dia, não é fácil.  A TV, como um todo, perde audiência. Não quero justificar a média da novela, apenas reforçar que os índices extraordinários do passado não refletem mais a nossa realidade. No entanto, acredito que – se fosse mais bem divulgada e exibida antes ou após a novela das nove da Globo -  teria um melhor desempenho. Será?

Enfim, a novela merece ter mais telespectadores.

Debate repercute, mas fracassa no Ibope

O debate entre os presidenciáveis, na última terça-feira (26), rendeu "apenas" cinco pontos de audiência à Band. O circo, no entanto, repercutiu nas redes sociais.

Nem sempre o que repercute na Internet representa a realidade. Particularmente, não levo a sério o Treding Topics ou TT's. Quando um programa aparece bem colocado, não significa que esteja fazendo sucesso. Claro, seguimos pessoas que possuem os mesmos gostos, daí ficamos com aquela sensação de fenômeno. O que não é verdade. No geral, no mundinho do Twitter, há mais comentários negativos do que construtivos. Pra mim, as redes sociais são banalizadas porque os brasileiros não sabem usá-las.

Quanto à audiência do debate. Nenhuma novidade. Teve, praticamente, o mesmo desempenho de anos anteriores. E, para os padrões da Band, foi um sucesso.

A quem ouvir?

Os autores de novelas deveriam ignorar os comentários das redes sociais. Elas não levam a lugar algum. Pelo contrário, prejudicam. Joia Rara e Salve Jorge, por exemplo, foram vítimas. Suspeito que Thelma Guedes, Duca Rachid e Gloria Perez se deixaram levar por opiniões de um público que não representava as respectivas novelas. As autoras tentaram agradar aos seguidores, e se esqueceram do verdadeiro público. Talvez, por isso, não tiveram um melhor desempenho no Ibope.

Mas que público os autores deveriam ouvir? Os mesmos de sempre: a empregada, o vizinho, as donas-de-casa, os amigos próximos e amigos de amigos. E, principalmente, o resultado do grupo de discussão e pesquisas realizadas pelas emissoras.

Aceite, dói menos

A audiência de Império desandou com o horário político. A novela faz milagre, dobrando a média da Globo, mas tem sua média abalada. Deve fechar, esta semana, com apenas 28 pontos. O desempenho geral já é de 30 pontos, apenas décimos à frente de Em Família. Haverá ainda novos obstáculos: horário de verão, Natal, Ano Novo e Carnaval.

Boogie Oogie, que já empatou com Meu Pedacinho de Chão, também enfrentará o mesmo período.

Feriado? Fim de ano? Horário de Verão? Sim, podem prejudicar, mas não são os grandes vilões. Na TV Aberta, nos últimos anos, muita coisa mudou. E drasticamente. O ibope, por motivos óbvios e já discutidos aqui, nunca mais será o mesmo.

Portanto, vamos aceitar a realidade, assim dói menos. Novela das seis com 18 pontos; das sete com 20 pontos; e das oito com 30 pontos. Daqui a pouco piora. Vamos torcer para que demore um pouco mais.

Ainda acredito que Império, até março, consiga os 32 pontos de média geral. Podemos tratá-la uma novela de baixa audiência, mas, provavelmente, será a maior das 21h (se comparada com a de suas sucessoras). O Gênio João Emanuel Carneiro vem aí, só que não sabemos como estará o cenário das audiências daqui a um ano. Com a entrada da GFK pode ser que os números do Ibope sejam descartados. Ou não.

Tenho medo!

Regina Duarte, segundo o jornal O Globo, foi escalada para Sete Vidas, a próxima novela das seis da Globo. Se aceitar o convite, a atriz interpretará uma lésbica, e mãe dos personagens de Thiago Rodrigues e Maria Eduarda.

Será que Lícia Manzo repetirá o estilo (tão depressivo e lento) de A Vida da Gente? Se sim, desligarei a TV. Tenho medo!

O que importa, na verdade, é se a maioria irá ou não gostar. Lícia precisa ficar atenta, já que substituirá Boogie Oogie, aclamada por ser ágil e ter ganchos. Tenho certeza de uma coisa: Sete Vidas terá emoção, ingrediente que falta na atual.

A nova da Record

Como havia comentado, Dez Mandamentos será a substituta de Vitória. A estreia deve acontecer entre fevereiro e março.

Será?

Com a volta de Paulo Franco, a Record pode ter alguns horários ajustados. A expectativa é de que, em 2015, a teledramaturgia seja exibida em horários alternativos, antes (às 20h30) ou após (às 22h30) à novela das nove da Globo.  

São duas boas opções. Do jeito que está (às 21h30) não dá.



Comentários (28) Postar Comentário

Leticia vieira comentou:

NAO CONCORDO QUE BOOGIE OOGIE SEJA UMA NOVELA SEM EMOCAO..A TRAGEDIA EM VOLTA A MOCINHA QUE PERDE O NOIVO AS VESPERAS DO CASAMENTO FOI TRISTE E ME TOCOU REALMENTE..E VIRA MAIS EMOCAO AINDA QUANDO A VITORIA E SANDRA DESCOBRIREM QUE FORAM TROCADAS E QUE SUAS FAMILIAS QUE ATE ENTAO ELAS PENSAVAM SER..NAO E..SE ISSO NAO TE TOCA JEFERSON..ME DESCULPE..VOCE E UMA PEDRA DE GELO....QUANTO A NOVELA DA DISCIPULA DO MANUEL CARLOS,.NEM ESTREOU E JA NAO GOSTO DELA...ODEIO NOVELA QUE FALA DO COTIDIANO...VITORIA E UM ARRASO...MAIS TA NO HORARIO ERRADO..TINHA QUE SER AS 8 MEIA OU AS 10 MEIA...EU NAO GOSTEI DESSA HISTORIA DE NOVELA BIBLICA..TORCO PRO FRACASSO DESSA NOVELA...POIS SE DER CERTO..CERTAMENTE IRA DESISTIR DAS NOVELAS DE FOLHETINS CLASSICOS..E NISSO QUEM PERDE E O PUBLICO...

Rony comentou:

Jeferson, vc vive falando e elogiando Império e Vitória. Mas deixa eu te lembrar que não é possível assistir duas novelas que passam no MESMO HORÁRIO! Acho que por isso você não sabe avaliar direito nenhuma das novelas, às vezes fica muito emocionado e elogia as duas, sendo que vê as duas pela metade. ISSO NÃO DÁ, não existe! Vitória não é esse espetáculo que vc fala, é fraca comparada com outras da Fridman, e só lembrando que a Record (e vc também) sonham alto demais pra essa novelinha, como se o problema de audiência dela fosse a Globo!! Isso me faz rir, no caminho da Record tem uma pedra muito maior, chamada SBT, com dois sucessos, Rebelde e Chiquititas!! Vamos ser mais pé no chão, porque tanta arrogância leva a um tombo muito grande, como a Record que chegou a falar de Em Família, me desculpe, só posso rir disso. Qualquer horário que fosse exibida essa trama, ainda mais 8 e meia, ia levar surra do SBT.
E se quiser falar da melhor novela em exibição, fala de Boogie Oogie e Chiquititas. Não tem como, kkkkkkkk.
Desculpa as críticas, é minha opinião!!


Jeferson Cardoso respondeu:

Rony, assisto as duas novelas. Obviamente que não ao mesmo tempo.



Michel Silva respondeu:

Pra mim vitória se tornou a melhor em exibição e olha que assisto império também.



Júllio Di Avlis respondeu:

da pra assistir as duas sim senhor! quem assina a globo. com assiste qualquer programa a hora que quiser...


Jullio di Avlis comentou:

Como não assisto Império, nem Geração Brasil (desisti dela quando fizeram aquela palhaçada durante a copa), Vitória é a melhor novela no ar, mesmo com seus altos e baixos, a única coisa que me desagrada é o casal central que não tem graça nenhuma, chegou um tempo que imaginei que o núcleo de neonazistas fosse interagir com o casal central, tipo o Paulão se apaixonar pela Diana, e tentar de tudo pra conquistá-la, desencadeando assim a ira da Priscila, que deveria sim ser a grande vilã da novela. Acho muito forçado também que duas pessoas (Arthur e Iago) queiram se vingar da mesma pessoa, ficou meio repetitivo, fora isso, é uma novela gostosa de assistir. Você não acha Jef, que o núcleo neonazista deveria entrar no enredo central?


Jeferson Cardoso respondeu:

Jullio, essa é minha torcida. A Priscila ou Paulão deveria se envolver com Artur ou Diana. =)


Edu comentou:

Jeferson, por que você nunca responde diretamente ao que te perguntam? Parece que sempre quer sair pela culatra, sair pela lateral, dar uma resposta que responde mas não responde! Isso é insuportável!

weel comentou:

A vida da gente foi uma maravilhosa novela, um elenco pequeno uma historia boa e personagens bons !!!

Alex comentou:

Império e Boogie Oogie estão se saindo muito bem ao meu ver. Novelas com cara de novela, ganchos e boas atuações.
Acredito que falta naturalidade em Boogie Oogie, mas a qualidade dos capítulos é indiscutível. Império apresenta uma narrativa mais lenta, não sei o motivo, já que Aguinaldo Silva não é de rodeios. Provavelmente é a direção mais pausada de Rogério Gomes.
Quanto a audiência, ela não me preocupa. Queria índices mais expressivos, mas a medição do Ibope cai a cada período e é obsoleta. Os telespectadores, a televisão, o modo de assistir, tudo isso mudou. Não adianta comparar pontuações. O cenário televisivo é outro, novos tempos, novos números e, TOMARA, uma nova medição no ano de 2015.

Marcio comentou:

Dizer que A vida da gente era ruim? Meu Deus, acorda Jeferson! Foi a melhor novela das seis desta década até então. E está conquistando o mundo inteiro! Que Sete vidas seja um terço que A vida da gente foi e já será uma boa pedida.


Jeferson Cardoso respondeu:

Estou sonolento, porém consciente. Onde disse que A Vida da Gente é ruim? Ela não faz meu estilo. Simples assim. =)


Anônimo comentou:

Não gostei de A Vida da Gente e realmente Sete Vidas terá que ser ágil como Boogie Oogie. Lícia Manzo é muito lerda na história e fica naquele lenga lenga. Sete Vidas vai ser um fracasso total. Só ao meu ver pela sinopse, não me interessou nenhum um pouco. :( Já Império, estou DETESTANDO. A novela fica naquela chatice, naquela mesmice, não merece mais elogias, tá muito devagar. Não sei o que Aguinaldo está pensando. Já Vitória está mais por menos. Ficou meio que sem ritmo e os vilões se tornaram os principais, e os protagonistas foram deixados de lado. Atualmente, Boogie Oogie é a melhor em exibição, Geração Brasil eu nem falo é uma porcaria mesmo, e Cobras e Lagartos tá chatérrima, não vejo a hora de reprisarem "Paraíso" ou "Escrito nas Estrelas", tbm "Morde & Assopra" :D (ou, sempre a mais esperada, "Senhora do Destino").

Anônimo comentou:

Que novela vc gostaria no Vale a Pena Ver de Novo, Jeferson? :D


Jeferson Cardoso respondeu:

A Favorita, a melhor novela do JEC. =)


André Honorato comentou:

A verdade é que os autores deveriam fazer rodízio de direção, o que prejudica as novelas além de sinopses fracas são as mesmas panelinhas, vide Geração Brasil. Em 2015 espero novelões, pq a sagra atual está mediana. Meu medo é de Gilberto Braga fazer uma novela morna como a péssima Insensato Coração e com a direção repetitiva de Denis Carvalho, do mais os outros horários não me interessam pelas sinopses fracas e o mesmo de sempre!

Veja também