O Planeta TV

Boogie Oogie não é tudo isso que falam!

E mais: Vitória, da Record, parece ter encontrado o rumo certo.

Por: Jeferson Cardoso

Há muito tempo não me empolgo com início de novela. Não criei expectativas com Império, Vitória e Boogie Oogie. A trama de Aguinaldo Silva me surpreendeu nos capítulos iniciais, e, por enquanto, me mantém empolgado. Fiquei frustrado com os primeiros capítulos de Vitória, mas, hoje, estou curtindo. Já Boogie Oogie foi o inverso. Não gostei do capítulo de estreia. Nada me convenceu.

Pra mim, a queda do avião e o primeiro encontro de Rafael (Marco Pigossi) e Sandra (Isis Valverde) foram forçados, e nada convincentes. Na discoteca, as dancinhas tinham passes ensaiados. A estreia foi seca, sem grande emoção. Só comecei a gostar da novela no capítulo seguinte.

A sinopse da novela é a ideal para o horário das seis. A história central consiste na troca de bebês, onde a mocinha é trocada pela vilã na maternidade. Um tema convencional, mas interessante. Rui Vilhena faz uma boa estreia na Globo. Os capítulos são bem escritos, desenvolvidos e com ganchos. Algumas cenas, infelizmente, são superficiais, mas tudo bem.

O elenco é muito bom. Destaco a evolução de Bianca Bin. A trilha sonora é impecável, já que foi trabalhada para chegar o mais próximo possível do universo da década 70.

Boogie Oogie é novela de época, mas não parece. Há alguns equívocos, como shopping e figurinos modernos, e até uso de objetos que surgiram apenas nos anos 80.

Sinto que o problema de Boogie Oogie é mais com a direção e figurino. São detalhes bobos, mas que prejudicam a obra.

Com ajustes e bom ritmo, Boogie Oogie deve manter a atenção do telespectador. Antes precisa passar emoção e convencer.  

A audiência, de 19 pontos, é considerada razoável. Pena que o circo (horário político) e horário de verão prejudicarão o seu desempenho.

O que importa, na verdade, é que tenha história. Que empolgue!

Boogie oogie, por enquanto, uma novela nota 7.                

O diretor adjunto, o diretor adjunto!

Vitória não é a melhor novela de Cristiane Fridman, mas é boa e não merece a audiência de 5,5 pontos. Infelizmente, a Record não trata esse folhetim como ela de fato merece. O horário de exibição é ingrato e não se vê divulgação. Enfim, chega de blá blá blá.

Desde o meu último comentário, há mais de um mês, Vitória mudou bastante. O tom mexicano foi deixado de lado, e ficou mais parecida com uma novela convencional, bem agradável. Nos últimos capítulos, revelou-se a identidade de Iago; Bárbara confessou ser uma policial infiltrada no núcleo neonazista, que está prestes a ser desmascarado. Outros temas também começaram a ser apresentados, como a doença de Zuzu, que sofre de mal de parkerson. Esse drama, por sinal, está sendo muito bem apresentado. Lucinha Lins, como sempre, arrasa.

Vitória tem ótimos vilões, mas não consegue emplacar o casal de protagonistas (Artur e Diana). O núcleo principal virou coadjuvante. Eu, como telespectador, gostaria de torcer pelos heróis, mas não consigo acreditar na ingenuidade de Artur, e tão pouco nos sentimentos de Diana.

Às vezes, o texto soa fraco e fica repetitivo. Não aguento mais os personagens citaram o Paulão como diretor adjunto.

Vitória, como qualquer novela, tem seus altos e baixos. Teve um primeiro capítulo confuso, depois melhorou, empolgando com a apresentação de seus vilões; oscilou, enrolou. Hoje, com praticamente 60 capítulos no ar, parece ter encontrado o rumo certo e aparenta ter fôlego para os próximos meses. Seguirei acompanhando e comentando.

Vitória, por enquanto, uma novela nota 7.

Téo, a Personagem de Império!

Drica Moraes e Lília Cabral estão ótimas, é verdade. São atuações incontestáveis. Até então, Cora e Maria Marta eram minhas personagem favoritas. Passado, não é mais. Pelo menos, por enquanto.

Pra mim, quem está roubando a cena e dominando os capítulos de Império é Téo Pereira, interpretado por Paulo Betti. Que cena foi aquela do Robertão (Rômulo Arantes Neto) fazendo strip-tease para o blogueiro? Diversão pura! Chorei de rir!

Estou me divertindo demais com Império. No quesito humor, não tenho do que reclamar. A novela, no entanto, precisa sair do lugar e fazer com que suas vilãs realmente despontem.

Maria Marta tem falas maravilhosas, é uma personagem forte. No entanto, está ficando chata. Cora, a vilã que muitos esperavam, virou figurante de luxo com seu sarcasmo.

Império é uma boa novela, mas ainda estou aguardando o novelão prometido, com viradas a cada capítulo. Não está muito longe disto. Nessa altura, Aguinaldo Mago Silva já percebeu o que deve (ou não) ser ajustado. Portanto, é só questão de dias. Assim espero. 

Império, por enquanto, uma novela nota 8.

Ibopinho, Ibopão!

Os números do Ibope são responsáveis pelo rumo seguido por grande parte da programação das emissoras e pelo destino de bilhões que são aplicados todos os anos em publicidade na TV.

Os índices de audiência pouco importam para nós telespectadores, só que sempre gostei de analisá-los. Óbvio que, hoje em dia, esses números não devem ser tratados como antigamente. Estamos presenciando um momento de transição, e fica complicado apontar o que é sucesso ou fracasso. Enfim, estou ciente da nova realidade. Sugiram as novas mídias, mas a verdade é que a TV aberta, no geral, tem perdido qualidade. É melhor aceitar, dói menos.

Falando em números...

O horário político, em seu primeiro dia, fez estrago. A Globo, por ter um público maior, foi a mais prejudicada. A emissora teve que antecipar, em quase meia hora, o horário de exibição de Malhação, Boogie Oogie e Geração Brasil. Confira as prévias:

Malhação - 12
Boogie Oogie - 15
Geração Brasil - 19
Império - 30 (fez milagre, pois recebeu com 15)
Chiquititas- 10 
Rebelde - 4
Vitória - 5

*Esses números podem sofrer alterações de até dois pontos (para mais ou para menos no consolidado) no consolidado.

A tendência é piorar, principalmente nos dias de sábado. Está amarrado!

E depois que o circo (horário político) acabar, vem o horário de verão. Xiiii...

As tardes da Globo: o que fazer?

No período da tarde, as emissoras de TV aberta não conseguem mais segurar a atenção do telespectador (grandes descobertas brasileiras!!!). Na Globo, por exemplo, o Video Show e a Sessão da Tarde estão na corda bamba. Os demais programas (Jornal Hoje e Malhação), acredito, estão com bons índices para os dias de hoje. Não acho tão ruim a média de 14/15 pontos de Malhação. Que outro programa conseguiria manter esses índices? Concordo que a trama teen esteja desgastada, mas é tradição, tem um público fiel.   

O desempenho de Cobras & Lagartos, por enquanto, não é problema. As antecessoras também começaram entre 11 e 12 pontos. Não concordo com a reapresentação de novelas muito antigas; para isso tem o Canal VIVA. Uma possível re-reprise de Alma Gêmea seria decretar o fim Vale a Pena Ver de Novo, que há um bom tempo não vale nada.

Já o Vídeo Show...  É complicado. Mas sou defensor de sua continuidade. Deveria apenas reduzir o tempo de exibição, evitando as "reportagens desnecessárias".

A Sessão da Tarde, mais cedo ou mais tarde, sairá do ar. Provavelmente, deve ser substituído por um programa de entretenimento/jornalismo. A atração poderá ter a audiência questionada, mas garantiria lucros à Globo. Esse é objetivo.

Não segui o formato planejado para a coluna, pois me estendi. O importante é que foi atualizada. Hahahahaha

Então, estão curtindo Boogie Oogie? Acompanham Vitória? Assustaram com os números do primeiro dia do circo? E o Vídeo Show, como proceder?

Obrigado a todos pela compreensão. Não deixem de comentar. Até já!



Publicidade

Comentários (41) Postar Comentário

Tiago D Avila comentou:

Bom, Jef , Boogie Oogie começou bem, trama redonda, com ganchos, pois seu único problema é a produção, algumas roupas muito moderninhas pra década de 70 , não dá. Império, tenho uma impressão que o Aguinaldo Silva esta prendendo a trama, para solta-lá no capitulo 40, não quer repetir o erro de Fina Estampa, as tardes da Globo,não são mais as mesmas, na minha opinião deveria colocar o Vale a Pena Ver de Novo após o Jornal Hoje e o Vídeo Show após a Sessão da Tarde

Heitor comentou:

Olha essas prévias infladas hihihi

Thiago Hideki comentou:

A respeito de Boogie Oggie, eu acho caracterização muito ruim. A trilha sonora usa das músicas mais famosas daquela época, uma ou outra era desconhecida até então, mas a maioria a gente conhece hoje em dia e pra mim a abertura deveria ser Boggie Oggie da Taste of Honey.
Sem contar os figurinos e o visual estético, o único caracterizado é o Rodrigo Simas com um corte Mullet, porque o resto...., principalmente as mulheres, nenhuma tem um visual a la FarrahFawcett com o cabelo volumoso, escovado e ainda sim frizzado, porque sinceramente parece que os personagens viajaram no tempo nos dias de hoje para hidratarem o cabelo, nunca vi cabelos tão sedosos para uma época que não existia tanta tecnologia em cosmético assim kkkk
Mas eu acredito que eles optaram por uma caracterização repaginada dos anos 70, deixando-a apenas colorida e com cara de atual, tudo para não causar estranheza no público kkk imagina um Marco Pigossi de mullets e uma Isis Valverde de cabelos volumosos e escovados a la Farrah Fawcett! kkkkkkkkkkkkkkk

eduardo comentou:

Eu sei que estou fora da casinha, mas eu não aguento mais ver a cara da Lilia Cabral. Pra mim ela cheira à cebola. Acho ela chata e caricata. Assim como são caricatas as atrizes Bianca Bin (que pra mim é um manequim de loja, só que falante) e Ísis Valverde, dentuça e sempre com a mesma cara de retardada. Cara, com a qualidade das produções da Globo, ainda sou mais os filminhos "água com açúcar" que passam na Sessão da Tarde. O resto, sem comentários.

Mario comentou:

Em Império, acho que o que falta é uma grande estrela para formar
um triangulo com o Zé e Maria Marta, tipo Carolina Ferraz, Aline Moraes.

Boggie Oogie - Quem rouba a cena é a Alessandra Negrini e a Giulia
Gam. Acho que a Giulia Gam deveria ser a vilã principal, pois a personagem
é bem malvada, deixando a Bianca Bin mais como mocinha (com uma
mãe daquelas. Que família de gente ruim - sorte que a Betty Faria é
boazinha, né?

Vendo a Viagem no Viva, penso se a novela seria liberada hoje para
passar de tarde. A novela é bem pesada.

Dentre estas novelas nunca reprisadas, quais chances de VPVN:
Porto dos Milagres, Perigosas Peruas, Mandala, Bambolê...

Leonardo comentou:

Eu tb acho que se Cobras & Lagartos não manter pelo menos os 14/15 semanais, teremos uma re-reprise de Alma Gêmea. Globo pecando em não divulgar as novelas do VPVN, como fez com O Cravo e a Rosa.

Lucas comentou:

Boogie Oogie:Estou adorando essa Novela,é otima,a historia e atraente,personagens carismaticos,agil,e muito gostosa de se assistir,por enquanto esta convencendo e chamando atenção,destaque para Alessandra Negrine,Giulia Gam,Isis Valverde,Deborah secco,Francisco cuoco e seus personagens,são maravilhosos...Só acho que Marco Pigossi precisa intepretar um Vilão,esse ator é um talento nato,e merece essa chance,chega de mocinhos..
Imperio:Gosto do Teo Pereira,é divertido,mais dai considera-lo o melhor personagem da novela é piada né kkkkkkkkkkkkkk,mas é a sua opinião e eu respeito claro....Que cena foi aquela do Robertão (Rômulo Arantes Neto) fazendo strip-tease para o blogueiro?
Eu te Respondo,foi a pior cena da Novela ate agora,foi terrivel,vulgar,apelativa,cafona e tudo mais,me deu vergonha alheia e me lembrou as vulgares cenas de Michel e Patricia em Amor a vida,Romulo Arantes Neto esta fraco,e seu personagem vai ser mais um que só vai servir pra tirar a roupa,igual ao personagem de Caio Castro em amor a vida afff...
Cora realmente virou figurante,mais acho que logo ela se mostra vilã,mas Maria Marta ainda é a dona e a melhor da Novela,Personagem Fantastica,adoro seus embates com Jose alfredo,e suas discussões com João Lucas,o Texto é genial,e os Atores estão agarrando com força seus personagens e arrazando,a familia medeiros ainda é o melhor Nucleo,adoro as discussões familiares,como aquela do Capitulo de segunda feira,os Irmãos um querendo tomar o lugar do outro,e os pais discutindo,adorei...Parabens Pelo blog Jeff


Jeferson Cardoso respondeu:

Lucas, questão de gosto. Adoro o Teo, e gostei da cena, achei divertida. Hahahahha Maria Marta é a protagonista, tem ótimas falas e Lília Cabral é demais, e deve ficar com os troféus que muitos apostavam para Drica Moraes.


Bufo comentou:

Jeff não posso esconder minha insatisfação pelo texto de BOOGIE OOGIE, ficou parecendo que vc comentou pq não tinha falado ainda sobre ela, e mais ainda como tinha dito no texto anterior não falou da SUZANA que pra mim é o grande destaque da novela, mais como gosto não se discute deixa pra lá...
Como gosto muito do Blog se puder queria alguma critica sua em relação aos seriados como TAPAS E BEIJOS, entendo que o foco principal são as novelas mais é bom da uma variada ! abraços

Glauber Robert comentou:

Boogie oogie esta maravilhosa , então o em relação ao shopping da novela eles pegarão como referencia o primeiro shopping carioca se não me engano o rio - gávea inaugurado em 1976 , a minha mãe fala que na época usava - se lurex e roupas de crochê pouco vejo e mulheres com tatuagem eram taxas de putas ou bandidas , bem fora isso novela show , vitória é maravilhosa , esta longe de ser uma das suas melhores novelas mais esta melhor , sabe o que dei falta é da trilha sonora cade a musica da thalia tocando na novela ??? muito se falou mais ??
vídeo show tem que ir antes da malhação e o VPVDN tem que ir no horário tradicional as 14 e 15 da tarde , o SBT esta se beneficiando com esse horário a Re- reprise da novela esmeralda . sessão da tarde tem que se aposentar, eles tem que dar um programa decente para a angélica , ou Sandra annenberg durante a semana !!
Abraços Jeff


Studiozcabeleireiros Cabeleireiros respondeu:

Gostei do comentário seu, as pessoas criticam sem ver o lado positivo, a novela nao é ruim!


Jonatan H comentou:

Jeferson sua Opinião é Meio ruim,porque a Cena do Strip Tease foi constrangedora,pior que as sessões de Reprogramação cerebral do Brian Benson.
Império começou ótima,mas agora Pra mim é a pior novela da Globo.Com cenas chatas e Cansativas,A unica coisa boa na novela é o Humor,que tambem não é lá essas coisas,visto que só apostaram em Gays para essa Parte. Os Nucleos Paralelos são chatos demais e a Novela está Parada.Até agora é uma Novela Nota 7
Boogie Oogie é muito boa,a Melhor Novela no ar,pode ser cheias de Clichês,mas é Muito empolgante e até agora não perdeu o Folego ( como Império),Geração Brasil é Boa,e agora principalmente com o desenrolar da Trama que andava meio parada.
Tenho saudades de Amor à Vida,a Novela podia ser imensamente criticada,mas tinha Humor,Um Vilão descente,Reviravoltas e Nucleos Paralelos Bons ( Com excessão do Nucleo Patricia e Michel)

Veja também

Publicidade