O Planeta TV

A Regra do Jogo: Um vilão em busca de redenção

A próxima novela da Globo, de João Emanuel Carneiro, estreia em agosto.

Por: Jeferson Cardoso

Foto: Divulgação/Globo

Ainda é cedo para opinar sobre A Regra do Jogo. Assim como a maioria estou ansioso para a estreia. Estou há quatro meses sem acompanhar uma novela das nove. Para um noveleiro, isso é um pesadelo.

Do pouco que sei da sinopse, estou numa expectativa muito grande. Confira um resumo do perfil do protagonista:

Romero Rômulo (Alexandre Nero), quem não te conhece, que te compre. E tem quem compre, afinal ele sabe, como ninguém, camuflar quem é de verdade. Para a maioria das pessoas, Romero é um homem altruísta e corajoso, disposto a ajudar ex-detentos em busca de reintegração. O seu lema é dar uma segunda chance àquelas pessoas que cometeram erros, pagaram por eles e estão dispostas a se reerguer na vida.

Mas é preciso ir com calma, afinal, ele sabe fingir. A imagem de benfeitor é apenas uma das facetas de Romero. Quem ele é em sua essência e o que ele esconde são perguntas cujas respostas estão embaralhadas como em um quebra-cabeça defeituoso, com peças perdidas em seu passado, marcado por rejeição e péssimas influências.

E como parte de um jogo meticuloso, ele sabe que é preciso se esconder atrás de uma persona. Mas diante de si mesmo, na frente do espelho ou com a cabeça no travesseiro, Romero Rômulo é um homem de essência misteriosa e atitudes surpreendentes.  

Alexandre Nero será odiado e amado. A Regra do Jogo contará a redenção de um homem, um bandido, que a princípio é mau. Acredito no sucesso dessa novela. Não vejo muita dificuldade para recuperar a audiência perdida na faixa das 21h. O problema atual é exclusivamente da péssima Babilônia.

Surpreendente

Além do Tempo está superando as expectativas, e não me refiro aos números de audiência. O primeiro capítulo foi muito bom, o segundo idem, mas o quarto foi excelente. Elizabeth Jhin está me surpreendendo, com uma história bem elaborada e muito bem apresentada. 

Por enquanto, é uma novela redonda. Com destaque para o elenco, de atores fantásticos. Ana Beatriz Nogueira é um espetáculo à parte. Pensei que detestaria ver Irene Ravache como vilã, no entanto, ela impôs um tom e personalidade incrível à sua personagem. Junto a elas, claro, não posso deixar de citar Nívea Maria. Que trio de atrizes. Que espetáculo meus amigos!

Pra mim, as chamadas de lançamento de Além do Tempo foram fracas. De imagens escuras, tive a impressão de uma “novela velha”. No ar, graças a Santa Clara, a fotografia é linda. A narrativa e o texto, por enquanto, também surpreendem.

A trilha sonora me incomoda um pouco, por repetir muitas músicas de outras novelas. É impossível não lembrar do casal de Da Cor do Pecado com o tema de abertura "Palavras ao Vento", de Cássia Eller. E de A Favorita ou A Escrava Isaura (Record) com a música Sinônimos, de Zé Ramalho. É uma bobagem, eu sei.

Quanto à audiência... Além do Tempo recebeu bem da antecessora e tem sido exibida mais tarde em São Paulo, por volta das 18h40. É uma estratégia da Globo, que vem dando certo. No dia que for exibida às 18h15, analisarei melhor o seu desempenho.  Não estou desmerecendo a boa média de 22 pontos, mas é que não faz sentido dizer que é um fenômeno por ser beneficiada com horário de exibição. Daqui a pouco uma novela das seis começa as 19h, e as pessoas ainda continuarão com as comparações. É por esse (e outros motivos) que não faço mais comparativos de audiência.

Além do Tempo é uma novela de qualidade e está altura de sua antecessora, Sete Vidas. Parabéns a todos os envolvidos.

I Love Paraisópolis

Com menos frequência, continuo acompanhando I Love Paraisópolis. Gosto da novela e divirto-me com o humor esculachado. Os autores e os diretores não têm medo do ridículo. A personagem de Letícia Spiller (Soraya) é uma homenagem à Tereza Cristina de Fina Estampa? Parece.

“Inacreditável”

Detestei as últimas novelas de Walcyr Carrasco, isso não é segredo. Em Verdades Secretas, entretanto, ele está dando show. Merece um texto, farei na próxima semana.  Não terei medo de elogiar, mesmo sabendo que ele repetirá seus vícios em Candinho (a próxima das seis).

Ousadia

Televisão é aposta. A gente só sabe se vai funcionar se arriscar. Não tem como saber antecipadamente o que vai dar certo ou errado. Obviamente, toda ousadia tem seu limite.

A Record, louca de pedra, decidiu apostar em reprises de novelas. Já tentaram isso no passado, mas esqueceram da tragédia. Enfim, animados com a repercussão de Os Dez Mandamentos, os executivos acreditam que derrotará o SBT, que está consolidado na vice-liderança à tarde. Não acredito nesta possibilidade.

Prova de Amor é uma boa novela, mas o sucesso de audiência não depende dela. A Record não tem tradição, mas pode passar a ter. O problema é que os diretores não entendem que televisão é hábito. Quando um programa fracassa, imediatamente tira do ar. 

Não sou otimista em relação às reprises de Prova de Amor e Dona Xepa. Talvez consiga uns cinco ou seis pontos nos melhores dias. Nos piores, dois/três pontos.

Em caso de fracasso, qual será o plano B da Record? Esticar o Balanço Geral até às 15h; antecipar o Cidade Alerta para 16h45; e no meio deles colocar um Tudo a Ver ou seriado Todo Mundo odeia o Chris?

Não vejo público para tanta novela à tarde. Talvez ele apareça do nada, como aconteceu na faixa horária das 20h30. O cancelamento do Programa da Tarde, pra mim, é um retrocesso. A emissora trocará seis por meia dúzia.

É minha opinião, posso estar equivocado e não estou torcendo para que seja fracasso. Muito pelo contrário, Prova de Amor é um novelaço e pode dar certo (dando seis/sete pontos e conquistando a vice). O Rei do Gado, por exemplo, não acreditava no sucesso e surpreendeu. Tomara que, assim como a Globo, a Record acerte em suas escolhas. 

O mais do mesmo

Nem Luiz Bacci nem Marcio Garcia, a Record escolheu Roberto Justus para apresentar a oitava (talvez última) temporada de A Fazenda. Sinceramente, acho a troca desnecessária. O formato do reality é desgastado; Britto Jr. era chato, mas a maioria já havia se acostumado com seu baixo desempenho como apresentador.

No passado, algumas vezes sai em defesa de Britto Jr. porque o problema maior de A Fazenda, na minha opinião, é a forma como ele é exibido. Não há a necessidade de duração de uma hora diariamente e algumas provas são longas (tornando-as cansativas). Claro, sobra para o apresentador que precisa enrolar e, às vezes, sem ter o que falar, paga mico. Já vi isso acontecer com Pedro Bial, principalmente na última edição do BBB.

Gosto de Roberto Justus como apresentador de talk-show e de reality show como O Aprendiz, onde ele desempenhou muito bem o seu papel, de empreendedor. É um profissional competente, que sabe ser sério quando necessário e que também sabe entreter. Acho que a Record foi feliz na escolha, porém a troca de apresentador é uma bobagem. Penso assim porque considero que tanto o BBB quanto A Fazenda deveriam ser extintos da TV. Já fui fã desse tipo de programa, hoje não mais.

Será valorizado?

A Globo convenceu Marcio Garcia a desistir de uma proposta da Record. O que a emissora prometeu para profissional, de talento desperdiçado?  No auge da carreira, em 2008, deixou O Melhor do Brasil para viver de esperança. Foi parar no esquecimento.

Globo termia fazer propaganda para Record, já que Márcio é um dos protagonistas de Caminhos das Índias. Ele também tinha seu nome vinculado a um dos projetos do Canal Viva, da GloboSat. Enfim, torço para que Marcio seja valorizado, como apresentador, na TV aberta. É um bom nome para comandar o The Voice Kids, que a Globo pretende exibir no início de 2016.

É isso. E aí, estão gostando de Além do Tempo? O problema da Globo na faixa das 21h é a concorrência ou Babilônia? A Regra do Jogo terá dificuldade para reconquistar o público perdido? Roberto Justus é a salvação de A Fazenda? Márcio Garcia foi iludido pela Globo ou desta vez será aproveitado?

Obrigado pela atenção, e até o nosso próximo encontro. 



Publicidade

Comentários (26) Postar Comentário

Samuel comentou:

Concordo com tudo que você disse. Além do tempo também está me surpreendendo, não tinha expectativas e pensei que serei mais uma "Amor Eterno Amor". Mas acompanhando, estou com a sensação de que a segunda fase vai ser perfeita e lembrar "Escrito nas Estrelas". Márcio Garcia merece muito ser valorizado, porque como apresentador tem muita qualidade. I Love Paraisópolis é boa, mas sei lá, preferia Alto Astral. E a Regra do Jogo acredito que será fantástica, e a maior qualidade do JEC é que tal qual A Favorita e Avenida Brasil, não apresenta a novela inteira antes dela começar, o que permite um desenvolvimento coerente e repleto de viradas, diferente dessa Babilônia. Tá cheirando a sucesso. E espero que seja, porque já não vou mais acompanhar a novela da tarde porque Caminho das Indias é cansativa demais, então que tenhamos de volta o horário das 9. E Jeff, faça contato com seus conhecidos da globo e peça pra reprisar novelas antigas do Aguinaldo Silva, merecemos demais kkkkkkkk


JUSSARA respondeu:

Tb me surpreendeu Além do tempo, não esperava que seria um conto de fadas autêntico, onde o conde encantado luta pelo amor da noviça, mas será que esse estilo de fábula encantada vai continuar quando mudar pros tempos atuais???



Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Samuel, obrigado. Aguinaldo Silva tem duas novelas em cartaz no Viva. Na TV aberta, quem sabe um dia eles reprisam novamente A Indomada. Rsrsrs


Dudu comentou:

Jefferson, tbm acredito no sucesso de A Regra do Jogo. Será difícil, mas JEC vai conseguir kkkk. Quanto a Caminho das Índias, tenho o pé atrás... Kkkk Vc não acha que uma novela de Benedito Ruy Barbosa ou uma inédita de Manoel Carlos, como Páginas da Vida se sairia bem? Aliás, o que vc achou desse novelão? Abs, seu blog eh demais!


Jeferson Cardoso respondeu:

Dudu, de fato não será uma tarefa fácil. Claro, que não veremos os 40 pontos de antigamente, mas uns 30/33 pontos, talvez consiga. =)


BINHO comentou:

Além do tempo é um novelão, so tenho medo pela fase atual da novela...no mais acredito na redenção da faixa das 18h..depois desta vem Candinho e gosto muito das novelas do walcyr neste horario, melhor do que as sete ou 9h.... em seguida vem finalmente uma novela inedita do Benedito Ruy Barbosa esse despensa qualquer comentario...torço por uma historia dele em 2018 as 21h, acho que com seus colaboradores ele da conta de escrever uma ultima grande novela pro horario... CONCORDA COMIGO JEFERSON??? Agora sobre o horario das nove atualmente só gosto da Ines, torço por ela o resto é um bando de historias sem sentido, e o João Emanuel vem sim com uma grande historia capaz de reergue o horario das 21h...ele deve conseguir uns 30 ou 31 de media e se Maria Adelaide for bem deve crescer mais uns 3 pontinhos ai.....


Jeferson Cardoso respondeu:

Benedito e Lícia Manzo, pra mim, são autores para o horário das seis. Rsrsrsrsr


João comentou:

Vou falar de um assunto meio batido mas algo que está realmente me preocupando na TV é a onda de "conservadorismo" do brasileiro. Podem me julgar mas foi a própria Globo que começou com isso e que também é ela que continua dando corda pra isso. Com Babilônia, é a quarta novela seguida com o mesmo núcleo: uma pessoa que é gay tem uma família de fachada e busca o amor nos braços de outra pessoa (homossexual). Essa repetição me incomoda, (não do tema, afinal não vou deixar de ver programas por causa de um casal homossexual) por que é sempre a mesma história e fica muito chato, o pior disso tudo é que algumas emissoras usam isso para obter mais audiência. A Globo deveria pensar mais no público que assiste e apresentar criatividade por que senão até uma tortada na cara vai ser ofensiva.


Jeferson Cardoso respondeu:

João, realmente, alguns assuntos estão repetitivos. Daqui a pouco vai começar a novela do beijo gay em Babilônia. Hahahahaah



João respondeu:

Verdade, cara kkkk


Lucas Souza comentou:

Jefferson, acredito que "A Regra do Jogo consiga 32/33 pontos de média geral. "Babilônia" estragou muito o horário, e a Globo nunca pensou que sentiria falta dos índices de "Em Família". JEC é um excelente autor, ele conseguirá reverter a situação. "Além do Tempo", como você disse, está a altura de "Sete Vidas".

Andre comentou:

JEC sabe escrever para a maioria. A direção de núcleo da Amora que preocupa pq antes Ricardo Waddington dava show mais confio na competência dela! Enfim todos os autores (ras) devem se reciclar e nao somente ter um nome, principalmente no alto escalão das 21h ... O publico de hoje quer histórias com foco, agilidade e ganchos quem nao faz isso se lasca !
E que venha a Regra do Jogo!

Carlos Eduardo comentou:

Jefferson, na próxima você pode falar sobre a representação de Caminho das Índias? Falando em Além do Tempo, a novela impressionou impressionou, a Irene com a Nogueira e a Nivea, tudo está bom.A Regra do Jogo achei a sinopse pouco fraca, mais acho que a estreia vai marcar 32 pontos e pico de 35.


Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Carlos, já comentei no último post. Ainda é cedo para analisar sinopse completa de A Regra do Jogo. Parece ter um pouco de A Favorita e Avenida. O que muda é maneira de contar. JEC é craque e deve surpreender de alguma forma.


Lucas comentou:

A regra do Jogo:Espero por uma novela boa,no minimo assistivel,pelo pouco que li parece ser boa,mas só com o capitulo no ar saberemos,depois da tenebrosa e pessima Babilonia,o que vir é lucro,mas acho que audiencia não sera tudo isso,pelo menos no começo.
Além do Tempo:Que novelão,estou amando os primeiros capitulos,estão surpreendentes,com uma qualidade imensa,destaque para a atuação de Ana Beatriz Barros,Irene Ravache e Nivea Maria,realmente são fantasticas
I Love Paraisopolis:Outro Novelão que adoro,é uma delicia de se assistir,personagens populares e divertidos,otima historia e interpretações.Bruna Marquezine,encanta com sua Mari,bem diferente das ultimas personagens da atriz,como a irritante da Lurdinha(Salve Jorge) e insuportavel Luiza(Em Familia).Nicette Bruno,outra atriz fantastica,amo Izabelita.Quanto a Vilã Soraya,com certeza é uma Homenagem a Tereza Cristina,outro dia atraves da personagem Paulucha(Fabiola Nascimento) foi mencionado o autor Aguinaldo Silva,falando que as novelas dele são otimas,obvio que é uma homenagem.Mas mesmo assim a personagem é otima,mesmo sendo caricata e forçada,Leticia Spiller ta dando conta do recado,Soraya é uma das melhores partes da novela,adoro essa Vilã.


Jeferson Cardoso respondeu:

É verdade. Eu vi a citação a Aguinaldo Silva. A personagem de Letícia é muito caricata. Rsrsrs


Helena do leblom comentou:

Concordo com você Jefferson Márcio Garcia é um bom nome para o the voice kids o para um programa substituindo o esquenta o que você acha dele substituir Regina case com um novo programa?


Jeferson Cardoso respondeu:

Ainda prefiro ele à frente de um programa de temporada. O Esquenta perdeu a identidade depois que se tornou fixo na grade.


Helena comentou:

Além do tempo é meio parada más está melhor que sete vidas que terminou sem graça e sem grandes acontecimentos más não vejo a hora de estrear "CANDINHO" saudades do walcy as seis torço para que seja uma trama de época com vilãs lançadas no chiqueiro caipiras e guerra de comidas sei que é gliche más é bom o que você acha dos gliches do walcy jeff?


Camila respondeu:

Se escreve clichê meu bem! ;)



Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Helena, não me incomodo com os clichês. No caso de Walcyr, só tenho implicância com a qualidade de texto, que considero infantil e bobo.


Veja também

Publicidade