O Planeta TV

Ousada, Meu Pedacinho de Chão fracassou no Ibope; mas pode levar o Emmy!

A novela de Benedito Ruy Barbosa termina sem alarde, com muita barriga e enrolação.

Por: Jeferson Cardoso

Globo exibe nesta sexta, 1º de agosto, o último capítulo da simplória, porém simpática, Meu Pedacinho de Chão. Não há muito que falar dessa obra prima. Acompanhei praticamente na íntegra, e me divertir demais com essa novela de Benedito Ruy Barbosa.

Preferia que tivesse sido produzida no universo rural, mas, com muita resistência, acabei-me apegando ao lúdico. Com o tempo entendi que Meu Pedacinho de Chão não era uma novela a ser levada a séria. A proposta era de encantar com poesia, fantasia; resgatar a inocência dos tempos; relembrar da infância. Hummmm... que ousadia. Um luxo! Um espetáculo!

Já sinto falta de Catarina (Juliana Paes), Epaminondas (Osmar Prado), Pituquinha (Geytsa Garcia), Lepe (Tomás Sampaio) e Zelão (Irandhir Santos). Personagens fantásticos!

As novelas de Benedito Ruy Barbosa não são tão lentas como as de Manoel Carlos, mas no final broxam. O último mês de Meu Pedacinho de Chão foi frustrante. A direção, algumas vezes, exagerou. Em alguns momentos, forçou o lado teatral dos atores e apostou em cenas – absurdamente - coloridas. A história também vegetou, com muita barriga e enrolação.

A audiência, como já se esperava, não correspondeu. Meu Pedacinho de Chão sai de cena com - minguados - 18 pontos de audiência. Tadinha, até que merecia mais.

Altos e baixos, perante a safra de novelas ruins, considero, até então, Meu Pedacinho de Chão a melhor novela de 2014 (pensou que escolheria Império com apenas duas semanas no ar? Nem sonhando! Quem sabe até o fim do ano?!?). Torço para que seja indicada ao Emmy e para que consiga a estatueta.

Império: os altos e baixos do início da segunda fase

Você deve está se perguntando o porquê de minha demora para comentar sobre a segunda fase de Império. Há algum tempo, optei por não fazer comentários no calor da emoção.

A primeira fase de Império me agradou e muito. A segunda, por enquanto, não me empolga tanto. A novela é boa, mas algumas cenas e personagens – para mim – não estão convincentes.

Aguinaldo Silva iniciou a segunda fase da novela com agilidade, drama, e um pouco de comédia. O texto afiado, sempre sarcástico. Muito bom! Por enquanto, está valendo a pena acompanhá-la.

Não quero repetir os elogios, já citados no tópico anterior. Comentarei sobre algumas coisas que estão me incomodando.

Não estou curtindo a atuação de Alexandre Nero. Não está ruim, mas oscila. Às vezes, lembra o Baltazar, de Fina Estampa. O personagem também é muito rancoroso, o que acaba, acredito, limitando o ator. A personagem de Julia Lemertz, na novela anterior, também era amargurada, credo!  Com a morte de Eliane (Malu Galli), o que será do Comendador sem um grande amor? A rixa com a ex-mulher (Maria Marta) também não me convence. É, para os dias de hoje, bem forçado.

Nesse começo de novela (reforço isso, porque posso mudar de opinião daqui a alguns capítulos), Ailton Graça (Xana Summers) e Rafael Losso (Elivaldo), pra mim, são as maiores decepções. Com atuações ruins, não consigo acreditar nesses personagens. A caracterização de Xana, a meu ver, também é exagerada.

Resumindo: sinto-me incomodado com Império por conta da interpretação de alguns atores.

No mais, só elogios.

- Drica Moraes dispensa comentários. Que atriz! Que personagem! Espero que Cora, no decorrer da novela, seja má, muito má!!! Por enquanto, na apresentação, pode continuar fria, ambiciosa e calculista.

- Paulo Betti, por mais que seu personagem seja caricato, está ótimo. É o mais divertido da novela.

- Lília Cabral, como sempre, arrasadora. Adoro o sarcasmo da Maria Marta.

- Leandra Leal, excelente atriz. A sua personagem, a Cristina, no entanto, precisa deixar de ser chorona. Se não fica chata!

- Daniel Rocha, a grata surpresa. Depois de ser figurante em Amor à Vida, esse ator, esforçado e talentoso, mostra estar preparado para ser protagonista. Sem dúvida, o seu personagem será um dos destaques de Império.

Gosto de Império por ser um folhetim clássico, com humor e sem aquelas vilãs esquizofrênicas. Sentia falta de uma novela assim.

Antes da estreia, apostei que Império teria problemas com a audiência. Não precisava de bola de cristal, já que substituiria Em Família. Até o momento, a novela acumula 31,6 (32) pontos na Grande São Paulo, dois a mais que a média da antecessora.  Mesmo tendo elevado a audiência, é um bom desempenho? Sinceramente, não sei. Viciado em números, diria que não. Mas, para o atual cenário da TV, pode ser que seja.  Contudo, é importante destacar a estabilidade desde a estreia, e isso será fundamental para a sua média geral (que continuo apostando em 33 pontos).

Se Império conquistará o público, ou não, saberemos nos próximos dias. Teremos uma ideia daqui a umas três semanas, quando completará um mês no ar. Se a audiência não subir, será desculpa esfarrapada aquela de ter substituído um fracasso.

Que Aguinaldo Mago-Mestre Silva continue batalhando por melhores índices, mas que não se esqueça de que a maioria (pelo menos é o que percebo) está satisfeita com Império. Ou seja, uma mudança radical pode... enfim, meu medo é de que se repita aquilo que aconteceu com Fina Estampa. Começou maravilhosa e terminou... Misericórdia!

Estreia na segunda!

As chamadas de Boogie Oogie realmente chamam atenção. Mais um novelão clássico. Obrigado, Santa Clara. Não conheço o trabalho de Rui Vilhena, mas ouço falar muito bem de suas novelas produzidas pela TVI (em Portugal).  

Uma pena que pegará o horário de verão e, a partir do dia 19, o circo (horário político). A novela será exibida mais cedo, às 18h. Por esse motivo, não me iludo com números de audiência. Pode começar bem (quem sabe uns 19/21 pontos), mas depois...

O importante, para nós telespectadores, é que seja um Novelaço!

A partir do dia 19 de agosto...

Confira como fica a grade de programação da Globo com o circo (horário político):

12h35 - Globo Esporte
13h00 - Horário Eleitoral Gratuito
13h50 - Jornal Hoje
14h15 - Vídeo Show
14h50 - Sessão da Tarde
16h20 - Vale a Pena Ver de Novo: Cobras & Lagartos
17h20 – Malhação  
18h00 - Boogie Oogie
18h55 - Praça TV 2ª Edição
19h10 - Geração Brasil
20h00 - Jornal Nacional
20h30 - Horário Eleitoral Gratuito
21h20 - Império

Malhação às 17h20? Xiiii...

A novela da Record

Com a estreia de Império, vocês acham que abandonei Vitória, da minha queridíssima Cristiane Fridman? Não! Não mesmo! É assunto para o próximo tópico.

Vale a Pena Ver de Novo

Por falta de tempo, não estou acompanhando a reprise de Cobras & Lagartos. Também não sei se gostaria de assisti-la. Por conta da censura (Ministério da Justiça), será uma versão bem compactada. É complicado!

É isso. Fico por aqui. Será que Meu Pedacinho de Chão, se indicada, ganhará o Emmy? E qual a sua opinião a respeito da nova fase de Império?

Obrigado pela atenção, e até a próxima.



Publicidade

Comentários (32) Postar Comentário

Marcos comentou:

Osmar Prado, Juliana Paes, Irandhir Santos, Rodrigo Lombardi, Paula Barbosa, Johnny Massaro, Inês Peixoto, Antonio Fagundes, Emiliano Queiroz, Ricardo Blat, Teuda Bara, Flavio Bauraqui, Dani Ornellas, Bruna Linzmeyer, as crianças Geytsa Garcia e Tomás Sampaio, e todos os outros do elenco; mais o Diretor (Luiz Fernando Carvalho e equipe); figurinistas, cenógrafos, produção musical (Tim Rescala); não foram apreciados por uma multidão alienada e mal acostuma (o tal do Ibope), e sim por um público mais exigente e ávido por ousadia e qualidade. O resultado é o seguinte: Sintam-se aplaudidos de pé!

Marcos comentou:

Osmar Prado, Juliana Paes, Irandhir Santos, Rodrigo Lombardi, Paula Barbosa, Johnny Massaro, Inês Peixoto, Antonio Fagundes, Emiliano Queiroz, Ricardo Blat, Teuda Bara, Flavio Bauraqui, Dani Ornellas, Bruna Linzmeyer, as crianças Geytsa Garcia e Tomás Sampaio, e todos os outros do elenco; mais o Diretor (Luiz Fernando Carvalho e equipe); figurinistas, cenógrafos, produção musical (Tim Rescala); não foram apreciados por uma multidão alienada e mal acostuma (o tal do Ibope), e sim por um público mais exigente e ávido por ousadia e qualidade. O resultado é o seguinte: Sintam-se aplaudidos de pé!

André comentou:

Império está excelente, mais me incomoda a atuação da Lilian Cabral, vejo a mesma de outras produções e eu pensei que ela seria uma vilã mais cruel, porém gosto mais falta mais, ela pode mais AS! De resto a novela é uma obra prima, e também destaco os novatos e até Viviane Araujo, que em poucas cenas me divertou com a Xana, que está ótima feita pelo Ailton, pois está longe de afetação! E Cora meu, arraza! Novelão!

Diego comentou:

meu pedacinho de chao merece muito ganhar o emmy,pois os cenarios,figurinos e a direçao foi impecavel,deixei de acompanhar ela desde maio,mas mesmo assim sigo elogiando,a 2ª fase de imperio pra mim deu uma quedinha,nao gostei de algumas atuaçoes,e de alguns atores,gosto mesmo é da drica(cora),espero q ela se revele no decorrer da trama pois ela ainda esta apagada,mas imperio,por enquanto,esta sendo mil vezes melhor q a sonsa em familia,sobre boogie oogie,espero q seja boa,estou com muita sdd de assistir uma excelente novela no horario das 6,quero muito q boogie cative e recebe uma audiencia boa,razoavel néh,pq vai estreiar numa pessima temporada (verao e horario circense),e sobre cobras e lagartos,bem.....tenho vontade de acompanhar,mas nao tenho entusiasmo e paciencia,se fosse uma novela das 8 ai sim néh,tipo america,paginas da vida,belissima,caminho das indias,a tarde das 14:30 á 17h eu acompanho mesmo é as tres novelas do viva q eu gravo pra assistir essa hora!!!

Jú Pernambucana comentou:

Assisti toda a novela (Com o de hoje que eu vou ver). Por ela ser uma novela um pouco diferente das outras, mas parecida com um 'conto de fadas', ficou uma novela sem ação, muito parada e 'sem sal'.

Mateus comentou:

Talvez eu acho que a interpretação de Aílton graça segue aquele modelo pelo fato dele não ser gay. Acho que ele finge por algum motivo

Rui comentou:

Olá a todos aqui fala de Portugal.
Relativamente às novelas do Rui Vilhena ele escreveu quatro aqui em Portugal, as duas primeiras um grande sucesso, as duas últimas já nem tanto.
As novelas dele, pelo menos aqui em Portugal, tinham todas um mistério, a primeira "Ninguém Como Tu", toda a gente queria saber " Quem Matou o António", o último episódio foi um dos mais vistos da história das novelas portuguesas e a atriz Alexandra Lencastre brilhou como a protagonista e vilã Luiza Albuquerque.
A segunda "Tempo de Viver", também tinha outro mistério: " Quem é o Tubarão", este tubarão era alguém que se queria vingar do vilão da história Fausto Martins de Melo pondo-o na cadeia, mais uma vez teve Alexandra Lencastre no papel da protagonista, mas desta vez boazinha e Margarida Vila Nova no papel da vilã Maria Laurinda que faz de tudo para subir na vida, inclusive deixar a mãe ir presa por um crime durante cinco anos por um crime que era cometeu.
Nas duas últimas novelas, "Olhos nos Olhos" e "Sedução" também existia um mistério, na primeira todos queriam saber o que escondia o protagonista no anexo de sua casa e na segunda novamente um quem matou.
Veremos como será Boogie Oogie e torcendo para que seja sucesso, uma vez que já foi confirmada em Portugal.

elisa comentou:

Jorge meu pedacinho de chão foi um seriado infantil,muito bem feito,agora você não acha que o autor pecou dando muito espaço para atuação da sua neta Paula Barbosa?Ficou meio desrespeitoso com os outros atores!Pode levar um Emmy mas como melhor programa infantil.Imperio assisti no sabado passado,é uma boa novela,mas nao é nenhum fenômeno>Alexandre Nero é ótimo,porém,não é absurdo um cara milionário ter deixado de ajudar financeiramente a família do irmão?E nem sabia que o irmao tinha morrrido,cruz credo que mao de vaca?Inverossimil!Lília Cabral repetindo suas vilãs anteriores,isto é que dá repetição de atores.Ailton Graça muito sem graça ,me lembra o seriado True!O melhor é o Paulo Betti ,hilário!E o aguinaldo querendo polemizar com beijo gay pra está botando a novela na midia,acho que o beijo vai ao ar se o casal agradar,mas to ligada em Vitoria e espio Vitória quando posso e vejo aos sabados


Julia Hellen Gomes respondeu:

Como assim seriado infantil? Meu pedacinho de chão debateu muita política, com o salário atrasado da professora Juliana, uma realidade que ainda acontece aqui no Brasil.E ainda tem gente pra dizer que a novela foi um seriado infantil!!! Ah por favor.


elisa comentou:

Bem sigo inconformada de Vitória perder pra rebelde e ratinho,mas sigo viciada na novela ,a novela peca por falta de cenas de ação,ainda bem que Beth Goulart entrou na novela de fato ,mas uma critica a falta de lógica ,como pode a menina do grupo nazista ser policia?E ter deixado ocorrer os atentados no onibus e boate?Já estou até aceitando a novela ir para as 22 20 pois acho que a globo nao espicharia Imperio pois afundaria a chatissima Rebu!Agora nao sei se voce notou mas Leandro Hassum ta salvando Geração Brasil,ele fazendo 5 personagens da clã dos Barata,melhor momento da novela

flávio comentou:

Bobinha Meu Pedacinho de chão? Ela discutiu política, corrupção, saúde, reforma agrária, acho que bobinho é você que só sabe falar de audiência.E império era um novelão, era só elogios e agora não é mais.

Veja também

Publicidade