O Planeta TV

Após investimentos milionários, Record vive momento delicado

De nada adiantou a emissora tirar eventos da Globo, se não tem estrutura e capacidade para administrar o sucesso.

Por: Jeferson Cardoso

Ainda vice-líder de audiência, a Rede Record vive um momento bastante complicado. A emissora, que gastou fortunas com Olimpíadas e Pan-americano - pagando mais do que valiam, se vê obrigada a fazer uma série de demissões para não "falir".

Os gastos não foram compensados à altura. Tanto com o Pan quanto com a Olimpíada, a emissora não atingiu a tão sonhada meta: ultrapassar a audiência da Globo. Pelo contrário, viu o SBT ressurgir das tumbas e ameaçar a sua suada segunda colocação. 

Hoje, a emissora enfrenta problema de caixa; demite; renegocia salários; diminui investimentos no setor de teledramaturgia, e terceiriza a produção de programas.

Resultado de uma ganância, e da ausência de profissionais que entendam de televisão. De nada adiantou tirar os eventos da Globo, se não tem estrutura e capacidade para administrar o sucesso.

Mais um mico da Record

Está fraca a divulgação da novela Dona Xepa. Nas chamadas, o tema parece batido. Acho ridícula a inserção dentro dos programas, que na maioria encobre o rosto de convidados.  Enfim, é aguardar para conferir a estreia da primeira novela de Gustavo Reiz. Boa sorte!

Troféu Imprensa

No último dia 28/04 o SBT exibiu mais uma edição do Troféu Imprensa. Com um certo atraso, faço meus comentários da premiação.

Quem acompanha esse espaço, há algum tempo, sabe que não dou muitos créditos a essa premiação. As escolhas dos finalistas, em alguns casos, não condizem com a realidade. Arthur Aguiar (melhor ator); Lua Blanco (melhor atriz); Ana Hickmann (Melhor apresentadora); e Me Beija Agora – Banda Calypso (Melhor música) foram indicações que surpreenderam.

Luan Santana apareceu como "Melhor Cantor", mas não concorreu à categoria "Melhor música". Como assim?

"O Melhor do Brasil", em seu pior ano, foi indicado como "Melhor Programa de Auditório". O melhor deles, "Programa Silvio Santos", não foi citado. Como melhor apresentador, Silvio Santos ficou de fora; preferiram Celso Portiolli, que comanda um dos piores programas da TV Brasileira.

Os jurados escolheram Jean Paulo Campos como o melhor ator revelação. Esnobou o excelente trabalho de Mel Maia (Avenida Brasil) e até mesmo a interpretação de Larissa Manoela, a verdadeira atriz de "Carrossel". Nada contra Jean, que é carismático, mas, como ator, tem um fraco desempenho.

Óbvio, essa não é uma crítica jornalística. É uma opinião pessoal. Não sou o dono da verdade, longe de mim, mas as indicações citadas acima foram motivos de deboche por muitos.

Seria ótimo se o Troféu Imprensa passasse mais credibilidade ao público, como o Prêmio Extra de Televisão.

Sangue Bom

A segunda semana da novela manteve o ritmo da primeira. Irrita-me a forma como os autores vêm desenvolvendo a história, dando destaque a todos os núcleos ao mesmo tempo. Isso prejudica o ritmo e faz com que o público demore a se acostumar com os personagens. 

Estou me acostumando, e começo a me divertir com o núcleo cômico. Damaris (Marisa Orth) e Bárbara (Giulia Gam), pra mim, são as personagens mais divertidas. Fabinho (Humberto Carrão) é, até o momento, o destaque da trama.

Sinto falta de um romance mais forte entre os protagonistas Amora (Sophie Charlotte) e Bento (Marco Pigossi). Até o momento, o casal sequer trocou um beijo. Isso faz com que a gente torça contra, e a favor da aproximação do mocinho com Malu (Fernanda Vasconcellos).

Por fim, Malu Mader e Isabelle Drummond ainda não encontraram o tom certo para suas personagens. Estão chatas, e sem graça.

Assim como Tititi, "Sangue Bom" tem núcleos paralelos interessantes. Se os autores souberem dosar os destaques, daqui a pouco essa novela estará entre as melhores do horário.

As duas primeiras semanas não foram fracas, foram lentas. É diferente. Foi o suficiente para desenvolver todos os núcleos. Como a novela não tem uma quantidade de capítulos definidos, provavelmente, poderemos ter mais uma leva de capítulos mornos. Ou não.

A penúltima semana de Salve Jorge

Para alguns, graças a Deus, para outros, nada. "Salve Jorge" chega ao fim na próxima sexta, 17/05, sem muita empolgação. A simples e imprevisível novela de Gloria Perez não pegou. Nanda Costa, grande aposta, também não agradou a maioria e a autora se viu obrigada a transformar Giovanna Antonelli na protagonista. Nanda, apesar das críticas, não decepcionou. Apenas não teve fôlego para segurar uma novela das 21h.

Acompanhei "Salve Jorge" quase que na íntegra. Apesar de fraca, e muitas vezes irritante, gostei da novela. Claro, não sentirei falta. Acho certo exagero o comportamento por parte dos especialistas, e dos fãs saudosistas de "Avenida Brasil". Gloria Perez, coitada, penou com esta novela. Deu trela, e foi vítima de perseguidores nas redes sociais.

A penúltima semana de "Salve Jorge" focou no triângulo amoroso Morena, Théo e Lívia. A vilã acredita que a mocinha esteja se prostituindo, mesmo tendo o apoio de seu amado. Numa cena muito bem dirigida e bem interpretada por Claudia Raia, Lívia levou uma surra de Morena. Gloria Perez, certamente, acredita que sua mocinha é uma lutadora de primeira. Como uma franzina consegue dar uma surra num mulherão, que não consegue se defender? Nada convincente. É novela, compreendo.

Outro destaque da semana foi o reencontro de Aisha e Delsuite. Tinha tudo para ser o grande momento da novela. Não foi. Faltou emoção. Não curto a interpretação de Solange Badim. Ela estragou a cena; não conseguiu sequer uma lágrima.

Dramaturgicamente, a autora vacilou. Sabia da responsabilidade de substituir uma trama ágil, e apresentou uma história de narrativa aquém da normalidade. Os primeiros meses de "Salve Jorge" foram ruins, dignos da péssima audiência conquistada. O tema principal, o de tráfico de mulheres, na minha humilde opinião, não foi bem desenvolvido. Aliás, nada parece ter sido bem planejado nesta novela. Um terço dos personagens, sem funcionalidade, desapareceu. Outros seguiram figurantes.

"Amor à Vida" é a esperança. Torcer para que não seja mais uma decepção.

Autor x Diretor

Quem manda numa novela é o autor ou o diretor? Faço esta pergunta por que surgiram rumores de que Walcyr Carrasco estaria se desentendendo com Wolf Maya por conta do personagem Félix, o vilão de "Amor à Vida". O personagem - defendido por Mateus Solano - tem esposa e filho, mas se envolve em aventuras homossexuais.

O autor quer que o antagonista seja ousado e entregue ao público a sua natureza sexual logo de cara; o diretor (segundo boatos) discorda.

Acho que tem um pouco exagero nessas informações. Quem dita às regras numa novela é o autor. No dia que um diretor tentar mudar os rumos de uma novela, certamente, será afastado.

A emissora (TV Globo) é a única capaz de interferir nos planos do autor. 

Falando em "Amor à Vida", li o resumo dos primeiros capítulos. Adorei. Essa novela tem tudo para ser um dos melhores trabalhos de Walcyr. Só espero que ele evite seus vícios, poupando o telespectador de situações repetitivas de suas obras anteriores.

Nova parceria

Algumas pessoas, com deboches, questionaram a divulgação da nova parceria do Portal OPTV, que aconteceria no dia 1º de maio. É uma coisa que, no momento, não estou preocupado. Depende da aprovação do departamento jurídico deles. Isso não acontece de um dia para o outro. É tudo questão de tempo. É um assunto que está sendo tratando pela gestão. Eu, como, diretor geral, tenho apenas que aguardar. Havendo a liberação, aparecerá no topo do site, no espaço destinado ao antigo portal.

Amadinhos (saudade da Chay, rsrsrs), estou melhor. Tantos exames para descobrir que estou com pressão alta, devido a estresse.  Estou medicado; e, segundo o médico, tratável e nada grave.  Daqui a dez dias retorno ao consultório médico, a espera de boas notícias. Amém.

Obrigado a todos pelo carinho e compreensão.



Publicidade

Comentários (43) Postar Comentário

João Marcos Galvão comentou:

A Nanda Costa não tem culpa da Morena não carregar a novela nas costas, pois quem traça o perfil dos personagens é a autora e essa não colocou mocinha em situações dignas da conquista do público assim como fez com a delegada Helô.
A Nanda Costa foi uma aposta maravilhosa e um dos acertos mais plausíveis da Glória na novela, a mocinha favelada caiu como uma luva para o progresso da atriz, pois criou uma empatia com o público.

Admirador do JEC comentou:

Jefinho, senti uma indireta no seu post aos fãs de Avenida. Mas tudo bem, entendo, pois sei que deve ser difícil entender nossa paixão pelo JEC. Afinal, a trama do JEC deixou mais saudades do que a de AS.

Record - tem que afundar mesmo. Detesto o sensacionalismo das notícias jornalísticas e o assistencionalismo dos programas de entretenimento. Record não planeja nada, se fizesse isso, respeitaria mais seus telespectadores.

Troféu imprensa - mais uma vez você escondeu os prêmios de JEC, diretores e elenco de Avenida Brasil. Já não é mais novidade pra mim. Você sequer mencionou os prêmios relacionados às novelas, para melhor ator, atriz e melhor novela. Quem ganhou mesmo??????? Adriana Esteves, Murilo Benício e Avenidão, pq não disse aqui. O que houve? Amnésia sobre os ganhadores?

Sangue bom - tá óteeeeeeeeeeeeeema. Discordo muito do que você disse, primeiras semanas impecáveis.

Salve Jorge - já comentei os erros da novela. Acho que autora e diretor são os culpados de tudo. O elenco faz o que pode. Aliás, alguns nem tem o que fazer, afinal não aparecem kkkkk

Amor à vida - vem novelão por ai. WC sempre trás boas tramas. Ele e JEC nunca escrevem novelas chatas, sempre tramas gostosas e divertidas de serem assistidas. Tatá Werneck vem com tudo, a música dela vai bombar. Adorooooooo

Hoje assisti ao Novelão no Vídeo Show, sensacional a narrativa deles. Todos os fatos principais do primeiro capítulo foram contados em um resumão. Adorei, amanhã tem mais queredoooos.

Aviso
Enquanto JEC estiver no ar, eu estarei aqui. Bj pro Jefinho e todos daqui que me adoram e e sempre leem o que escrevo.


Admirador do Admirador do JEC respondeu:

Nunca pensei que existisse telespectador assim como você, tão fanático, por um autor de novelas...tão fanático por uma novela que já acabou! Admiro-te. Que percepção, que texto bem escrito você tem!. Faça um blog.



Jeferson Cardoso respondeu:

Sentiu indireta? Sinceramente, não fico me remoendo por novelas que já acabaram. É passado. Não quis comentar os vencedores, e sim os que não foram citados. Abs.



Admirador do Admirador do Jefinho respondeu:

Bom eu acho que Avenida Brasil tbm já acabou né? kkkkkkkkk eu acho q tem gente q ñ messa bem as suas palavras...


Guilherme R. comentou:

Essa matéria, com ares de artigos de jornal, ficou interessante e ágil, já que oferece ao leitor vários fatos, na sua maioria curtos, que cumprem o papel de informar.


Jeferson Cardoso respondeu:

Muito obrigado! :D


Gabriel Faria comentou:

Quando você disse: "Numa cena muito bem dirigida e bem interpretada por Claudia Raia, Lívia levou uma surra de Morena", você foi irônico né? Porque a cena teve erros de direção grotescos.


Admirador do JEC respondeu:

Gabriel, elogios desse tipo, só o Jefinho. Pois em Avenidão ele pouco comentava. Se fosse JEC estaria dizendo que é um absurdo uma girafa bater em uma formiga. E a briga não foi lá essas coisas, teve erro de continuidade, uma delas continuou seca na cena seguinte e a outra molhada.


Michael Souza comentou:

Em Por Amor Suzana Vieira viveu Branca uma mulher mau carater que tinha um dificil relacionamento com sua filha Milena e fazia de tudo para impedir o romance dela com Nando,pois bem...qual não foi minha surpresa ao perceber que Amor à vida seguirá no mesmo caminho dos personagens de Maneco. Sem contar com a repetição de Suzana com Antonio Fagundes ,e até a mesma cor de cabelo de sua antiga vilã foi mantida (louro). Sinceramente não acredito que esta novela será a esperança das 21h.

caio james comentou:

calma garoto, toda novela precisa de um tempo, para as pessoas se acostumarem. No meu ponto de vista sangue bom, tem ingredientes de sobra para fazer sucesso. Quanto ao troféu impressa, concordo em gênero, número e grau com as suas críticas, imagina colocar Cláudia Abreu, Adriana esteves e Lua Blanco, quem é essa atriz??? diante de tantos atores globais que se destacaram ano passado em avenida brail e cheias de charme, esse troféu é de gozação com os brasileiros

Elisa comentou:

Ao contráro acho que Dona Xepa vai ser excelente!Um folhetim,como nos bons tempos,deixe de ter pé atrás só por qu é com a Record!Amor á Vida vai ser fraca,não me atraí!Sangue bom mornissima!Tinha de mudar os protagonistas Malu e Fabinho ou Malu e Bento!Só tá salvando a Damaris ,Giane e Barbara Ellen e o marido da Paola Oliveira-Joaquim Lopes!Trofeu imprensa não tem credibilidade!

Guilhermina comentou:

Jeff,
Acho que ja me acostumei com Sangue Bom. Diferente de vc, to gostando das atuações da Malu Mader e Isabelle Drummond. Pra mim, a Isabelle e o Humberto Carrão estão ótimos nessa novela.
Outra coisa que acho que é válido destacar de Sangue Bom é a trilha sonora que tá excelente.
Sobre Salve Jorge (serio!), so agora com as chamadas que eu pude perceber que o Stenio Garcia ta na novela e que o personagem dele tem historiaa... Mas assim, não assisti essa novela todaa, na verdade, mais não assisti.
Sobre Amor a Vida, minha expectiva é grande, principalmente em relação ao nucleo da Tata Werneck

Elisa comentou:

a unica coisa legal em Salve Jorge são nesta ordem Pescoço,Maria Vanubia

Júllio di Avlis comentou:

Oi Jef, que bom que esteja, bem, vamos lá, a Record só esta colhendo o que plantou, falta um bom profissional na emissora que saiba segurar a direção, além de tudo, respeitar o telespectador e não trocar o horário dos programas ao bel prazer...

Veja também

Publicidade