O Planeta TV

Encantadora, A Força do Querer beira à perfeição

Gloria Perez surpreende com trama envolvente e personagens interessantes.

Por: Jeferson Cardoso

Ritinha (Isis Valverde). Fotos: TV Globo

Que eu sou apaixonado por A Força do Querer, isso não é segredo. Afinal, minhas últimas postagens aclamaram o novelão. O que poucas pessoas sabem é que, para mim, essa obra idealizada por Gloria Perez, a Rainha das 21h, pelo conjunto da obra, é uma das novelas mais deslumbrantes que já assisti. Claro, digo isso no calor da emoção, vivendo intensamente, deixando o coração, a razão e a emoção dominarem meus pensamentos. Sem menosprezar outras ótimas novelas, e sem comparativos sem sentidos, tenho a convicção que essa obra beira à perfeição.  

Sucedendo A Lei do Amor, uma novela fria, sem alma e esquisita, Gloria Perez saiu de sua zona de conforto, corrigindo erros de seu último trabalho, e apresenta uma novela de enredo envolvente e de personagens interessantes. Inteligente, a autora aposta em ingredientes que faltaram às novelas rejeitadas (que ficaram abaixo dos 30 pontos de audiência). 

Desde o início, A Força do Querer caiu no gosto do público. Atípica, encanta, desde o primeiro capítulo, os noveleiros de plantão, e, principalmente as donas de casa. De imediato, Gloria deu indício de que tinha história para contar, e não uma colcha de retalhos de personagens a ser contada, com temas relevantes como compulsão por jogos, tráfico de drogas, machismo, homofobia, mudança de gênero, entre outros. Todos muito bem apresentados. A ótima recepção evitou ajustes que poderiam prejudicar o enredo. 

Todos os capítulos desta novela, sem exceção, têm: humor, drama, emoção e ação. Esses são os quatro ingredientes que compõe a fórmula do sucesso de A Força do Querer.  Os ganchos, que encerram os capítulos, com trilha incidental, ou a abertura com trilha de suspense são os charme à parte. 

A Força do Querer é uma novela de alma feminina. As atrizes dão shows em cena. Todas, sem exceção. Amo Ritinha; adoro Jeiza; venero Silvana; sou apaixonado por Ivana, Silvana, Aurora e Elvira; e divirto-me horrores com Edinalva. E morro de medo (muito medo) de Irene, que pra mim é a melhor personagem.

Há algumas cenas que nunca esquecerei: 

- A da Aurora no dia que Bibi decidiu subir ao morro. A entrega de Elizangela em cena, com aquele coração pulsando foi de lascar. Chorei! 

- Aniversário de Dedé, que pede uma festa para Bibi, mas seus coleguinhas não comparecem. Yuri (Drico Alves), então, surge fantasiado de Goku, alegrando a criança e salvando o momento. Emoção pura!!! Chorei!

Foto: Reprodução/Globo

- Elvira (Betty Faria) dançando funk no baile da favela e rebolando até o chão, chão, chão!!!!. Momento épico, divertido e contagiante. Dá-lhe Betty Faria!!!

Foto: Reprodução/Globo

- As sapatadas na cara de Irene, e cara da psicopata quando Joyce aparece no avião e diz: “com licença, esse lugar é meu”. Gritei! Que momento!!!!

- E os ganchos? Um mais macabro que o outro. Citarei dois, que estão frescos na memória, que dificilmente esquecerei: encontro de Jeiza e Bibi na casa de Cândida; e Aurora entregando esconderijo de Rubinho, que é preso. Que encerramentos!!! Onde queres Avenida Brasil, eu sou A Força. Ahhh Bruta flor, bruta flor!!!

O meu fanatismo não faz com que eu não enxergue algumas falhas. Nada é perfeito. Infelizmente, Cibele e Ruy perderam sentido na trama; Fafá de Belém não vingou como mãe de Zeca. Foi um auê nas redes sociais, mas na história, necas. Atuação broxante. E, pasmem, sei que vou mexer em vespeiro porque Bibi tem muitos fãs, mas tenho que ser sincero. Juliana Paes não me convence como bandida, já como barraqueira arrebenta. Entendem? Veja bem, não acho que a atriz esta ruim em cena, longe disto, é um de seus melhores trabalhos. Talvez seja um problema meu com a personagem, mas, em momento algum, consigo enxergar maldade na Bibi. Acho que criei uma expectativa onde não existia, ou talvez seja uma jogada da autora para a redenção de Bibi no último capítulo.   

Na audiência, A Força do Querer deve chegar ao fim com 35 pontos de média, elevando em oito pontos, repetindo: OITO PONTOS, o que herdou de A Lei do Amor. #NuncaPensei  Pisa mais Gloria Perez, Rainha!!! 

Outubro está chegando. O sonho está acabando. É vida que segue. 

Loucura

Não consigo entender a cabeça da pessoa que manda na programação da Record TV. Você, que é telespectador como eu, precisaria de uma bola de cristal para saber que a reprise de Os Dez Mandamentos, com Novo Mundo explodindo, bem como o lançamento de um novo telejornal, o SP Record, seriam fracassos de audiência? 

Sobre a atual fase de audiência do canal: “chocha, capenga, manca, anêmica, frágil e inconsistente”. #Deboche

E mais: duvido que Apocalipse seja lançada em novembro. É um período complicado e logo vem as festas de fim de ano. Carinha de Anjo (SBT) em alta e a novela das nove da Globo consolidada com público superior a 30 pontos... A estreia deve ser adiada para fevereiro. Anota aí. 

Essa ideia de novela com três fases. Sei não. O Outro Lado do Paraíso tem que ser muito ruim para essa novela bíblica da RecordTV decolar.  

Falando nisso...

Tem gente falando que Walcyr Carrasco se inspirou, para não dizer copiou, três novelas mexicanas. Como telespectador, não fico preocupado com isso. Nem ligo, também gosto de mexicanas. Meu medo é deparar com uma novela apelativa (sexo, nudez) e berros (gritaria). Tá repreendido. 

Fenômeno!

Explosão de audiência, Pega Pega – no meu ponto de vista – é bem inferior as suas antecessoras, mas não é ruim. É agradável. Eu, por exemplo, assisto com frequência. E gosto, gosto muito. É uma novela – bastante ágil - com pegada de suspense, sem abrir mão do humor. Sou fã da Sandra Helena (Nanda Costa) e não consigo engolir o casal principal Luiza (Camila Queiroz) e Eric (Mateus Solano), meros figurantes. 

O primeiro capítulo, muito corrido, prejudicou o romance principal. A falta de entrosamento entre os atores também foi crucial. Claudia Souto, em sua primeira novela solo, parece trilhar o caminho certo e vem dando ouvidos a quem de fato assiste à novela. Ela viu que Luiza e Eric não eram rejeitados. O que o público não engoliu foi à forma como eles se apaixonaram. Ajustes pontuais realizados. Quem gostava, passou a gostar ainda mais. E quem diz que não foi fisgado, não consegue deixar de espiar. Sim, Pega Pega é mania nacional. Não é sucesso apenas no Sul ou no Nordeste. É em todo território brasileiro. 

A questão aqui não é se ela é melhor ou pior que as antecessoras. Isso aí é bobagem, é gosto pessoal. O que é bom pra você, pode não ser para os outros. E vice-versa. Pega Pega não deixa de ter qualidade só porque não é mega comentada nas redes sociais ou porque o seus amigos detestam. Na TV, o que vale é a opinião da maioria absoluta. O mais importante é dar Ibope e lucros à emissora.

Marcos Caruso, Camila Queiroz e Mateus Solano. Foto: Divulgação/Globo

Por fim, qualidade é um conceito subjetivo. Está relacionado às percepções de cada indivíduo. Na TV, não tem relação com Ibope e nem com repercussão.

Merece atenção

É muito boa a série #SobPressão Marjorie Estiano é uma atriz e tanto. Parabéns a todos os envolvidos.

É isso, quais as impressões de A Força do Querer? Apontem os defeitos e as qualidades da novela, bem como as cenas que marcaram vocês. O que faz de Pega Pega um fenômeno? Só não vale dizer que é a falta de concorrência. #Deboche

Agora é com vocês. Obrigado pela atenção e até o nosso próximo encontro.      



Publicidade

Comentários (24) Postar Comentário

Arthur Guimarães comentou:

Estou muito animado com O Outro Lado Do Paraíso, a sinopse é bem construída para os padrões WC . Além disso será rural, novelas rurais de verdade (você não velho chico) sempre atraem o público.


Jeferson Cardoso respondeu:

Arthur, tomara que Walcyr surpreenda no texto. O resto ele faz bem feito. Rsrs



Original respondeu:

A Força do Querer é uma MEGA novela! Mas muito do que estamos vendo ali é fruto da EXCELENTE direção artística de ROGÉRIO GOMES. Lembrando que Glória Perez já adorava a Direção dele em Além do Tempo, portanto foi um acerto coloca-lo como diretor da novela. SOBRE PEGA PEGA, gente, por favor, é um NOVELÃO! A grande diferença é que a novela não é uma Malhação 2.0 como foi RS e TD+. Infelizmente haters existem e estão por toda parte quando o assunte é novela que está fazendo $uce$$o.


Filipe comentou:

Coisas que me fazem desejar que A Força do Querer acabe logo: trilha onipresente/repetitiva/over, explicação horrível sobre travestilidade, filtro de pós-produção escurecido, condução ruim da história de Joyce, Eugênio e Irene, exagero de efeitos sonoros/voz em off/vozes em eco, utilização de "falsa câmera lenta" na maior parte esmagadora das vezes (com exceção da cena de Elvira no baile de favela)... Enfim, A Força do Querer me parece bem longe da perfeição.


Filipe respondeu:

Observação: A Força do Querer nunca tratou de homofobia. Está tratando de transfobia, que é o preconceito com pessoas trans. Quer dizer...considerando que Ivan(a) é homem trans gay, é provável que sofra homofobia (pelo fato de ser gay) além da transfobia.



Jonas respondeu:

Cara, tu é muito técnico. É uma novela que traz uma boa proposta e não um filme. É impossivel existir tanto efeito sonoro assim. E eu gosto da trilha incidental e a de fundo. Eu acho a novela bem dirigida.



Eu respondeu:

Controle remoto tá aí pra isso.



Jeferson Cardoso respondeu:

Felipe, acho que você se esqueceu do Nonato, que apanhou do irmão (que não aceitou a opção sexual dele), e da surra que ele levou na rua. E não foi só uma cena, foram várias. Na semana passada, inclusive, teve uma envolvendo homofobia.



Anônimo respondeu:

Reclama mais que tá pouco ainda!



Filipe respondeu:

Nonato é travesti, não gay. Tudo bem que a representação desse personagem está péssima, pois estão confundindo gay com travesti com dra queen e tudo mais, mas, que eu saiba Nonato é travesti. "Opção sexual" não existe. Repito: preconceito com pessoas trans é transfobia. E SOU MUITO TÉCNICO MESMO. Tá achando ruim? Para as 47 pessoas que me negativaram: morram!



Filipe respondeu:

Idolatria cega é doença. Desinformação também, aliás.


Thomas comentou:

Meus encerramentos marcantes são os da primeira fuga de Rubinho, com aquela vista aérea dá favela tocando um funk, a segunda fuga de Rubinho pelo bueiro, quando Bibi conhece jeiza não delegacia, quando Cibelle flagra Ritinha na casa de praia, zeca atirando em Ritinha e Ruy no rio entre outros vários


Jeferson Cardoso respondeu:

Verdade, Thomas. Essa da Ritinha e Cibele foi a primeira, de grande impacto da novela. Excelente mesmo!!! Nossa, está batendo uma saudade.


Alexandre Felx comentou:

Jef, como sempre você é maravilhoso em suas postagens. Mas aproveito pra dizer que depois da necessidade que vc teve de dividir a alimentação de matérias do site a qualidade dos outros textos deixa bastante a desejar.
Vejo muitos textos com palavras faltando dando sentidos incompletos, palavras erradas e muitas discordância verbal.
Seus colaboradores devem estar mais atentos porque seu site sempre foi top.


Jeferson Cardoso respondeu:

Oi Alexandre, muito obrigado. Se possível, ao deparar com um erro, nos informe [na seção Comunicar Erros] para que possamos corrigi-los e evitá-los. Infelizmente, às vezes, passa em branco. Até os grandes erram. Rsrsrs.


May comentou:

Novela MARAVILHOSA!


Jeferson Cardoso respondeu:

Excepcional. AMO! ;)


Jonas comentou:

Sempre achei A Força do Querer um novelão clássico. Desde o clipe de apresentação (antes da estreia), já imaginava que via uma boa novela. A cena que me marcou foi a de Silvana presa no cassino. Nesse dia, percebi o quanto podemos se perder, e o quanto precisamos da ajuda das pessoas da nossa familia. Os núcleos da novela tratam de relações familiares e sempre trazem ensinamentos que nos emocionam. O título: "A Força do Querer" combinou bem com a temática da novela.
Também não acho Bibi uma "bandida", ao contrário de todo mundo aqui em casa kkk. Vejo ela como cega de paixão, capaz de fazer tudo para defender "seu homem" como ela mesmo fala. E sim ela é uma boa barraqueira...
Assisto Pega Pega, mas não concordo com esse alarde todo que algumas pessoas fazem... A narrativa não é boa e o texto dos personagens é artificial, caricato, previsível. Parece que falta alguma coisa... nem consigo entender essa audiência toda!
, mas quem sou eu pra dizer alguma coisa!? a opinião da maioria vence.
E parece que só eu estou ansioso para Apocalipse, que será contemporânea. Se vai dar audiência, não sei. E que vou assistir, siim!!!
Se O Outro Lado do Paraíso tiver estilo mexicano, vai ser ótima. E pela sinopse promete...


Jeferson Cardoso respondeu:

Jonas, pois é, Bibi é ostentação e sensualidade. No capítulo de hoje, começou a ser a Bibi Caridosa, ajudando os carentes de vida digna. Sobre Apocalipse, não se esqueça. São três fases. Só a última será contemporânea. Rsrs Walcyr, se caprichar no texto, vai conseguir segurar boa parte do ibope de A Força do Querer. Aposto em 33 pontos para cima.


Eduardo comentou:

Senti falta de uma nota neste texto falando do brilhante desempenho da excepcionalíssima Natália do Valle em "Os dias eram assim". Aquilo sim que é um verdadeiro show de interpretação e atuação, ofuscando a fracassada "A força do poder", da Glória Pires.


Jeferson Cardoso respondeu:

Eduardo, felizmente, não assisto a essa obra. Não gostei, parei na primeira semana.



Trapizomba respondeu:

Os Dias Eram Assim e Natália do Valle podem dar as mãos e irem juntos pro quinto dos infernos.


Henrique comentou:

Sobre A Força do Querer, sem palavras: NOVELÃO. E sobre Pega Pega, Claudia Souto está mostrando o que aprendeu direitinho com o Carrasco: dar audiência.


Jeferson Cardoso respondeu:

Claudia Souto, de fato, surpreende. Depois dos 4 capítulos iniciais, confusos, corridos, a autora fez ajustes pontuais e aí está o resultado: todos estão presos na narrativa, que é ágil e de muito suspense.


Eu comentou:

Pq vc não fala de Novo Mundo , a novela é ótima ,merece destaque !


Jeferson Cardoso respondeu:

Fica para o nosso próximo encontro, quando o foco será Novo Mundo , Pega Pega e Belaventura.


tony comentou:

alguem me explica como e que a ritinha namorou con zeca e con ruy e nunca tem reparado nesse colhar que ambos tem. nem conhece a historia dos dois meninos no rio. e aquela cena do parto no carro sem sangue e sem hospital....o resto eu gosto.


Jeferson Cardoso respondeu:

Acho que tanto Zeca quanto Ruy não ficam expondo o cordão. Ritinha, no meu ponto de vista, não sabe nada da relação entre os dois. Essa lenda promete nos momentos finais.


Veja também

Publicidade