O Planeta TV

Globo vai se americanizando cada vez mais

A TV brasileira continua buscando nos Estados Unidos sua base.

Por: Victor Rezende - Email: [email protected]

Muitos dizem que a nova classe C vem fazendo com que a programação da TV aberta brasileira fique focada cada vez mais nela, contudo não é isso que vejo.

A TV brasileira, que, em determinados segmentos, foi inspirada livremente na americana continua buscando nos Estados Unidos sua base - o que acontece com a Globo, atualmente, que repassa a "tendência" às outras TVs brasileiras.
 
A Globo, segunda maior emissora do mundo, vem investindo em diversos programas distribuídos em temporadas - séries, jornalísticos, realitys etc. Além disso, sua programação infantil está limitada aos sábados pela manhã, quando não é ofuscada por algum evento esportivo, como o voleibol ou os treinos de Fórmula 1.
 
A produção de diversos seriados, de telefilmes e de editoriais em seu telejornal de fim de noite, o "Jornal da Globo", colocam claramente a posição da emissora em relação à televisão feita nos Estados Unidos.
 
Além disso, a recente contratação de Marcelo Adnet para turbinar seu lado humorístico revela as pretensões da emissora.
 
Como se não bastasse tudo isso, a emissora ainda conta com a Globosat e seus canais segmentados, como SporTV, Multishow, GNT e Globo News, sem contar os inúmeros Telecines, cada um para um público diferente.
 
Afirmo, claramente, que a Globo é a emissora mais americanizada que existe no Brasil, mas, concomitantemente, é a emissora mais brasileira também, pois leva ao público (ao menos tenta) as diversas facetas de nosso País.
 
A Record, enraizada em seu jornalismo sensacionalista, e o SBT, em suas reprises mexicanas, não fazem o mesmo que a Globo faz, o que de certo modo é bom, pois denomina o tipo de público de cada uma.
 
E é assim, refletindo, que paira a questão do futuro. Qual o futuro da TV aberta? Com a segmentação existente na TV fechada e com a internet, em que cada um procura o que quer, penso que a TV aberta deve continuar no mesmo caminho, mas precisa se renovar buscando fonte em outros países ou continuando do jeito que está: definhando aos poucos.
 


Publicidade

Comentários (11) Postar Comentário

cleiton comentou:

Não concordo com sua posição sobre a Record ter um jornalismo sensacionalista, acho q cada uma se mexe como pode.o erro da Record é pertencer aos evangélicos e do SBT e ter o Silvio Santos q brinca na TV por ser dono.e com denuncias e denuncias o povo é tão manipulado q ainda existem pessoas como vc q vai na onda da emissora global.


marco respondeu:

o jornalismo da record é TOTALMENTE sensacionalista. Uma pequena exceção de faz ao JR, PEQUENA, mas o resto é TOTALMENTE SENSACIONALISTA!! Só desgraça, morte e reportagens que exploram o cotidiano mais pobre e podre da sociedade, disfarçadas de jornalismo.



José Azevedo respondeu:

#globoéglobo, segunda maior do mundo, eu vejo todos os canais as notícias são as mesmas em sua grande maioria, agora o jornalismo da Record é uma piada, domingo espetacular não tem nada, mostrando a vida dos cachorros e gatos, deixa isso pro Gugu no tv animal, e um detalhe é uma empresa privada, então ela define o que faz...#globodepéelesdejoelhos, kkkkkkkk.


Eder Gustavo comentou:

Logico ela é a segunda maior emissora do mundo ... tem que se adaptar ao mercado mundial .... e ja a record que esta em 28º não tem motivo para se americanizar nééh ....

Klézio Cerqueira comentou:

Que cara dramático. Dividiram o mundo em regiões e vc por sorte ou não caiu aqui meu chapa, no Brasil nosso de cada dia. As emissoras de tvs tem na sua grade aquilo que nos queremos ver. Caso contrário dali controle remoto. Problema nº 1: Tem crítico demais, problemas de menos; Problema nº 2: Não faça da sua opinião um conceito.; Problema nº 3: não em problema nº 3 pessimista. Se a Globo ou qualquer emissora entra na sua teremos, brevemente, que assinar tv a cabo e assistir Fos, Warner, Sic, Universal. Porque a Tv aberta vai falir com este teu conceito barrista.


José Azevedo respondeu:

Problema n4 : tem gente que lê e não entende, a reportagem mostra que a segunda maior emissora do mundo dita uma tendência local, no caso esse país, imagine a situação se a segunda maior tem uma crise financeira as demais já ruíram antes, solução 1: o intelecto da Globo supera todas as demais Solução 2 quando não há intelecto entra em ação o financeiro que é bem robusto, Solução 3 a Globo tem inúmeros parceiros mundiais, então tudo chega nas mãos dela. # Globoéglobo o resto é resto


FBI comentou:

Não concordo com o que as emissoras brasileiras fazem. A informação deve ser regionalizada. Esse padrão Globo em que eu estou aqui no Nordeste e vejo Ana Maria Braga dando informação do tempo dizendo: "chove na maior parte do país, nas regiões Sudeste e Sul...", é de lascar achar que o Brasil é essas regiões e termos que engolir essas idioticesses, querem nos vestir, calçar, alimentar, beber como Paulistas e Cariocas. Já a Record e SBT são uma bagunça nas afiliadas, não tem entrosamento, corta de repente uma coisa e coloca outra, sempre nos mesmos moldes da Cabeça de rede. Parece um monte de Zumbi! Vamos pro canal fechado minha gente!!

Guilherme Alves comentou:

Sobre a questão tv aberta brasileira vc já pensa em globo pq é a tv que pelo menos tenta trazer de tudo um pouco do que o público gosta de ver e é também a mais organizada, em seguida no brasil vem record sbt e band mais essas tres ultimas precisam aprender a fazer televisão são emissoras muito mal administradas com programações pessimas e que só fazem televisão pq veem a globo fazer


José Azevedo respondeu:

Melhor comentário!!!


Guilherme Alves comentou:

Um dos problema é que a record junto com band tem aqueles jornais a tarde que ficam horas e horas falando só de tragedias, a record investi em novelas para tentar superar alguma da rede globo mais suas tentativas sempre são frustradas o sbt tem programas pessimos que eles dizem que são de entretenimento mais na verdades são merdas de programas e aquelas novelas mexicanas com custo zero que eles sempre ficam repetindo e band tem uma programaçao muito limitada e quando criada muito mal pensada, não to dizendo que só tem programas ruins nessas emissoras mais para falar a verdade programas bons são poucos

vanessa comentou:

só o cidade alerta ficar no ar muitas horas se tirar aquilo do ar e colocar novelas que já passaram ai é que vão chamar a record de recopia

Livia comentou:

nosso País está errado , a forma correta é nosso país , com p minúsculo .

Marcelo comentou:

Discordo totalmente de suas informaçoes , a Globo ta nesse patamar todo por que ainda nao caiu na Lava Jato deixa so cair pra vc ver , conteudo que tenta denegrir a familia?? mais certo o sbt reprisar novelas mexicanas do que fica nessa pouca vergonha que a Globo esta, ate pro BNDS a Globo ta devendo .. e ainda fala mau da RecordTV chamando de Jornalismo sensacionalista , e a globo entao , metida ate o pescoço , comprando diretos das Copas , me explica pq a queda de audiencia , perda de patrocinio entao , rapaz voce estudou muito para chega onde chegou mas , cuidado o que vc fala sobre a Globo algo obscuro existe nessa emissora ...


José Azevedo respondeu:

No caso a reportagem visa ilustrar o padrão da grade com programas em temporadas e seriados, e os reality shows, dívidas todas as empresas têm, independente do credor, perda de patrocínios duvido muito, pode até haver mas por problemas dos patrocinadores, e não dá emissora até porque quando sai tem dois querendo entrar, quanto a denegrir faz um favor pega um livro do Eça de Queiroz, não sei se vc sabe quem foi, mais é um grande escritor lusitano, as obras dele tem pelo menos o dobro da idade da Globo aí vc me diz sobre denegrir...


Alexandre comentou:

A Globo não é a 2ª > emissora do mundo ! Desde quando ?????? E a CBS, ABC, NBC, Warner e etc . Realmente 1a emissora manipuladora e decadente! Já era !!!!!!


José Azevedo respondeu:

7° CNN (ESTADOS UNIDOS) 6 ° TELEVISA (MÉXICO) 5° REDE RECORD (BRASIL) 4° NBC (ESTADOS UNIDOS) 3° CBS (ESTADOS UNIDOS) 2° REDE GLOBO (BRASIL) 1° ABC (ESTADOS UNIDOS) levando em consideração o faturamento e a influencia das emissoras no mundo suas produções, a qualidade da programação, e a audiência, é um conjunto de indicadores que se monta um ranking.


Publicidade

Veja também

Publicidade