O Planeta TV

Saiba tudo sobre Em Família, a nova novela das nove da Globo

Confira o especial sobre a última novela de Manoel Carlos no horário nobre.

Por: Com informações de: revista Veja, jornal O Estado de S. Paulo e assessoria de imprensa da TV Globo

Em Família
Novela de: Manoel Carlos
Colaboração de: Ângela Chaves, Juliana Peres, Maria Carolina, Mariana Torres e Marcelo Saback
Direção de: Adriano Melo, João Boltshauser, Luciano Sabino, Teresa Lampreia e Thiago Teitelroit
Direção geral: Jayme Monjardim e Leonardo Nogueira
Núcleo de: Jayme Monjardim

A Sinopse

A novela Em Família, que substituirá Amor à Vida, trará para a telinha histórias que falam de amor e de família. A trama de Manoel Carlos gira em torno das famílias de duas irmãs, Chica e Selma, que se casaram com dois irmãos, Ramiro e Itamar, respectivamente. Do casamento de Chica e Ramiro, nasceram Clara, Felipe e Helena, uma garota livre e impulsiva. Já Selma e Itamar tiveram Laerte, um jovem flautista, muito talentoso, mas que também morre de ciúmes da prima e namorada Helena.

Conectados por laços de sangue e afeto, Helena e Laerte foram criados juntos desde que nasceram e vivem uma paixão intensa, daquelas cheia de amor e desentendimentos. A história começa em Goiás, onde Helena e Laerte crescem e passam a adolescência e juventude. O romance entre os dois sempre foi visto como uma aventura passageira pela família, mas o amor que um sentia pelo outro só cresceu com o passar dos anos e acabou se impondo diante das tentativas de separá-los.

O romance teria tudo para andar às mil maravilhas, não fosse pelo excesso de ciúme que Laerte sente por Helena, motivo de constantes idas e vindas do casal. Um dos alvos do ciúme de Laerte é Virgílio, um rapaz de origem humilde que guarda para si o amor que sente por Helena, em respeito à amizade que tem por ela e por Laerte. Mas quando os sonhos de Helena e Laerte estão prestes a se tornarem realidade, uma tragédia marca para sempre a vida dos dois, levando-os a seguir caminhos diferentes.

O Autor

Famoso por fazer de suas novelas uma espécie de crônica da sociedade brasileira - em especial, a carioca - Manoel Carlos se prepara para estrear nesta segunda Em Família, nova trama das 21h da Globo. Em entrevista às páginas amarelas da revista Veja, Maneco, como é conhecido, contou que o trabalho tem servido para superar a dor da morte do filho e que aos 80 anos poderia se dar o luxo de não trabalhar, mas o faz por opção.

"Algumas pessoas podem pensar que estou sendo forçado a fazer essa novela. Não. Depois da morte do Maneco, meu filho, fui chamado pelo Manoel Martins. Ele disse que eu poderia ter feito o que quisesse: trabalhar, viajar ou ficar em casa sem fazer nada. Respondi que queria fazer uma novela o mais rápido possível, só um trabalho tão pesado será capaz de afastar um pouco meu pensamento dessa perda", explicou o dramaturgo. Maneco, o filho, faleceu em 2012 vítima de uma ataque cardíaco. Por esse motivo, ele pediu à Globo para adiar a estreia da novela, que deveria ter iniciado em maio, substituindo Salve Jorge.

Como um espelho da vida, as novelas de Manoel Carlos sempre abordaram temas polêmicos que repercutem no cotidiano dos brasileiros. Como não poderia ser diferente, diversos personagens da novela Em Família vão estar envolvidos com questões atuais como alcoolismo, homossexualidade e a luta contra o Parkinson.

Não é de hoje que Manoel Carlos sonha em ter Julia Lemmertz como sua protagonista. Mas agora que o autor deseja encerar o ciclo de suas heroínas, surgiu a oportunidade ideal de fazer a tão merecida homenagem a Lilian Lemmertz, mãe da atriz e primeira Helena de Maneco. Voltar a trabalhar com Bruna Marquezine também estava nos planos do autor.

O dramaturgo pretende manter a sua característica, mas com um pouco mais de agilidade. "Dei um pouco mais de ritmo às coisas. O Jayme (Monjardim, diretor de núcleo) ontem falou isso: 'essa sua novela está com um ritmo mais pontuado'", avisa.

Para escrever Em Família, ele impôs uma condição à Globo. Ele pediu à direção da emissora que a novela não ultrapassasse os 200 capítulos; e que - se for preciso - deixará a novela nas mãos de seus colaboradores. A príncipio, a trama tem previsão de 179 capítulos.

Sobre o beijo entre as personagens homossexuais da novela, o autor adianta: "Nada contra o beijo, mas não vejo importância nisso. Não sei se é preciso [...] Estou escrevendo uma história de muito amor para elas. Se achar que a coisa pede, talvez faça uma cena de beijo. Se a Globo deixará ir ao ar, eu não sei".

Novela divida em três fases

Em Família será dividida em três fase. As duas primeiras mostrarão como nasceu o triângulo amoroso entre os protagonistas Helena, Laerte e Virgílio.

A Helena no início da adolescência será vivida pela estreante Julia Dalavia. Na juventude, Bruna Marquezine encarna a personagem. Ainda não consegui entender o motivo de ter duas atrizes diferentes para viverem a mesma personagem em fases tão próximas... Julia Lemmertz assume o papel de protagonista na fase madura. No maravilhoso mundo de Manoel Carlos, Bruna Marquezine vira Julia Lemmertz após 20 anos, vai entender...

O grande amor de Helena, Laerte, será vivido respectivamente por Eike Duarte, Guilherme Leican e Gabriel Braga Nunes. O mais novinho não tem muita semelhança física com os outros, mas Leicam e Braga Nunes chamaram a atenção nos bastidores por serem, de fato, muito parecidos.

O rival de Laerte, Virgílio, também terá três intérpretes: Arthur Aguiar, Fernando Rodrigues e Humberto Martins, respectivamente.

A história de amor entre os primos Helena e Laerte

Duas famílias ligadas pelos laços de sangue e de amor. Duas irmãs casadas com dois irmãos decidem viver suas vidas intimamente conectadas em casas interligadas, vidas emaranhadas. Assim é a realidade de Chica (Natália do Vale), Selma (Ana Beatriz Nogueira), Ramiro (Oscar Magrini) e Itamar (Nelson Baskerville). Talvez por isso não tenha causado tanto espanto quando Laerte (Gabriel Braga Nunes) e Helena (Julia Lemmertz) começaram uma paquera inocente ainda na infância.

Era mais do que natural que acontecesse essa aproximação entre os primos que cresceram tão perto um do outro. Com o passar dos anos, Chica (Natália do Vale) e Selma (Ana Beatriz Nogueira) perceberam que o que era um namorico de infância estava caminhando para se tornar um relacionamento de verdade. E, apesar de todos os esforços para separarem Laerte de Helena, as irmãs falharam.

Entre as corridas pelas ladeiras da fictícia Esperança e os corredores da casa de Goiânia, cresceu o amor entre os dois jovens. Uma paixão selada por um pacto de sangue e por um símbolo – um medalhão de Fênix - de um amor que sempre renasce, não importam o tempo ou os obstáculos que a vida coloque em seus caminhos.

Ela, irmã de Felipe (Thiago Mendonça) e de Clara (Giovanna Antonelli), é uma jovem livre, impulsiva, forte e aventureira. Não teme em nada os arroubos de amor e de ciúmes de Laerte. Ele, um talentoso flautista, vive um sentimento por Helena que preenche e transborda seu coração. E, assim se movem os corações e as vidas de Laerte e Helena, com muito amor, mas temperada por ciúme, culpa e inveja. Uma relação onde não existem vilões ou mocinho, só a vida, a família e o sentimento.

O ciúme avassalador de Laerte

Com o primo Laerte (Guilherme Leicam), a relação é de amor e possessão. Com o artesão Virgílio (Nando Rodrigues), de carinho e amizade. Porém, apesar de nutrir sentimentos diferentes pelos dois, Helena (Bruna Marquezine) está sempre no meio tentando apaziguar os ânimos. O trio é inseparável, mas o ciúme de Laerte é evidente: ele não gosta nada de ver o apaixonado Virgílio chamando sua namorada de Leninha.

Ciente da paixão de Virgílio, Laerte faz de tudo para mantê-lo longe de Helena, mas a moça não se afasta por nada de seu amigo. E mais: deixa bem claro que todas as tentativas do namorado serão em vão. A impulsividade de Helena e suas atitudes acabam sempre por plantar uma semente de esperança no coração de Virgílio, mesmo que em seguida ela diga que nunca se separará de Laerte. O resultado é o coração partido de um homem doce e apaixonado.

Só que o ciúme de Laerte fala mais alto e acaba provocando uma tragédia que muda definitivamente as vidas desse trio. No dia de seu casamento com o primo, Helena fica sabendo do que seu grande amor é capaz de fazer em nome desse sentimento desmedido. E, assim, essa descoberta faz cada um seguir seu próprio caminho. Seus destinos só voltarão a se cruzar 20 anos depois.

A nova Helena

Julia Lemmertz diz se sentir abençoada. E não é para menos. Com 33 anos de carreira, em um momento que ela define como de amadurecimento profissional e pessoal, a atriz é a escolhida de Manoel Carlos para dar vida à última Helena da carreira do autor. E há um motivo especial para esta escolha: ela é filha de Lilian Lemmertz, a primeira a interpretar uma Helena de Maneco. Um ciclo que se fecha.

Com um jeito meigo e dócil que encanta, Julia não segurou as lágrimas ao falar da homenagem que está prestando à mãe. "É quase como se ela estivesse comigo aqui", afirma.

Mesmo emocionada, ela demonstra a mais pura empolgação ao falar sobre o desafio de dar vida a uma personagem tão mítica da teledramaturgia brasileira. Destaca as qualidades da heroína e se reconhece nela em duas características: o senso de justiça e o lado maternal.

"Fazer essa homenagem para minha mãe não é desafiador, é maravilhoso. É um desafio fazer uma novela do Maneco, dirigida pelo Jayme (Monjardim). Agora, a minha mãe entra meio que nas profundezas, quase como se ela estivesse comigo aqui, mas não é uma coisa que eu fico falando muito (a atriz se emociona e chora neste momento)... É difícil de compartilhar isso, é difícil de dizer o quanto é profundo. É uma homenagem a ela e também ao trabalho de atriz dela, ao que ela fez de bonito ao longo da carreira, que foi muito curta. Minha mãe morreu muito jovem, com 48 anos.", diz emocionada.

Sobre o perfil de sua personagem, Lemmertz adianta: "Ela é uma mulher que passou por uma tragédia... Isso a marcou, apesar de ela ainda ser muito forte, decidida, para cima e cuidar de todo mundo. Mas ao mesmo tempo ela tem coisas guardadas, profundas cicatrizes que ela não revela a princípio. Acho bacana ela ter um tremendo senso de justiça, porque ela sabe que o que aconteceu foi muito grave, muito sofrido e as pessoas fingem que isso não aconteceu ou que já passou, deixam para lá. E ela não deixa para lá, quer a reparação. Sempre foi muito desafiadora."

Amor homoafetivo

Clara é uma mulher que leva uma vida feliz ao lado do marido Cadu (Reynaldo Gianecchini) e do filho Ivan, mas que vai ser surpreendida pela vida ao se apaixonar por Marina (Tainá Müller), uma fotógrafa de sucesso, que desperta na dona de casa sentimentos imprevistos. A personagem vai dar o que falar, mas Giovanna Antonelli está mais preocupada em superar os estereótipos e preconceitos que envolvem um relacionamento homoafetivo. “Nosso foco é contar uma linda história de amor e esse é meu desafio como atriz. Espero que as pessoas curtam muito essa história, mas a reação do público a gente só vai saber quando as cenas forem ao ar”, afirma.

Para Giovanna, Em Família também permitirá bons reencontros. “Essa é minha terceira novela com o Maneco e sempre tem um quê de novidade. Ele fala do ser humano muito bem e escreve um texto que já vem pronto para o ator. É só fazer exatamente o que ele mandou que vai dar certo”, garante. Além de voltar a trabalhar com o autor, a atriz terá como companheiro de cena o amigo Reynaldo Gianecchini. “A gente está sempre junto na vida e é sempre um prazer poder trabalhar com ele. Temos um carinho muito grande um pelo outro”, conta.

A trama envolvendo os personagens de Giovanna, Gianecchini e Tainá Müller certamente vai gerar muita repercussão e, enquanto a estreia não chega, Antonelli encara com serenidade seu novo trabalho na trama de Manoel Carlos. “Um personagem novo gera uma grande expectativa e uma grande vontade de fazê-lo acontecer. Toda novela é um desafio independentemente das características do personagem”, afirma.

"É uma história linda de amor, independente do sexo", afirmou Gianecchini que será, pela quinta vez, par de Antonelli. "Estamos falando de amor, não exatamente de homossexualidade, não vamos questionar isso". O artista revelou estar feliz pela possibilidade de trabalhar novamente com Antonelli, que é sua amiga pessoal. "Viramos muito amigos desde Laços de Família. Temos uma empatia enorme e desde então a gente tem feito muito trabalho junto, este é o quinto par romântico que fazemos. A gente tem uma afinidade gostosa em cena e na vida", contou.

Shirley, o sinônimo da inveja

A personagem Shirley nas três fases da novela. Foto: Divulgação

Uma família que é um ninho de cobras. Assim é a casa de Shirley (Alice Wegmann), Mafalda (Simone Soares) e Martha (Marley Danckwardt). Apaixonada por Laerte (Guilherme Leicam), Shirley morre de inveja de Helena (Bruna Marquezine), por sua beleza, inteligência e charme – embora ela mesma seja bonita e sensual. Seu veneno e maldade são heranças dos sentimentos cultivados, durante anos, por sua mãe e a avó contra Chica (Juliana Araripe), Selma (Camila Raffanti) e sua família.

Shirley não é o tipo de mulher que se conforma por não ter o que deseja. E, por Laerte só ter olhos para Helena, Shirley sempre que pode alfineta a rival, aliás, a rivalidade está somente do seu lado. Helena não se importa com ela, afinal de contas, ela sabe que Laerte a ama. O que faz Shirley (Alice Wegmann) odiar Helena ainda mais é ver o relacionamento amoroso que ela tem dentro de sua casa e que Shirley não tem em sua família. Sua mãe, Mafalda, só casou com Viriato (Henrique Schafer) por interesse e sua avó, Martha, ensinou que a mulher deve se casar com homem mais velho para herdar logo sua fortuna. Shirley nunca está feliz e está sempre de olho na felicidade alheia.

A relação de unha e carne das irmãs Fernandes

Duas irmãs profundamente unidas, unha e carne, daquelas que não conseguem viver uma sem a outra. Assim são Chica (Natália do Vale) e Selma Fernandes (Ana Beatriz Nogueira), tão intimamente ligadas que, obra do destino ou não, acabaram casando-se, respectivamente, com Ramiro (Oscar Magrini) e Itamar (Nelson Baskerville), também irmãos. Os quatro estão sempre juntos, mas, mesmo aceitando a forte relação entre suas esposas, Ramiro e Itamar ainda não entendem por que dividir tudo nos mínimos detalhes. A união das duas é tão intensa que coincidem até no ponto que gostariam de mudar: o relacionamento de seus filhos, os primos Helena (Julia Lemmertz) e Laerte (Gabriel Braga Nunes). Será justamente por causa deles que as irmãs, antes tão ligadas, se afastarão.

Chica vive um casamento infeliz. Embora seja realizada com os filhos Helena (Julia Lemmertz), Felipe (Thiago Mendonça) e Clara (Giovanna Antonelli), ela foi, ao longo dos anos, abrindo mão de seus sonhos. Seu marido, Ramiro, é um homem rústico, que coloca os negócios acima de tudo e a trata apenas como a mãe dos seus filhos. Sua pacata vida dá uma reviravolta após uma tragédia que se abate sobre a família, envolvendo principalmente Helena. A partir daí, a relação com Selma se rompe e ela parte de Goiânia para o Rio de Janeiro, onde, anos depois, terá uma segunda chance de ser feliz.

Já Selma (Ana Beatriz Nogueira) assumiu, desde o início do casamento, o papel de chefe de sua casa. Itamar (Nelson Baskerville), por sorte, aceita a situação com muito prazer. O casal cultiva um amor desmedido pelo único filho, Laerte (Gabriel Braga Nunes), e o defende com unhas e dentes do grande problema que separou as duas irmãs. Para eles, a sobrinha Helena (Julia Lemmertz) é a grande culpada de tudo, mas Selma também não perdoa a irmã Chica (Natália do Vale) por não ter impedido o que acabou ocasionando o afastamento de Laerte de sua família.

Chica (Natália do Vale) e Selma (Ana Beatriz Nogueira) têm ainda uma irmã, a caçula Juliana Fernandes (Vanessa Gerbelli). Ainda jovem, ela saiu de Goiânia para o Rio de Janeiro, onde se casou e vive ao lado de Fernando (Leonardo Medeiros). Mas, apesar da distância, é muito próxima das irmãs e aparece na capital de Goiás com certa frequência. É Juliana a grande confidente de Helena (Julia Lemmertz), quem escuta da sobrinha os detalhes de sua relação com Laerte (Gabriel Braga Nunes). Ao longo dos anos, Juliana tentou engravidar, mas nunca conseguiu. É grande, por isso, o vazio no coração da moça. Nos Estados Unidos e distante de todas essas questões, vive Leandro (Rafael Tombini) , irmão de Chica, Selma e Juliana.

Elenco

Júlia Lemmertz - Helena
Gabriel Braga Nunes - Laerte
Humberto Martins - Virgílio
Giovanna Antonelli - Clara
Reynaldo Gianecchini - Cadú
Vivianne Pasmanter - Shirley
Helena Ranaldi - Verônica
Bruna Marquezine - Luiza
Natália do Valle - Chica
Ana Beatriz Nogueira - Selma
Herson Capri - Ricardo
Paulo José - Benjamim
Vanessa Gerbelli - Juliana
Leonardo Medeiros - Fernando
Tainá Muller - Marina
Bruno Gissoni - André
Ângela Vieira - Branca
Thiago Mendonça - Felipe
Bianca Rinaldi - Sílvia
Miguel Thiré - Gabriel
Antônio Petrin - Viriato 
Ronny Kriwat - Leto
Manu Gavassi - Paula
Carla Cristina - Neidinha
Érica Januza - Alice
Sacha Bali - Murilo
Roberta Almeida - Sandra
Betty Gofman - Miss Lauren
Maria Eduarda - Vanessa
Marcello Melo Jr. - Jairo
Cláudia Assunção - Mafalda
Rafael Tombini - Leandro
Poliana Aleixo - Bárbara
Monique Curi - Telma
Lica Oliveira - Dulce
Ágatha Moreira - Gisele
Ju Colombo - Ceiça
Vitor Figueiredo - Ivan
Wilson Rabelo - Batista
Carol Macedo - Gorete
Jessika Alves - Guiomar
Maria Pompeu - Amélia
Tânia Toko - Rosa

1ª e 2ª Fases

Juliana Dalavia - Helena
Bruna Marquezine - Helena
Eike Duarte - Laerte
Guilherme Leicam - Laerte
Arthur Aguiar - Virgílio
Nando Rodrigues - Virgílio
Luana Marquezine - Clara
Karize Brum - Clara
Giovanna Rispoli - Shirley
Alice Wegmann - Shirley
Vinni Mazzola - Felipe
Guilherme Prates - Felipe
Camila Raffantti - Selma
Juliana Araripe - Chica
Oscar Magrini - Ramiro Fernandes
Nelson Baskerville - Itamar Fernandes
Cyria Coentro - Maria
Henrique Schafer - Viriato
Simone Soares - Mafalda
Marley Danckwardt - Marta 
Jéssica Barbosa - Neidinha
Gabriela Carneiro Da Cunha - Juliana
Antonio Sabóia - Fernando
Bruno Ahmed - Fred 
Pedro Bosnich - Beto
Duda Meneghetti - Rafaela 
Camila Camargo - Ana

Chamada de elenco

O Portal O Planeta TV! capturou algumas imagens da chamada de elenco. Confira:

Veja também, em vídeo, a divulgação:

Em Família, a nova novela das nove da Globo, estreia nesta segunda (03/02), após o Jornal Nacional



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade