O Planeta TV

Emílio Dantas analisa o protagonista de Segundo Sol: "Não chega a ser um vilão"

A relação entre pai e filho é um dos destaques da novela das novela.

por Redação, em 26/05/2018

Emílio Dantas. Foto: Divulgação/TV Globo

Para Emílio Dantas, o intérprete de Beto Falcão em Segundo Sol, o personagem não é um vilão. "É o lado humano na verdade. Não chega a ser uma vilania. Foi o velho papo de unir útil ao agradável. Ele fez pela família e se acostumou com o dinheiro", disse o ator em entrevista ao UOL.

Emilio não teme que o público possa começar a rejeitar o personagem, a partir da segunda fase da história (no ar desde quinta-feira (24/05): “Não. Quanto mais nuances um personagem tem, melhor. Como nós temos nossos altos e baixos, Beto também terá".

Dantas relatou que ainda está descobrindo como retratar um dos principais dramas de seu personagem: o de ter criado o filho, Valentim (Danilo Mesquita), sem que o jovem soubesse que seu padrasto é na verdade seu pai biológico. "É tão desafiador que eu também estou descobrindo como fazer, aos poucos e junto com o Danilo", admite o ator.

Na novela, Valentim idolatra o pai, Beto Falcão. Porém, ele não sabe que seu padrasto Miguel e Beto são a mesma pessoa, e acaba vendo o pai de criação como um encostado. 



Comentários (1) Postar Comentário

Jairo comentou:

Não é um vilão. No máximo, um "mocinho" conivente.

Veja também