O Planeta TV

No Limite: Os limites de Gui Napolitano!

O eliminado da tribo Carcará comenta os perrengues e revela para quem deixa a sua torcida.

por Redação, em 30/06/2021
Publicidade

Foto: Fábio Rocha/TV Globo

E a Calango conseguiu! Depois de cinco derrotas consecutivas nas últimas semanas e já quase sem mantimentos no acampamento, a tribo finalmente derrotou a Carcará. O grupo se reinventou, se uniu ainda mais e garantiu uma vitória dupla, vencendo tanto a Prova do Privilégio quanto a Prova da Imunidade, o que garantiu a Jéssica, Carol Peixinho, Kaysar e André mais uma semana na disputa. Pela tribo adversária, o escolhido para deixar o jogo da noite dessa terça (29) foi Gui Napolitano.

O paulista se destacou em seu grupo pela agilidade nas provas. No acampamento, Gui conta que se deu bem com todos erevela que sua torcida fica dividida: "Acho o Zulu muito forte. Não só física, mas mentalmente também, por ser atleta. A Paula também [é atleta e forte]. Mas me impressionei com algumas coisas que o Viegas me contou sobre a vida dele. A minha torcida fica dividida entre os dois: Zulu e Viegas".

'No Limite' vai ao ar às terças, após ‘Império’, com apresentação de Andre Marques, direção artística de LP Simonetti e direção geral de Angélica Campos. O reality é mais uma parceria da Globo com a Endemol Shine Brasil, com base no ‘Survivor’, um formato original de sucesso.

Entrevista com Gui Napolitano:

Por que você topou participar do 'No Limite'' e como avalia a experiência?

Gosto de desafios e queria fazer algo diferente, sair da minha zona de conforto, aprender a me virar e passar por situações que eu nunca passaria na minha vida. O 'No Limite' superou as minhas expectativas. Foi muito bom e tive muitos aprendizados, principalmente sobre trabalhar em grupo. A Carcará era muito unida e todo mundo se ajudava bastante, mesmo com toda a dificuldade - e isso foi essencial.

O que foi o melhor do 'No Limite'? E o pior?

O melhor foi a superação. Muita gente deve imaginar que você precisa de força ou habilidade para encarar o 'No Limite' mas, na verdade, o essencial é ter a mente muito boa para conseguir executar tudo nas provas. O pior foi o dia da chuva, sem dúvidas. Foi a noite em que passei mais frio na minha vida – e nunca imaginei que seria no nordeste. E também a questão da higiene bucal. Logo no primeiro dia quando reparei que não tínhamos nem escova nem pasta de dentes, vi que realmente seria perrengue.

Por que você acredita que foi eliminado?

Acho que foi estratégia. Para mim, era óbvio que iria receber o voto da Elana e o da Paula. Não sabia do Viegas, mas acho que foi mais uma estratégia individual dele.

Quem é o mais forte na tribo Carcará? E na Calango?

Na Carcará, acho que o Zulu. Ele é muito forte, não só física, mas mentalmente também, por ser atleta. A Paula também [é atleta e forte]. Na Calango, o André. Ele é muito bom de prova.

Para quem fica a sua torcida?

Torço muito pelo Zulu e pelo Viegas. Me impressionei com algumas coisas que o Viegas me contou sobre a vida dele. A minha torcida fica dividida entre os dois: Zulu e Viegas.

Com informações da Comunicação Globo


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Publicidade

Veja também

Publicidade