O Planeta TV

Saída de Talita mostra que “torcida” ajuda, mas não ganha o jogo

Reality show perde participante que mais contribuía para edição.

Por: Daniel Sena - Contato: [email protected]

É hora de dizer algumas verdades sobre o BBB. A mais factível no momento é de que Talita saiu rejeitada do programa. 60% num paredão triplo é rejeição. E Cézar não é lá favorito porque chegou a ter mais votos (29%) que o Luan (11%). E mais ainda, que nenhum participante tem visão de jogo, entende as coisas que Bial diz (ok, também não entendo). As vezes, o recado é tão bem dado e eles continuam errando se justificando em argumentos fracos.

Neste último paredão, Bial deixou claro para todos que as histórias que eles sustentaram até agora, já deram o que tinha que dar. O roubo do pão do Luan, o caso Amanda e Fernando, a briga Mariza e Talita. Tudo pro público já passou. Esse papo não rende mais, não funciona. Virem o disco. Quando o apresentador expõe pra dentro da casa o pensamento do público, é evidente que ele diz: Movam-se!

A única pessoa na casa que acertou o resultado do paredão foi Mariza, que fez uma leitura perfeita ao dizer que atitude por atitude, Talita seria a eliminada. E a dona de casa pernambucana tem dado um show quanto a isso, pois votou no seu desafeto, mesmo sabendo que corria riscos e estaria sozinha nesta indicação. O trio Fernando, Adrilles e Mariza se fortalece, uma vez que estão conseguindo sobreviver a um grupo muito maior de jogadores aliados.

Ao término do paredão Amanda e Tamires se mostraram perdidas e chocadas. Rafael desabou. Nem Luan acreditou que ficou. Todos incrédulos e nenhum deles enxerga o quanto Talita foi nociva? Que eles podem estar agindo da mesma maneira? Ok que ela era divertida, feliz, brincava com tudo e todos, mas pegou pesado sim com Mariza e com seus rivais fazendo comentários chulos e acompanhada por seu namorado na casa.

Enfim, este resultado, mais do que tudo, comprova que torcida de internet não ganha jogo. No paredão entre Amanda, Aline e Mariza, a ex-BBB Clara declarou que sua torcida definiria o vencedor do programa, ao fazer mutirões para que sua amiga, Amanda permanecesse e revertesse os índices das enquetes que apontavam pra saída dela. E nesse ínterim de torcidas, muitas outras se aliam para fazer os tais votos combinados. Marcam horários, cada seguidor diz quantas vezes votou e calculam como se fossem donos do jogo. E não são.

Tanto que a torcida declarada para que Talita permanecesse, não deu certo. A ex-bbb disse que Talita estava sendo julgada porque fazia sexo na casa e que isso era hipocrisia, que era machismo. Não. Talita foi julgada porque desrespeitou, porque foi grossa e não soube jogar. Porque quando foi indicada para o paredão perdeu todo autoritarismo e prepotência e se entregou ao choro e as lamúrias.

E graças a Deus, existe o público de casa, do telefone e aquele telespectador que assiste pra se divertir e não fazer guerra de convicções e egos. A saída de Talita representa muito mais do que uma simples eliminação. Dentro da casa é um sacode pro grupão de Amanda, Tamires, Rafael e Luan que acreditavam estar no poder. Fora dela, é o alívio de que a edição não é decidida por um grupo e sim pelo conjunto. Vença quem vencer, será merecido.

E assim caminha o BBB, começando mais uma semana se reinventado, após perder um de seus personagens mais polêmicos e que mais contribuía para edição.



Publicidade

Comentários (1) Postar Comentário

Alciléia comentou:

essa clara não conseguiu aparecer o suficiente no falido e terrível BBB14 e quer aparecer agora no BBB15, pegando carona na amizade com a Amanda. Pra mim, sua torcida foi fundamental na saída da Aline, mas é tão chato quando essas torcidas organizadas definem o paredão, que o telespectador do sofá não curte o resultado e as vezes abandona o barco, como foi na edição passada. É visível o descontentamento geral e até mesmo da produção com o BBB14, foi horrível. A Vanessa não era a preferida da dona de casa e do telespectador que não vive em internet fazendo mutirão. Tanto que ela não fez sucesso depois em campanhas publicitárias e sua revista nu não vendeu muito.
Quanto a declaração da Clara que era hipocrisia julgar Talita por fazer sexo na casa, não me surpreende. Clara era casada, mãe e se esfregava em outra mulher, inclusive desfilando com seus enormes peitões pela casa, da edição passada. Faltou bom senso pra quem é mãe e casada, faltou respeito. O telespectador não quer ver isso, se quisesse, ligava em algum canal erótico. O telespectador em sua maioria ainda é formado por tradicionais e que respeitam os pilares familiares.

Veja também

Publicidade