O Planeta TV

Em baixa, “Got talent Brasil” estreia fase ao vivo

Na fase ao vivo, 48 semifinalistas vão se enfrentar e o público começará a ter participação ativa.

Por: Daniel Sena

Publicidade

Lançados com toda a “pompa”, os dois reallitys shows da Record tem patinado na audiência. Aos domingos, o “Ídolos Kids” não conseguiu fisgar o público. O mais do mesmo apresentado, dificulta o interesse do telespectador. Mesmo mudando de horário e colado nos desenhos da manhã, a atração comandada por Cássio Reis ainda peca pela falta de competitividade. O critério dos jurados continua sendo o maior inimigo da disputa.

No horário nobre, nesta terça-feira, 14/05, o “Got Talent Brasil” entra na sua nova fase e ao vivo. Agora é a hora da verdade! Nos primeiros programas, a seleção não conseguiu cativar o telespectador, principalmente por seu excesso de informação. A edição não conseguiu se encontrar e as histórias apresentadas não foram suficientes para levar o programa a vice-liderança. Somente na estreia o reallity conseguiu vencer o SBT.

Na fase ao vivo, 48 semifinalistas vão se enfrentar e o público começará a ter participação ativa. É também o momento de Rafael Cortez mostrar o seu valor. Os jurados foram destaque até o momento, focaram muito neles e eles tiveram pouco para dizer. Daniela Cicarelli parece perdida, desencontrada no personagem que criou. Sidney Magal e Milton Cunha não comprometem muito, mas soam chatos e previsiveis na maioria das vezes.

A esta altura, o público não conhece os candidatos a vaga na final. Dificil ter alguma apresentação na memória. A emissora tem a chance de recomeçar e salvar o programa. No Sbt, o formato atingia os dois digitos frequentemente, na Record, os índices não ultrapassaram os 08 pontos.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Publicidade

Veja também

Publicidade