O Planeta TV

"Os Smurfs", sucesso da década de 80, agora no cinema!

Por: Jonathan Pereira E-mail para contato: [email protected]

"Os Smurfs", sucesso da década de 80, agora no cinema!

Este ano os personagens que conquistaram as crianças de vários países nos anos 80 estarão de volta para os mais velhos matarem saudade, e seus filhos poderem conhecê-los. Está prevista para agosto a estreia de "Os Smurfs" nos cinemas.

As criaturinhas azuis, que têm a altura de no máximo três maçãs e moram em cogumelos, fizeram muito sucesso no desenho animado exibido pela Globo. Na verdade eles existem desde 1958, quando foram criados pelo ilustrador belga Peyo. No ano seguinte, os quadrinhos publicados já encantavam as crianças da Bélgica.

A vila dos smurfs fica no meio da floresta, e a vida deles não é nada fácil por causa do vilão Gargamel e seu gato, Cruel, que vive a persegui-los. No longa, feito em animação, ele faz um feitiço que manda os pequenos seres irem parar no Central Park, em Nova York, e precisarão da ajuda de um humano para sobreviver.

A motivação de Gargamel para ir atrás deles foi variando com o passar do tempo. Primeiro queria comer os Smurfs, depois descobriu uma fórmula para obter ouro que precisava de pelo menos seis deles como ingrediente, e, como nunca conseguia, decidiu apenas se vingar. Alguns já foram capturados por ele, mas sempre resgatados pelos outros. Gargamel não sabe exatamente a localização da vila dos Smurfs e, nas poucas vezes que encontrou, acabou esquecendo o caminho.

Cada um é chamado por sua característica: Habilidoso (conserta coisas e usa um lápis na orelha), Ranzinza (resmungão, repete “Eu odeio”), Gênio (de óculos), Robusto (tem um coração tatuado no braço), Joca (vive distribuindo presentes explosivos), Preguiça (só dorme), Desastrado (um dos mais legais, tropeça e arruma confusões), Vaidoso (usa flor no chapéu e se olha no espelho o tempo todo), Fominha, Assustado, Fazendeiro, Poeta, Harmonia (músico, toca trompete), entre outros.

Quem os lidera é o Papai Smurf, que usa um gorro vermelho ao invés de branco, como todos os outros. Nos anos 80, o desenho chegou a ser apontado como uma referência ao Comunismo, devido ao modo de vida dos Smurfs – dividem sem brigar tudo o que produzem, não têm classes sociais, vestem o mesmo tipo de roupa (calças e touca branca), exceto o seu líder. Arrumaram até um significado para a palavra que os denomina – nessa teoria, S.M.U.R.F quer dizer Socialist Men Under Red Father/ Homens Socialistas sob o comando do Papai Vermelho (!!!).

Smurfette é a única mulher da vila. Ela foi criada por Gargamel visando atrai-los para uma armadilha. Mas Papai Smurf conseguiu fazer um feitiço e transformá-la em boazinha. Em um dos episódios, o vilão reverte a magia e Smurfette volta a ser má, ficando com o cabelo preto e curto, ao contrário de seu cabelo loiro e longo. E Papai Smurf tem trabalho para trazê-la de volta.

Para o filme, foram criadas várias personagens femininas, o que promete balançar o coração dos Smurfs. A voz de Gargamel no desenho foi feita por Orlando Drummond, mesmo dublador de Scooby Doo e Alf, o E.Teimoso. No longa, ainda não se tem notícia de quem serão os dubladores.

Nas papelarias, já existe uma série de cadernos e materiais com estampa das simpáticas criaturinhas azuis. Como citei no início, a adaptação tem o desafio de matar as saudades de quem viu o desenho e apresentar os personagens a uma geração que não faz ideia de quem sejam. Ficou curioso? Boa parte dos desenhos estão disponíveis no Youtube. Corre lá!





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também