O Planeta TV

O palhaço Bozo!

Por: Jonathan Pereira E-mail para contato: [email protected]

O palhaço Bozo!

Nunca um palhaço fez tanto sucesso na TV brasileira quanto Bozo. O personagem, importado dos Estados Unidos, estreou na Record em 1980, transferindo-se para o SBT logo depois.

De roupa azul e dois tufos de cabelos vermelhos espetados para os lados, a caracterização do Bozo brasileiro era a mesma do original. Seu nome completo por aqui era Bozo Bozoca Nariz de Pipoca, e seus bordões, como “ai, que peninha” caíram na boca da garotada. A atração ficava horas ao vivo, de manhã e à tarde, com brincadeiras no palco e desenhos animados.

Enquanto Xuxa não desembarcava de sua nave na Globo (e mesmo depois), um dos momentos mais aguardados pelas crianças era ouvir “Alô, criançada, o Bozo chegou”, música que iniciava a atração. Para ficar tanto tempo no ar, ele ganhou o reforço de Vovó Mafalda (que mais tarde ganharia um programa solo), Papai Papudo (eternizado com a frase “são cinco e 60”, ao olhar para o relógio) e vários bonecos com os quais conversava.

O palhaço foi criado em 1946 por Alan W. Livingston, que produziu um álbum de discos de histórias infantis (dublador original do Pateta, P. Colvig) e livros ilustrativos. Três anos depois, Bozo foi para a televisão. Larry Harmon, um dos primeiros a interpretar o personagem na TV, comprou os direitos do personagem, transformando-o em uma franquia.

O sucesso fez Larry treinar cerca de 200 atores para o papel, em vários canais locais que exibiam Bozo nos EUA. Mais de 240 estações de TV em 40 países tiveram o programa no ar. A atração fazia merchandising para o McDonald´s, dando origem mais tarde ao personagem Ronald McDonald. Willard Scott, o Bozo da época, largou a fantasia e passou a interpretá-lo.

Nos EUA, Bob Bell encarnou o palhaço por 25 anos. Além de dar origem ao garoto-propaganda do Mc Donald’s, Bozo também foi satirizado no desenho Os Simpsons, através de Krusty, o palhaço.

Antes de chegar à TV brasileira, Bozo foi vivido em terras tupiniquins pelo humorista José Vasconcelos. Em 1954 editora Batuta lançou o gibi do Bozo. Quando o personagem realmente ganhou um programa de auditório, o comediante Wandeko Pipoca foi escolhido pelo próprio Larry Harmon, dono da franquia, para ser o primeiro Bozo nacional.

Logo outros atores tiveram que se revezar na roupa azul para dar conta de tanto trabalho. Entre eles Luís Ricardo (que até hoje é conhecido pelas propagandas do Carnê do Baú) e Arlindo Barreto (envolvido com drogas e atualmente pastor evangélico). O programa chegou a liderar a audiência matinal, fazendo com que a Globo criasse o Xou da Xuxa em 1986.

Vários produtos foram lançados, como discos, brinquedos e shampoo, além de shows pelo país. Os LPs conquistaram 3 discos de ouro, e o programa foi cinco vezes campeão do Troféu Imprensa de melhor infantil, em um tempo no qual a concorrência nesse setor era forte.

Bozo saiu do ar em 1991, com a morte de Décio Roberto. Em julho de 2008, Larry Harmon, que expandiu o personagem para o mundo, morreu aos 83 anos. E em 14 de março de 2009, Alan Livingston foi para outro plano aos 91 anos, mas com a certeza de ter tornado a vida de milhões de crianças pelo planeta mais alegre ao ter criado o palhaço.





Comentários (1) Postar Comentário

Paulo de Paulinia comentou:

Bom dia , sua informação está incompleta , faltou falar sobre os outros personagens que faziam parte da trupe .

Veja também