O Planeta TV

Após briga com Duda, Natanael terá ataque cardíaco fulminante

As fortes emoções de O Outro Lado do Paraíso.

por Redação, em 04/01/2018

Natanael (Juca de Oliveira). Foto: TV Globo

Juca de Oliveira se despedirá de O Outro Lado do Paraíso. A personagem dele, Natanael, morrerá nos próximos capítulos. Tudo acontecerá quando o vilão reencontrar Duda (Gloria Pires) no Tocantins. Ele irá atrás da rival na casa de Clara (Bianca Bin), onde ela estará morando e ameaçará matá-la. Mas Duda não se intimidará:

- Agora reapareci. Terá que aceitar as consequências de tudo o que me fez. Eu estou viva, a identificação dos documentos falsos já está nas mãos da polícia. Minha própria filha me reconheceu no tribunal. A trilha dos documentos falsos vai até o senhor. Eu imagino que muitas outras pessoas no meio do caminho ainda vão reconhecê-lo, apesar do tempo passado.

- Vagabunda. Você sempre foi uma vagabunda. Eu tive ódio de você desde o momento em que pisou em casa, trazida pelo imbecil do meu filho. Casado com umazinha que podia ter por centavos. Tinha ódio quando a via com roupas boas, vivendo bem. Quando viajava. Era injusto, uma mulher que não valia nada ter tudo isso e carregar o nome de minha família. Agora, quer me destruir. Tudo o que construí ao longo de tantos anos, uma vida inteira, toda minha honra, respeitabilidade, crédito, nas suas mãos! Eu não suporto! Não suporto! Eu odeio você. Vagabunda. Vagabunda. Morra - dirá ele, que apontará uma arma.

Henrique (Emilio de Mello) chegará a tempo de impedir que Natanael atire. O pai dele, no entanto, terá um ataque cardíaco fulminante.

Segundo o jornal O Globo, o autor Walcyr Carrasco homenageou Juca de Oliveira no script: “Aqui nos despedimos de Juca de Oliveira, que nos honrou com sua magnífica interpretação”, escreveu.



Comentários (1) Postar Comentário

Mario comentou:

Ninguém comenta. Hoje foi ao ar no viva a cena emblematica da morte da Joana pelas
mãos da Claudia. Novelaço, pena que está acabando. Espero que a vingança da Clara
não morra no meio do caminho, pelas maos de um texto maniqueísta que pode estragar
tudo na metade.


Televisivo respondeu:

Pois é Mario, foi uma cena antológica, eu assisti. "Fera Radical" na reta final ficou eletrizante, foram meses a fios se arrastando em cenas chatas, mas a trama em si é boazinha. Mas Yara Amaral de Joana Surtada, é um show a parte, a cena da sua morte foi de uma loucura, um olhar sombrio, insano, saiu de cena de maneira épica e entrou para a história da Teledramaturgia!


Veja também