O Planeta TV

Looking pode não ser exibida na TV aberta

A série Game of Thrones tomará rumos distintos dos livros.

Por: Fernando Leivas - Contato: [email protected]

Publicidade

Pegando carona na premiação do Oscar, que aconteceu no último domingo, decidi criar o troféu "Eu pago pra ver", que será divulgado em agosto, quando a maioria das séries terá encerrado suas temporadas. Nele irei opinar qual foi a melhor estreia, melhor temporada, melhor ator e etc. Tudo, é claro, na minha visão. Aguardem... Falando em aguardar, os fãs já não aguentam mais esperar pela quinta temporada de Game of Thrones né? Enquanto não chega, vamos ver o trailer.

Gostaria de comentar que a Arya está com um corte de cabelo, nos moldes da Sabrina: Aprendiz de feiticeira, série que fez sucesso entre 1996 a 2003. Brincadeiras à parte, esse trailer me deixou com vontade de voltar a acompanhar a série, que abandonei em meados da segunda temporada. Agora a declaração feita pelo autor George R. R. Martin deixou fãs um pouco intrigados. Ele comentou que, na próxima temporada, vai matar personagens que não morreram nos livros. Oh my God!

Morte Súbita vira minissérie:

Morte Súbita é o primeiro livro adulto da J.K Rowling, autora da saga Harry Potter, mas já aviso: são produtos totalmente distintos. Você que amou os filmes do bruxinho pode detestar a minissérie. Apesar disso acredito que o público de Harry Potter, foi crescendo com os filmes, então se você se acha maduro para acompanhar a série vá em frente.  Foram encomendados 3 episódios. A adaptação de Morte Súbita terá um final diferente do livro. Após uma conversa entre a roteirista e a autora do livro, a notícia sobre finais diferentes foi confirmada. A minissérie estreou dia 15 de fevereiro no Reino Unido, final de abril estreia nos Estados Unidos. No Brasil ainda não tem data para exibição.  Trailer na sequência:

A série Looking:

A série estreou em 2014, e desde então tem sido assunto. Tem gente que gostou e tem gente que odiou. Como disse o Silvio Santos ao anunciar a exibição da novela Lalola, “Um tema nunca abordado antes”. Calma, "Looking" e "Lalola" não têm nada a ver. A série narra à história de três amigos gays, eu diria que a série vem com uma proposta diferente, sabendo se aproveitar de uma já consagrada estrutura e dando uma nova roupagem a ela. Lembra em alguns momentos Sex and The City e Girls (ambas também exibidas pela HBO).

Looking explora o universo gay, da forma mais crua e direta que já vi na TV até o momento, e isso já é um ponto positivo pra série. Oras, se decidiram contar uma história sobre determinado assunto, que ela seja o mais realista possível, e nada completamente superficial como nas novelas da Globo. Outro ponto positivo de Looking passa por não explorar os seus personagens principais do ponto de vista da sua homossexualidade, mas sim do ponto de vista das suas vidas, das suas dúvidas, dos seus medos e receios, alegrias e êxtases. O foco nas trivialidades humanas, ao invés de um show off sem nexo da comunidade gay (que foi eficazmente evitado), permite ao telespectador encontrar algo de si próprio em cada personagem. Empatizar. Rever-se. Agora sobre os protagonistas: o personagem mais cativante é Patrick. Ele faz o estilo mais fechado, mais tímido. Menos cativante é Augustín, sem dúvidas, fazendo a linha mais liberal. Não sei gente, apenas não curti esse personagem. A coadjuvante Doris (amiga de Dom, o terceiro protagonista) me agrada bem mais que Augustín.

A série contém oito episódios na primeira temporada, atualmente está no ar a segunda, não me recordo se serão 8 ou 10 episódios. Não soube se será renovada para uma terceira, espero que sim. Se você é mente aberta, procura algo para entreter-se, um bom roteiro, uma trilha sonora perfeita, recomendo muito essa série. Trailer da primeira temporada:

Por que Looking não seria exibida na TV aberta? Pelo simples fato que é Brasil, meu povo, por mais que as coisas tenham mudado um pouco de uns tempos pra cá, ainda tem muita coisa para acontecer. As emissoras que poderiam exibir a série seriam o SBT ou a Globo, já que o Edir Macedo não aceitaria jamais esse tipo de coisa no canal dele. Mas não crie expectativas, pois o SBT, por exemplo, na novela Sortilégio tinha um casal homossexual, só que na edição transformou o casal gay em um casal de “pegadores”. Se a Globo quisesse exibi-la, logo algum desses deputados evangélicos daria jeito de mandar cancelar a exibição. Por isso, se você gostou da série, procure vê-la pela internet ou pela HBO.

X-tudo das séries:

The Flash entrou em um novo hiato na TV americana, só volta no dia 17 de março, no seu 15º episódio, intitulado de “Out of Time”. O episódio será marcado por grandes revelações.

No dia 19 de fevereiro foi exibido os dois últimos episódios de “Two and a Half Men”. Boatos de um spin-off já circulam por ai. Será? Sobre a aparição de Charlie Sheen, prefiro guardar meus comentários.

Por hoje é só. O que acharam do trailer de Game of Thrones e da minissérie Morte Súbita? Looking deveria ou não ser exibida na TV aberta? No próximo post, estrearei um “quadro” novo: "Lembra dessa série?". É hora de matar a saudade daquelas séries que fizeram história. Também comentarei sobre a série do GNT, "Lili, a Ex". Até a próxima, ótima semana pra vocês.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (1) Postar Comentário

beto comentou:

As mortes em Game of Thrones dão dinamismo a história,mas deixa uma sensação que ao final da série todos morrerão. É tenso isso!!!!


Publicidade

Veja também

Publicidade