O Planeta TV

Com quadros populares, "Show do Tom" empolga as tardes de domingo da Record

por jeferson, em 14/10/2007

Com quadros populares, "Show do Tom" empolga as tardes de domingo da Record

Por um bom tempo, as tardes de domingo se resumiam a Domingão do Faustão, Domingo Legal e futebol. Nesse vácuo entre a falta de criatividade e o excesso de testosterona surgiu o Show do Tom. O programa da Record, que já era exibido nas noites de sábado, ganhou um segundo horário na grade de programação da emissora.
Após o Tudo é Possível de Eliana, Tom Cavalcante e seus companheiros contam piadas, satirizam outros programas e imitam, inclusive, concorrentes como Faustão e Gugu.

Na guerra pela audiência, equipe e direção da casa estão rindo à toa com a vice-liderança. Em alguns momentos, chegam a tirar o primeiro lugar da Globo. Na última edição, a média foi de 10 pontos com 14 de pico. Ótimos resultados que não exigem quase nenhum esforço, já que os quadros não têm um mínimo de cuidado com a produção.

A última invenção do apresentador foi a Rádio Canabrava, comandada pelo já desgastado personagem bêbado que Tom criou quando ainda integrava o elenco da Escolinha do Professor Raimundo, na Globo. Ele é gravado na Praça da Sé, em São Paulo. O lugar é estratégico na capital paulista. Ali a equipe do programa encontra personagens de sobra para participar de um show de calouros improvisado e de outras gracinhas.

Em uma espécie de circo sem lona, as pessoas cantam, dançam e contam histórias. A tática parece funcionar já que, em um programa com aproximadamente uma hora e quinze de duração, o quadro chega a ter mais de 40 minutos. O que demonstra que, na batalha para fisgar a atenção do telespectador, vale até investir no improvisado e simplório.

Ainda há espaço para as imitações que o humorista faz tão bem. Mas pouco. Tomciane Pinheiro, figura que o comediante compôs para parodiar a patricinha Ticiane Pinheiro em Simple Life - Mudando de Vida, fica espremida em meio a outros momentos menos interessantes do programa como o quadro Aerotom, ambientado em uma avião que tem Tiririca como comandante.

Tom Cavalcante consegue se renovar a cada personalidade que imita - bons exemplos são Tompete Justus e Ana Maria Bela, referentes ao empresário Roberto Justus e à apresentadora Ana Maria Braga, respectivamente.

No Show do Tom de domingo, porém, essa sua marca está sendo deixada de lado. Como os humoristas com os quais contracena, que são subutilizados. Tiririca é um ótimo palhaço, no melhor sentido do termo. E Pedro Manso, com o seu Fala Silva, imita Faustão como ninguém.

A Record foi rápida ao perceber que, com a mudança de horário do Pânico, da Rede TV!, poderia fisgar telespectadores órfãos. E os números indicam que a emissora está capturando boa parte deles sem dificuldades. Até a opção pelo estilo de programa parece a mesma. Abrem mão do talento que Tom Cavalcante tem para compor os mais diferentes tipos e investem no popularesco. É mais uma a entrar na disputa do quanto mais tosco melhor

Fonte: TV Press



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade