O Planeta TV

"Dá medo até de sair na rua", diz Eliane Giardini sobre personagem racista

Atriz é uma das vilãs de O Outro Lado do Paraíso.

por Redação, em 03/11/2017

 Nádia (Eliane Giardini) Foto: Divulgação/Globo

Vivendo uma mulher racista em O Outro Lado do Paraíso, Eliane Giardini garante que Nádia mal começou a maltratar Raquel (Erika Januza). "Vem coisas muito piores, por enquanto está só pegando no pé da empregada, aquela coisa básica da falta de educação. A hora que começar a história com o filho (Bruno, papel de Caio Paduan), aí o bicho vai pegar mesmo", disse a atriz, em entrevista ao Vídeo Show.

Ao vivo e direto dos bastidores da novela nos Estúdios Globo, Eliane falou sobre a resposta negativa do público ao racismo e ao machismo. "Acho bom que as pessoas estão tendo essa reação, pior seria se passasse batido, se as pessoas achassem isso normal. Estou celebrando essa indignação, tanto no meu caso como no caso do Gael (Sérgio Guizé), eu estou celebrando as pessoas virem com tanta força para cima. É sinal de que está todo mundo atento e sensível a essa questão", disse ela, que ainda fez um pedido aos telespectadores: "É a primeira vez que eu faço um personagem tão antipático. Só quero que as pessoas não confundam a Nádia com a Eliane, é a única coisa que peço. Dá medo até de sair na rua".


Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!
Publicidade

Veja também

Publicidade