O Planeta TV

Em dez anos, Domingo Legal perde metade do público

Celso Portiolli é o atual apresentador.

por Redação, em 01/04/2018

Celso Portiolli. Foto: Divulgação/SBT

Há 25 anos no ar, o Domingo Legal não vive um bom momento. Atualmente, comandado por Celso Portiolli, a atração ocupa o terceiro lugar no ranking do Ibope, com média de 5,3 pontos (entre janeiro e março), segundo dados apurados pelo Ibope na Grande São Paulo. 

Segundo informações do jornalista Ricardo Feltrin, do UOL, trata-se de menor índice de ibope desde a estreia do programa em 1993, então com Gugu Liberato. O Domingo Legal perdeu, nos últimos dez anos, quase metade (46%) de sua audiência em pontos e em participação no universo de TVs ligadas (share).

Entre 2003 e 2008, o dominical oscilava entre 12 e 18 pontos e tinha até 32% de share. Desde 2016, acumula média de 5,6% e 11% de share



Publicidade

Comentários (3) Postar Comentário

Lilo Lipe comentou:

Mesma balela de sempre hein?
Quantas vezes a gente precisa escrever de que há 10 anos a grande maioria só tinha como opção de diversão EM CASA a televisão?
Hoje, existe muuuuuuuuuita opção. E o DL parou no tempo e no espaço.
Vive de convidar subcelebridades para as suas atrações.
Na outra ponta, Geraldo Luis que vem perdendo espaço também vive das desgraças alheias sempre com atrações pra lá de caquéticas. Tem desgraça, a Síndrome dos G's ataca (ou Geraldo Luis ou Gugu Liberato).
Depois vivem reclamando de que a Globo arrebenta na audiência.
Enquanto não apresentarem algo DECENTE, a audiência continuará em índices pífios.

Federico Rivera comentou:

Celso Portiolli é muito ruim,pelo menos pro Domingo Legal ele é péssimo,aquela risada forçada dele,e os quadros na mesmice.Torta na cara é algo que de vez em quando é legal,mas ultimamente era todo domingo crianças das novelas la competindo.Eu acho que ele poderia ter outro tipo de programa,aliás de preferência que não fosse o Domingo Legal, que era um formato muito a cara do Gugu.

Geraldo comentou:

Acho que o Celso deveria "namorar" a Band, que está buscando se posicionar na concorrência. O SBT padece da condição que assumiu de empresa familiar: Iris e Prole. Até eu que sou da geração de Domingo ser Silvio Santos o dia todo, tentei assistir como alternativa ao Fantástico mas está muito decadente: ou são quadros para adivinhar preços ou pegadinhas nas ruas, bem sem graça, fazendo chacota sobre "freiras" ou com idosos!

Veja também

Publicidade