O Planeta TV

Corinthians é o time que dá mais resultados para a Globo em termos de audiência

Emissora comemora bons resultados em 2015.

por Redação, em 03/12/2015

Se por um lado as transmissões da Fórmula 1 decepcionam, as do Futebol animam e empolgam os dirigentes e donos de emissoras de TV.

Neste ano, mesmo com o resultado antecipado do vencedor do Campeonato Brasileiro, a TV Globo estancou a queda de audiência. A média de ibope de todas as partidas do Brasileirão, em 2015, foi de 18,1 pontos. Mais do que os 16,7 pontos obtidos no ano passado, os 17 pontos em 2013, ou os 17,2 pontos em 2012.

O Corinthians, o atual campeão brasileiro, é o time que mais traz resultados para a Globo em termos de audiência. Em 2011, quando também levantou a taça, o clube garantiu à emissora uma média anual de 21,1 pontos.

Em tempo:

A final da Copa do Brasil, transmitida na noite desta quarta (02/12), rendeu ótimos índices na TV aberta. A Globo marcou 32 pontos; enquanto a Band alcançou 7. Cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo.

O Palmeiras se tornou campeão da Copa do Brasil de 2015 ao vencer o rival por duas vezes em partida disputada: 2 a 1 no tempo normal e 4 a 3 nos pênaltis. 



Publicidade

Comentários (5) Postar Comentário

Lucas comentou:

É o país do futebol né!?

Denilson Heiluir comentou:

Corinthians torbinando o ibope da globo

gugustavo comentou:

Quem liga levante a mão ?? O que esperar do povo Brasileiro que ficam horas e horas em frente a televisão assistindo jogo, o que esperar de pessoas que brigam entre sim para saber quem é melhor? o que esperar de pessoas que matam por clubes de futebol? o que esperar dessa gente que sempre o seu é melhor ? Realmente esperar por essas pessoas, a unica que terá resultados é a globo, enquanto isso, assistimo nosso Pais a cada dia piorar, esperando que algum governante tenha pena de nós.

Me julguem.

Gean Silva comentou:

Por isso que a Globo dá grana a esse time(Coisa que fez em meados desse ano) e não deixa esse time corrupto falir. O Corinthians a partir do meio do Brasileirão só voltou a ser o que ele era no inicio do ano. Ai me expliquem: Porque a queda Corintiana(queda que contribuiu pra um vexame histórico{Guaraní}) em Abril(quando caiu de produção e foi eliminado pelo Palmeiras) e Maio(quando deu um vexame histórico pra um inexpressivo time paraguaio e parecia que brigaria pra não cair no Brasileirão)? E porque a partir de Junho o time foi se recuperando até voltar ao normal? Porque em Abril e Maio o time estava sem receber e a Globobo vendo que precisava do sucesso do seu queridinho pra ter audiência(e principalmente pra fazer jus aquela abertura ridícula do Brasileirão, pois o escudo Gambá era o último a aparecer e notava-se ali, o plano da emissora em fazer seu queridinho Campeão), a Globobo simplesmente deu dinheiro a seu timinho queridinho. Os salários atrasados acabaram. O time voltou ao normal. E o resultado tá aí: Corinthians Campeão Brasileiro graças ao dinheiro da Globo. Sem o dinheiro da Globo teria brigado pra não cair, pois ninguém ia jogar jogo a jogo pra vencer, sem receber! E a Globo deu dinheiro sabendo que o time tinha potencial, e que com os jogadores recebendo, o time voltaria a ser competitivo e disputaria o título. Porque se fosse um time merda, não sei se a Globo faria caridade não. Mas vamos ver, até quando a Globo vai suportar gastar grana com o Corinthians e até quando o Corinthians vai viver encostado no dinheiro da Globo. Pois o time tem seríssimas dívidas!


gugustavo respondeu:

Você não tem nada pra fazer da vida não cara?



Lucas respondeu:

Tava demorando para aparecer um palhaço clubista. Falou um monte de merdas por puro achismo e dor de cotovelo.


Rogério Vieira comentou:

Eu já não colaboro com projetos como Criança Esperança da Globo porque arrisca este dinheiro ir para Corinthians e Flamengo. Prefiro doar para o teleton ou projetos da minha comunidade. Estas notas que são divulgadas servem apenas para justificar a montanha de dinheiro que dão para estes clubes. Depois pedem dinheiro para o povo para projetos sociais.

Veja também

Publicidade