O Planeta TV

A nova (velha) programação

Por: Nelson Gonçalves Junior E-mail para contato: [email protected]

A nova (velha) programação

Após o “Domingão do Faustão” premiar os melhores artistas globais do ano e o encerramento do Big Brother Brasil, todo mundo já sabe: a nova programação da Rede Globo vem aí!

E é impossível não criar uma expectativa, afinal a emissora carioca é a única que sabe explorar o impacto de se lançar toda uma nova grade de uma só vez. Enquanto as concorrentes estreiam programas o ano todo, às vezes até do dia para a noite, a Plim Plim marca uma data e trás todas as novidades como um cartão de visitas ao telespectador.

Obviamente isso ajuda, e muito, o fato de que sua liderança na televisão brasileira é inabalável. Planejamento continua sendo a melhor forma de se conquistar pontos no Ibope.

O problema desta “nova” programação da Globo é que ela soa absolutamente velha. Retorno dos programas já consagrados, um ou outro jornalístico escondido sem receber grande importância e uma avalanche de sitcoms. Ai fica a dúvida:

Porque limitar as ousadias apenas aos seriados?

É louvável este investimento feito em séries de comédia, que rendem ótimos frutos pelo mundo e nunca foram bem explorados por aqui, agora não poderíamos ir mais além?

O conservadorismo global está enraizado na cultura de seus diretores e isto não trará grandes complicações enquanto a concorrência continuar incompetente e perdida com atitudes desastradas. Entretanto isto não vai durar para sempre.

Vai entender...

Precisa avisar a Record que os Jogos de Inverno deram Ibope devido a uma cobertura bem planejada e previamente divulgada. Não adianta comprar eventos, como o Mundial de Ginástica e os Jogos Sul-americanos, num dia para exibir no seguinte, e achar que os resultados serão fantásticos.

Camisa Dez

Morreu Armando Nogueira. Um gênio, mestre do jornalismo, eterno camisa dez da crônica esportiva brasileira.




Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também