O Planeta TV

Serginho Groisman comenta sucesso do "Altas Horas"

por jeferson, em 17/10/2007

Livre das pressões de audiência que infernizam a vida da maioria dos apresentadores brasileiros, Serginho Groisman segue no comando das madrugadas. Tendo, em média, 7 pontos de audiência média, número considerado excelente para a madrugada, o apresentador mostra desconforto com as alterações no horário de início do programa, dependendo da programação da TV Globo.
» 'Altas Horas' comemora sete anos com homenagem a Tim Maia

"A gente nunca perdeu para a concorrência, mas se existe uma luta é para ajustar melhor esse horário. O programa é prioridade sim, mas não vão encurtar uma novela por causa do Altas Horas", disse ele.

Novelas, Big Brother Brasil e Fórmula 1 são algumas das atrações que acabam empurrando o horário de entrada do Altas Horas. Segundo ele, às vezes o programa começa por volta das 2h30. Nesses dias, a audiência cai para aproximadamente 8 pontos de média.

A explicação para os bons números, segundo o apresentador, está na condição financeira do povo brasileiro.

"A diversão mais barata do brasileiro é a televisão. É errado acharem que as pessoas voltam da balada e assistem ao programa. Isso é apenas uma parcela. A grande maioria está assistindo à televisão porque não tem dinheiro", afirmou.

Quanto a uma possível mudança de horário, Groisman disse que prefere continuar nas madrugadas. Logo na estréia, o programa iria ao ar no horário de Malhação, mas a idéia acabou sendo refutada pelo apresentador, que não queria fazer um programa de apenas meia hora, mesmo que diário.

A idéia inicial era fazer o programa de quatro horas ao vivo. "Essa, claro, era uma idéia de jerico", brincou.



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade