O Planeta TV

Saiba mais sobre "Cinquentinha" a série de Aguinaldo Silva, que estreia em outubro

por fabiodias, em 29/08/2009

Saiba mais sobre "Cinquentinha" a série de Aguinaldo Silva, que estreia em outubro

O porque do nome segundo o autor Aguinaldo Silva em seu blog:

Porque uma delas ficará com 50% de uma fortuna, e porque as três têm em comum, além do mesmo ex-marido, a data limite dos 50 anos para suas respectivas idades: nenhuma delas aparenta ter mais do que isso, nem se comporta como tal. São lindas, são gostosas, são ativíssimas... E serão eternas!

O tom do seriado é de altíssima comédia, mas não se iludam: nele Maria Elisa Berredo e eu voltamos a abordar o tema que pra mim é o mais obsessivo: a importância dos valores familiares, e a necessidade de preservar essa instituição sem a qual já teríamos todos voltados à selva: a família.

Cinquentinha foi definido por Aguinaldo Silva como "um seriado sobre mulheres que se recusam a envelhecer".


Um resumo da sinopse:

Um multimilionário à beira da morte deixa em testamento uma espécie de missão impossível para suas três ex-mulheres: inimigas figadais, elas terão que se juntar para administrar seus negócios em crise e fazê-los prosperar de novo.

Num prazo de um ano, a que se sair melhor nas tarefas pré-estabelecidas ficará com 50% de sua herança, já que os outros 50% serão divididos entre os três filhos que o multimilionário teve com cada uma delas.

Quem vai julgar o desempenho de cada uma? O melhor amigo dele, que é também seu advogado e testamenteiro, o homem com quem, nesse ano de “trabalho forçado”, as três se verão envolvidas.

Quem são as “competidoras”?

LARA ROMERO, grande atriz de carreira atribulada, uma diva das novelas de tevê que riscou de uma vez por todas do seu dicionário a palavra decadência;

MARINA SANTORO, fotógrafa de grande prestígio, apanhada no meio de uma crise que, pelo menos por uma noite, a fez ficar indecisa entre “rapazes” e “moças”;

E REJANE BATISTA, egressa da chamada geração flower power, que vê sua rebeldia dos anos 70 se voltar contra ela na figura ainda mais rebelde da sua incontrolável neta.

Todas mulheres cuja idade passou dos 50 e chegou não se sabe onde, pois elas não dizem quantos anos têm nem mortas!

Mesmo se odiando elas terão que se unir para enfrentar o desafio imposto pelo ex-marido comum.

O que ainda não sabem é que há uma quarta mulher: LOURDINHA BERGANTI, mãe do quarto filho do milionário, embora este detalhe até ele desconheça. Mas esta só vai se revelar, e reivindicar seus direitos, na hora certa.


Elenco e seus personagens

Susana Vieira é Lara Romero. Thaís de Campos é Celina, sua filha e secretária particular, e Monique Alfradique é Bárbara, sua neta, que namora o pitboy Bruno (Daniel Ávila).

Lara tem um caso secretíssimo com Édson, seu motorista (ator ainda não escolhido); e uma terrível inimiga na jornalista fifi Eliete Queiroz (Paula Crosara), que faz tudo para descobrir e divulgar sua verdadeira idade.

Marília Gabriela é Mariana Santoro. Danielle Winitz é sua filha Becky, uma veterinária, ex-mulher de João Alfredo (André Garolli), com quem teve um filho, Gabriel (João Pedro Zappa). O melhor amigo deste, Eduardo (Rafael Cardoso), tem 20 anos e um caso secreto com Mariana, que prefere sempre namorados muito jovens e a certa altura atrairá também outro amigo do neto: Sávio (Ítalo Guerra), 21 anos.

O problema é que Mariana, além de dos namorados jovens, vai chamar a atenção de Leila Fratelli, uma jornalista bissexual vivida por Ângela Vieira que passará a assediá-la.

Marília Pêra é Rejane Batista, uma “hippie tardia” e adepta fiel de todas as práticas alternativas de vida. A única que foi casada de papel passado com Daniel Lopes de Carvalho, ela teve um filho, Daniel Júnior (Bruno Garcia), que é viúvo, trabalha numa plataforma de petróleo, e namora Fátima (Daniela Valente).

A filha de Daniel Júnior e neta de Rejane, Vanessa (Tatyane Goulart) é apaixonada por um rapaz chamado Olhão (Fabrício Santiago), que mora na favela e trabalha para o tráfico. A certa altura ela vai viver com ele no morro, para horror de todos, inclusive da empregada de Daniel Jr, Janaina (Zezé Motta), que também mora lá e não gosta da vida que leva.

Betty Lago será Lourdinha Berganti, a quarta cinquentinha, seu filho será um vilão gay interpretado por Pierre Baitelli.

O ator que viverá Daniel Lopes de Carvalho, o patriarca dessa família (participação especial, pois morre no primeiro episódio e aparece em flash-backs no segundo e no quarto), será José Wilker. Cabe a seu maior amigo, advogado e testamenteiro, Joaquim Coutinho (Luiz Mello) manter sob controle as Cinquentinhas, que estão quase sempre à beira de um ataque de nervos.

Além de Joaquim, outro amigo de Daniel, o dr. Júlio Catão terá importante participação na história, pois será objeto da cobiça das três senhoras e suas filhas.

Além do ex-marido, elas têm em comum um ex-amante e agora grande amigo de todas as horas, o roteirista de cinema e tevê Claus Martinez (Dalton Vigh). Este tem um forte e secreto elo de ligação com Celina e Bárbara, a filha e a neta de Lara. De acordo com Wolf Maya, diretor de núcleo de Cinquentinhas, "Claus vai representar o homem perfeito que as mulheres procuram, foi amante e amigo, é o homem ideal".

- As meninas estão tão jovens que arrumei um ator bem jovem para ser amante delas - brinca Wolf

Na casa de Daniel Sênior, onde as três vão morar a certa altura, trabalham Batista, o mordomo, a quem o patrão chamava de “James”,e a empregada Leontina (atores ainda não escolhidos).

Já Eliete Queiroz, a jornalista, tem um fiel aliado em “Papa” André Dale), o paparazzi que a acompanha em suas missões quase impossíveis.

A trama também dá um importante espaço para o conflito de gerações. Os filhos dessas fortes mulheres se infantilizam e elas acabam por anulá-los; já os netos irão contestá-las. Neste clima de rebeldia, Aguinaldo pretende abordar as diferenças comportamentais do ser humano. O autor quer chamar atenção de que é preciso ser atuante e não parar no tempo nunca.

- O ser humano não tem prazo de validade. É um seriado sobre mulheres que se recusam a envelhecer, que continuam sendo ativas. Isso envolve não só tratamento de beleza, mas também uma atitude positiva diante da vida. É um seriado sobre este tipo de mulher e sobre a família que está por trás dela. Sobre pessoas que têm uma atitude moderna e revolucionária em relação à vida: as pioneiras de uma atitude que, em breve, poderemos reconhecer em cada esquina. Aborda várias gerações.


A estreia

A estreia está prevista para outubro, toda sexta depois do Globo Repórter, a série terá em sua primeira temporada oito episódios.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também