O Planeta TV

Viva a Diferença: Galpão vira ponto de encontro de jovens

por Redação, em 14/04/2020

Quem assistiu 'Malhação: Viva a Diferença' sabe que o galpão atrás da lanchonete de Roney (Lucio Mauro Filho) vira ponto de encontro das "five" e palco de diversas manifestações culturais, todas nomeadas como "baladas", que é sinônimo para festa, noitada, show, etc. Localizada entre a escola pública e a particular, o lugar é antigo e atrai poucos clientes. É lá que as cinco meninas decidem fazer a Balada do Bebê, que vai ao ar ao longo desta semana.

Promovida pelas amigas para ajudar Keyla (Gabriela Medvedovski) a arrecadar fraldas e outros produtos para o filho, a Balada do Bebê quase não acontece por causa de um boato que se espalha na internet e faz com que a vigilância sanitária feche o estabelecimento.

Diante do impasse, as cinco meninas se juntam e com a ajuda de um mutirão das duas escolas, conseguem reformar o local. “O galpão se torna um ponto de encontro dos jovens dos dois colégios, um lugar utópico onde as classes se misturam”, explica o autor Cao Hamburger. É ali que muitas dessas atividades encabeçadas pelos jovens vão se desenvolver. “É o lugar onde eles promoverão encontros e produzirão o que o talento de cada um é capaz de realizar em termos de manifestação cultural”, complementa o diretor artístico Paulo Silvestrini.

Foto: João Miguel Júnior/TV Globo

Para Daphne Bozaski, que dá vida a encantadora Benê, o galpão, por estar exatamente entre as duas escolas, é um ponto de encontro para todos os personagens. "É um lugar muito importante para trama, pois tudo pode acontecer por lá. Os personagens se encontram, trocam experiências, brigam, festejam... Lá eles mostram que as diferenças étnicas, sociais, culturais de cada um pode acrescentar e influenciar o outro", relembra a atriz.

O grupo de alunos que revitalizou a lanchonete de Roney encontrou um lugar careta e tradicional. Foi reutilizando e rearrumando objetos que juntos conseguiram dar um novo ar ao ambiente. "É quase uma coisa arqueológica. Empilhamos uns pallets num canto, usamos barril com bacia e torneira na parede para a pia, pegamos uma banheira e cortamos no meio para virar poltrona. É dar um novo uso para peças inutilizadas. São Paulo tem muitas dessas intervenções”, explica o cenógrafo Alexis Pabliano.

‘Malhação: Viva a Diferença’ tem autoria de Cao Hamburger e direção artística de Paulo Silvestrini e vai ao ar logo após o ‘Vale a Pena Ver de Novo’.



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade