O Planeta TV

Profissão Repórter: Programa mostra riscos do acesso à internet na infância

Jornalístico da Globo também abordará os riscos na adolescência.

por Redação, em 28/11/2018

Segundo dados do Comitê Gestor da Internet no Brasil, 24 milhões de crianças e adolescentes têm acesso à internet no país, e 77% deles assistem a vídeos online. Se por um lado a internet pode ser encarada como uma inovação tecnológica extremamente positiva, capaz de democratizar informações, dentre muitas vantagens, por outro, o fato de se estar conectado também aponta alguns perigos, principalmente no que diz respeito ao uso da ferramenta durante as primeiras fases da vida. Neste contexto, o ‘Profissão Repórter’ desta quarta-feira, dia 28, apresenta alguns dos riscos aos quais crianças e adolescentes com acesso à rede estão sujeitos.

O repórter Julio Molica se encarrega de conhecer e mostrar o trabalho desenvolvido pelo Instituto Dimicuida, criado para alertar sobre brincadeiras perigosas que circulam pela web. Segundo um levantamento do Instituto, 20 crianças e adolescentes morreram nos último cinco anos no Brasil, vítimas de desafios propostos por vídeos contendo essas supostas “brincadeiras”. Molica vai em busca de famílias que passaram por essa tragédia para construir sua reportagem.

O assunto também é abordado a partir da apuração da repórter Alana de Oliveira, que apresenta o tema cyber bullying, ou seja, ofensas e intimidações postadas nas redes. No ano passado, por exemplo, o problema figurou em primeiro lugar entre as denúncias recebidas pela ONG Safernet – referência no enfrentamento aos crimes e violações aos Direitos Humanos na internet. Para além de mapear e apresentar dados que mostram a gravidade da situação, Alana também conversa com adolescentes que tiveram fotos íntimas divulgadas na rede, que falam sobre o trauma vivido após a exposição.

Danielle Zampollo aborda o tema do programa sob outro ângulo. Ela mostra como o uso da internet pode se tornar um vício e, ainda, como esta dependência pode começar durante a infância. É assim que a jornalista conhece a história do adolescente Gustavo Fontes, que passou a jogar 14 horas de videogame por dia, chegando a faltar aulas na escola por isso. 

O ‘Profissão Repórter’ vai ao ar às quartas-feiras, depois do ‘Futebol 2018’.



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade