O Planeta TV

Maria Adelaide Amaral é a entrevistada do Ofício em Cena

Ela é responsável pela autoria de A Lei do Amor.

por Redação, em 16/05/2016

Foto:  Globo/João Cotta

Bianca Ramoneda recebe no auditório do ‘Ofício em Cena’ da próxima terça-feira, dia 17,a autora Maria Adelaide Amaral, que vai assinar a próxima novela das nove da Globo. Com 26 anos de carreira na TV e 70 de vida, Maria Adelaide diz que aprendeu na TV a ter humildade e a trabalhar com um tipo diferente de liberdade na escrita. Ganhadora de prêmios importantes na literatura e no teatro, como o Jabuti, teve que reaprender a escrever quando entrou para a televisão, já que o gênero é bem diferente do que ela estava acostumada. “Teledramaturgia é outra coisa”, resume.

Autora de minisséries históricas e literárias, como ‘Os Maias’, ‘A Casa das Sete Mulheres’, ‘Dalva e Herivelto’ e ‘JK’, além de muitas novelas, Maria Adelaide estreou na Globo com um convite de Cassiano Gabus Mendes para escrever com ele a novela ‘Meu Bem, Meu Mal’, em 1990, depois de ver algumas peças de sua autoria no teatro. “O Cassiano me dava uma liberdade incrível porque ele não trabalhava com escaleta. Mas quando comecei a trabalhar com o Silvio de Abreu, em ‘Deus nos Acuda’, foi que aprendi o que era trabalhar com essa ferramenta. A primeira sensação que tive foi: estou engessada! Ledo engano. Porque com isso o autor tem o produto na mão e o controle absoluto sobre cada etapa. Com ela, ele pode não apenas criar, como melhorar o que já está bom”, explica a autora que levou uma escaleta impressa da próxima novela das nove, que já está escrevendo com Vincent Villari, para mostrar na entrevista.

Apesar de bem mais jovem que Maria Adelaide, Vincent construiu com ela uma parceria consistente. Juntos escreveram o remake de ‘Anjo Mau’, ‘A Muralha’, ‘Os Maias’, ‘A Casa das Sete Mulheres’, ‘Tititi’ e ‘Sangue Bom’. “Gosto muito de ter jovens na minha equipe porque eles sabem de coisas que eu não sei. Além de ser um grande parceiro, a função do Vincent é trazer a rua para o escritório”, pondera. Ela também confessa que não gosta de assistir às gravações, mas adora participar da edição, parte do processo que permite uma possibilidade de reescrita. “A edição é uma forma de tirar o que não está bom e realmente pegar o melhor da cena”, explica.

A entrevista da autora Maria Adelaide Amaral ao ‘Ofício em Cena’ vai ao ar na próxima terça-feira, dia 17, às 23h30, na GloboNews.



Publicidade

Comentários (3) Postar Comentário

Vitor Silva comentou:

Ótima autora,pena que a novela dela só vai estreia no fim do ano ,até lá o povo tem que engolir velho Chico, tudo porque a novela da Maria vai ter tema político se tivesse no ar hoje iria acabar pegando época de eleição e na democracia brasileiro só pode falar em política em mês de eleição nos debates e nos programas dos candidatos no horário obrigatório


Elis respondeu:

Pois é ,essa velho chico tá um saco..Ninguém ta aguentando o público merece uma novela dígna no seu horário nobre. amo a Maria Adelaide Amaral suas Miniséries sao obras de arte


paula comentou:

pois é essa novela ta um lixo. nem parece que o mesmo autor escreveu novelas tao boas antigamente como terra nostra 1999 esperança 2002 o rei do gado 1996 pantanal 1990 cabocla 2004 renascer 1993 e muitas outras agora escreve esse noveleco sem noçao AFFFF

Augusto costa comentou:

Ai que saudade das novelas que nos davam água na boca , agora só no canal viva .a globo ta destruindo sua audiencia com esses fracassos sem cultura e sem narrativa , novelas bobas e com conteúdos vazios eu nao perco meu tempo com essas novelinhas sem graça de hoje, só vejo Anjo Mal... ótima novela de maria adelaide amaral ,tempo bom 1997 em que a globo era original em suas tramas ..Que Saudade

Veja também

Publicidade