O Planeta TV

Globo muda grade às pressas para cobertura de atentados em Paris

Enquanto JN é criticado, emissora recebe elogios por cobertura do JG sobre acontecimentos.

por Redação, em 14/11/2015
Publicidade

Foto: Reprodução/TV Globo

Com os atentados terroristas que aconteceram na noite da última sexta-feira, 13, em Paris, capital francesa, a Globo alterou sua grade de programação para realizar a cobertura dos acontecimentos na Europa. A emissora chegou a ser criticada por internautas nas redes sociais, quando optou por exibir reportagens sem o apelo do factual durante o Jornal Nacional, exibido no momento de maior tensão em Paris.

Considerando a grade que segue o horário de Brasília, flashes e boletins foram realizados pela Globo durante A Regra do Jogo e durante a partida entre Brasil e Argentina pelas eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia. A partir da meia-noite, a equipe de jornalismo de São Paulo começou a exibir um especial no Jornal da Globo, comandado por William Waack, que foi elogiado nas redes sociais pela cobertura realizada no jornalístico. Waack e os correspondentes Jorge Pontual, de Nova York, e Roberto Kovalick, de Londres, centralizaram o debate em torno dos acontecimentos na França e o JG ainda recebeu um convidado para debater o terrorismo no mundo. Com o JG com maior duração, a série Lista Negra foi cancelada.

Renata Capucci em edição especial do Hora Um (Foto: Reprodução/TV Globo)

Ao finalizar o telejornal, por volta de 1h15, Waack ressaltou que a Globo faria uma edição especial do Hora 1 e que o Jornal Hoje começaria dez minutos mais cedo. Na manhã deste sábado, 14, o H1 foi exibido pela emissora com a apresentação de Renata Capucci. Na atração, Carolina Cimenti, repórter da GloboNews, e Liz Vere, produtora da Globo em Paris, foram acionadas ao vivo, assim como a correspondente em Londres Cecília Malan.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (5) Postar Comentário

pedro comentou:

E a cobertura sobre o dano ambiental na cidade de Mariana ninguém fala muito, não é mesmo?
Eu tenho nojo de toda essa comoção seletiva. Claro que o que ocorreu em Paris foi lamentável, mas não anula o direito de se mostrar o que acontece no Brasil também.

carlos motte comentou:

Noticia vive de momento e se algo de grande proporção acontece vira destaque. Sobre a cobertura parabéns ao JG foi boa mesmo.

Thiago Moreno comentou:

que BESTEIRA esse povo querendo COMPARAR TRAGEDIAS, dizendo o que cada um tem que "chorar", serio os humanos cada vez me dão mais NOJO!!! São perdas, os atentados são coisas graves podem acontecer em qualquer lugar do mundo e a tragedia em Mariana não vai ser esquecida pois tem muita gente envolvida, ha espaço pra tudo, agora dizer o que cada um tem q sentir e ainda obrigar as pessoas a "chorar" por uma ou outra tragedia isso é ridiculo e repugnante e só demonstra a que nivel as pessoas estão chegando!!

Francisco Othon comentou:

Isso é show de Sensacionalismo..

alex comentou:

O William Waack é um péssimo apresentador, que cara chato!


Publicidade

Veja também

Publicidade