O Planeta TV

Jeitão de sucesso

Por: Nelson Gonçalves Junior E-mail para contato: [email protected]

Jeitão de sucesso

“Negócio da China” empolgou. Só o fato de não ser uma novela de época no horário das 18 horas já seria motivo de comemoração. Mas depois da estréia, fica o registro de que a trama tem todos os ingredientes necessários de um sucesso.

Primeiramente Miguel Falabella nos mostra que não é apenas um grande ator. Como escritor, nos brinda com um roteiro muito bem escrito e amarrado. A história é interessante, não tem nada de inovador, mas prende o telespectador. Consegue reunir doses de romance, aventura e humor, sem que nenhum seja escrachado ou exagerado.

Estas características podem atrair o público mais jovem, que abandonou totalmente a televisão no horário, só que sem deixar de agradar os adultos. Ou seja, uma “novela família”, fórmula ideal para esta faixa da grade de programação. E que pode ajudar a recuperar os índices de audiência que desabam a cada novo folhetim das 6, desde “Alma Gêmea”, em 2005.

Elogios também para a trilha sonora. Foi muito bem escolhida e é de extremo bom gosto. A abertura da novela também merece um comentário, já que envolve os próprios personagens, o que dá um ar de seriado ao folhetim.

As primeiras seqüências de ação mostraram um capricho elogiável. Aliás, depois de tantas cenas de luta lamentáveis em “Mutantes” da TV Record, já tínhamos a sensação e que a televisão brasileira não era capaz de gravar este tipo de cena. Felizmente, “Negócio da China” parece que nos fará mudar de idéia...

Irmãos
“Brothers” dos irmãos Supla e João Suplicy é uma grata surpresa no início das noites de sábado da RedeTV. Sem grandes pretensões ou verbas, o programa é leve, descontraído, e com algumas boas idéias. Ponto negativo para o excesso de closes nas nádegas das assistentes de palco e no pouco bom gosto no quadro estilo Tiazinha, intitulado “Mulher Macabra”.

Mas destaque para dois quadros de entrevistas de rua muito criativos: o do Repórter Mirim e, principalmente, o Repórter Rapper que entrevista pessoas fazendo rimas com temas que foram notícia na semana.

Também é interessante a idéia dos Suplicys cantarem ao longo do programa, Traz um dinamismo diferente para este tipo de atração. Boa opção para o horário.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também