O Planeta TV

Gilberto Braga quebra o silêncio e fala de Babilônia

Autor comenta o boicote ao casal formado por Fernanda Montenegro e Nathália Timberg.

por Sergio Gustavo, em 05/05/2015
Publicidade

Gilberto Braga, um dos autores de Babilônia (Foto: Fábio Rocha/TV Globo)

Babilônia tem três autores, além de sete colaboradores, mas é inegável que o nome de Gilberto Braga é o mais célebre. Responsável por sucessos como Dancin'Days (1978) e Celebridade (2003), Gilberto já é acostumado a enfrentar crises em suas novelas. Muito antes de Babilônia, Brilhante (1981) e O Dono do Mundo (1991) deram mais trabalho do que o autor esperava. Ricardo Linhares tem respondido à imprensa desde a estreia de Babilônia, mas Gilberto, enfim, resolveu se pronunciar ao suplemento carioca da Revista VEJA. 

“O espectador não está preparado para ver carinhos físicos entre pessoas do mesmo sexo”, comentou o autor, referindo-se ao tão comentado beijo protagonizado por Fernanda Montenegro e Nathália Timberg. Segundo Braga, no entanto, essa não é a razão da queda de audiência que acometeu a novela. “Fizemos uma pesquisa sobre isso e tenho o parecer em mãos, mas é sigiloso”, encerrou ele. 

Desde a semana passada Babilônia vem recuperando aos poucos do público perdido, tendo se aproximado dos 30 pontos no capítulo desta segunda-feira, 4.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (8) Postar Comentário

Joelma comentou:

Alto Astral tem entregado uma audiência alta para o JN que está conseguindo segurar bonito e entregar para babilônia. Como babilônia recebeu uma audiencia alta do JN nesses últimos capítulos ela conseguiu subir 1, 2 e raríssimas vezes 3 pontos acima do jornal, nada além disso, sendo que o normal seria subir uns 10 pontos.
Só saberemos que as mudanças deram um bom resultado, quando acabar Alto Astral. pode ser que esses 27 de média atual volte para os 25.
A meta de 35 só vale para Favela chic, pois ninguém realmente apostaria dinheiro que babilônia consiga atingir de fato.

JUSSARA comentou:

Onde foi parar Gilberto o brilhantismo do texto da excepcional Água Viva? Não sobrou nada??


Pedro Spósito respondeu:

psé ... cd o gilberto da fantástica Iolanda?


Mario comentou:

É preocupante a situação da Globo no horário nobre. Semana que vem, com o fim de Alto Astral devem cair as audiências do Jornal Nacional, e por tabela, a de Babilônia. Mesmo que a próxima novela tenha bom ibope, não vai, de cara, repetir a audiência de Alto Astral na reta final.
A Globo, acredito eu, deve mesmo antecipar a nova novela das nove, agora “Regra do Jogo”, para que não ocorra uma sangria maior no horário principal da TV brasileira.

Vicente comentou:

O texto do Gilberto Braga continua impecável, o que mudou foi que os assuntos abordados em suas novelas se tornaram mais escancarados (sinal dos tempos?). Antes eram feitos com uma classe e uma sutileza que se tornaram marcas registradas do autor naquela época.


Fábio Cézar respondeu:

Acredito que a ousadia do Gilberto Braga, e seu lado visionário, a frente do nosso tempo continua, ainda é, sem dúvidas um dos autores mais corajosos; mas nem de longe os diálogos tem a profundidade, elegância e o impacto que tinham nas suas novelas clássicas ( Água Viva, Corpo a Corpo e Vale Tudo), até mesmo Celebridade teve seus momentos. Pegue um capítulo mais profundo de Babilônia e compare com algum capítulo de uma novela clássica e você vai perceber que muita coisa si perdeu, aqueles diálogos continuavam na cabeça mesmo quando acabava o capítulo, o texto tinha muita força, infelizmente não é o que si tem hoje!


BE comentou:

Amigo Àgua Viva foi uma novela escrita sob os olhos da censura, em certo momento da trama a Vila Lourdes Mesquita (Beatriz Segall) iria maltratar a orfã Maria Helena (Isabela Garcia), a censura interviu e fez a vilã tratar bem a menor, a novela Brilhante do Gilberto Braga não pode tocar no assunto homossexualismo, não pode ser retratado, sofreu rejeição e outra novela dele Louco Amor não foi um sucesso. Todas que ele escreveu nos anos 90 foram fracassos de audiencia (O Dono do Mundo, Pátria Minha e Força de Um Desejo), em 1989 a censura acabou e a Globo exibia em horário nobre na abertura da novela Tieta a modelo Isadora Ribeiro nua as 20h30. O autor só teve sua grande volta em 2003 com Celebridade a novela foi aceita de cara mas muito criticada pelo conteúdo sexual (Déborah Secco, Juliana Paes mostraram os seios nos primeiros capítulos e a bunda do Thiago Lacerda deu o ar da graça também nos primeiros capítulos), devido as reclamações jogaram a novela para mais tarde e reclassificaram de 12 para 14 anos. O autor também erra ele não é perfeito e não tem que ser, essa questão sigilosa posso apostar que não seja o boicote evangélico, ultimamente a família do Aderbal tem sido retratada na novela como idiotas e deslumbrados, são os novos ricos. Mesmo que a novela não se torne um sucesso ela tem um texto muito bom e um elenco de primeira.
Novelas como Por Amor e Terra Nostra não atingiram 45 pontos de média na época e são consideradas sucessos, porque naquela época foram atingidas pelo Programa do ratinho, Por Amor teve 42 pontos de média e é sucesso, considerada uma das melhores novelas do Manoel carlos e Terra Nostra teve 44 pontos de média e foi um sucesso na época pq levantou o ibope baixo deixado por Suave Veneno. Suave Veneno não foi um sucesso mas a audiencia subiu no decorrer da novela, essa questão de audiencia é muito relativa isso só importa para o mercado publicitário, se a Record ou SBT ganhar no ibope ai a coisa fica feia porque um anúncio de 30 segundos no horário nobre das 21h da Globo gira em torno de 400 mil reais, então isso é o que está importando para a Globo, o maior medo é perder para a Record e perder seus anunciantes, porque envolve muito dinheiro nisso, agora questão de audiencia eles mexerem na novela com medo disso, enquanto ela estiver na liderança e com grande folga entre as concorrentes eles vão respirar aliviados, o que importa pra eles é só $$$$$$, eles sabem que a audiencia cai a cada dia, com O Dono do Mundo eles ficaram desesperados porque era a primeira vez que a Globo perdeu audiencia (ela nunca ficou em segundo lugar) mas grande parte de sua audiencia foi para a novela Carrossel no SBT, eu assistia foi uma febre na época eu era bem pequeno e me lembro um pouco, só que O Dono do Mundo é uma novela parada, com uma protagonista fraca, não tem grandes atrativos agora Babilônia tem um texto mais ágil, uma vilã dissimulada, uma protagonista forte (não é uma mocinha passiva, ingênua, como foi a Márcia,) naquela época a Globo queria que suas novelas ficassem acima de 60 pontos, Meu Bem Meu Mal não registrava 60 pontos foi 57, Rainha da Sucata havia sido a única nos anos 90 a ter médias acima de 60 pontos, O Dono do Mundo começou com 43 depois subiu para 47 eles queriam 50 pontos não atingiu só nas últimas semanas, essa questão é bem relativa.
Hoje a audiencia não se resume apenas a pontos no ibope como disse isso só interessa ao mercado publicitário que é $$$$$$ e a liderança da novela não está ameaçada.

Dario comentou:

O problema é, Fábio, é que em todas as novelas citadas, o Gilberto ESCREVIA. Hoje, se faz, dá tratamento final. Palavras do João Ximenes Braga numa entrevista que acabo de ler. Ele o Ricardo Linhares que, convenhamos, não é nem regular como autor. Portanto, nada surpreendente... se bem, eu acho alguns diálogos bastante interessantes, bem escritos e bem atuados. O que não engrena é o capítulo em si, as situações da novela que continuam dispensadas mornamente e aquela DIREÇÃO HORRÍVEL, que parece que tem mal de Parkinson, de tanto treme-treme...

Anônimo comentou:

Nunca vi nenhuma novela tão mais apressada que "Boogie Oogie"... Sinceramente, hj em dia novela que demora dois dias para acontecer alguma coisa tira interesse de qualquer um. Não acho que a novela alcance mais que 32 pontos... Nem a novela do JEC, vai conseguir mais que 35 pontos. Acho.bom a Globo se acostumar com a audiência dela.

Fábio comentou:

Sinceramente, a história é o problema. Não é o casal homossexual o grilo não. as duas vilãs não tem uma trama que empolgue, a personagem de Camila Pitanga é boa mas falta alguma coisa. A Adriana Esteves não deveria fazer uma vilã agora e sua personagem parece sobrar na maioria do tempo. Além disso o tema "vingança" já deu!!! Desde Avenida Brasil que é isso: Nina se vinga de Carminha; Aline de César e por aí vai. Falta uma novela estilo "O Rei do Gado", ambientação diferente, questões diferentes....sair do Rio e dar uma arejada pelo interior. rsrsrs


Publicidade

Veja também

Publicidade