O Planeta TV

Sobre JN, Celso Freitas declara: “Acho que sou considerado persona não grata”

Ele apresentou o noticiário entre 1983 e 1989.

por Redação, em 06/09/2019

Foto: Reprodução/TV Globo

Em entrevista exclusiva ao TV Fama, o jornalista Celso Freitas comenta o fato de não ter sido lembrado nas comemorações dos 50 anos do Jornal Nacional - ele apresentou o noticiário entre 1983 e 1989. “Acho que sou considerado persona não grata. Não gostaria de ter sido convidado e até entendo que não caberia um convite. Mas uma omissão de 32 anos dedicados a uma empresa? Emprestei meu talento”, declara.

Em 2004, trocou a Globo pela Record TV, onde está até os dias de hoje. “Não saí brigado”, revela. Já sobre o contrato com a atual emissora, o profissional comenta: “A minha competência e o meu talento que me deram serviço”.

A entrevista completa irá ao hoje no TV Fama, a partir das 21h30, na RedeTV!.



Publicidade

Comentários (4) Postar Comentário

Ele Tudo Vê comentou:

Excelente jornalista e apresentador, voz marcante, de credibilidade, não poderia ter sido deixado de fora das comemorações do JN. A Rede Globo mais uma vez se mostra rancorosa com seus ex-funcionários. Pena!

Jesiel De Paula Faria comentou:

Globo é assim mesmo aaaaaaaaaa mas um dia terão o que merece

pimentel comentou:

a globo está certíssima de não mostrar a passagem dele pela bancada do JN, já que o mesmo está em outra emissora, e já tem uma cópia do jN, pra chamar de sua, não tem porquê mostrar um ex funcionário que ler notas detonando o ex canal, pois a emissora onde ele trabalha vive atacando a globo... Ué!

Ralf comentou:

Estamos indo pra 2020 e a Globo ainda não amadureceu nesse quesito? A homenagem é para os 50 anos do JN e o profissional fez parte dessa história, gostem ou não. Tanto faz se ele esta em outra emissora, mas citar os principais ancoras seria uma demonstração de respeito e a propósito, prefiro mil vezes o Chapelem e o Cid Moreira apresentando o JN do que o Bonner.

Veja também

Publicidade