O Planeta TV

Por Amor: Cena antológica da troca de bebês de Helena e Maria Eduarda

A sequência irá ao ar na próxima segunda-feira, dia 10, no "Vale a Pena Ver de Novo".

por Redação, em 07/06/2019

Foto: Globo/Divulgação

Um dos dilemas mais intrigantes da história da teledramaturgia será relembrado na próxima semana em ‘Por Amor’, no ‘Vale a Pena Ver de Novo’. Há mais de duas décadas, o autor Manoel Carlos convidava o público a refletir sobre os limites do amor na trama em que a personagem Helena (Regina Duarte) para poupar a filha, Maria Eduarda (Gabriela Duarte), troca ainda na maternidade, o seu bebê saudável pelo neto morto, com a ajuda do médico César (Marcelo Serrado). Helena diz a todos que o seu filho não resistiu e Eduarda passa a cuidar do irmão como filho sem saber. 

A cena icônica que põe em xeque uma situação extrema mantém sua força ainda nos dias atuais e continua levantando a questão atemporal: o que você seria capaz de fazer por amor ?. A atriz Regina Duarte comenta que este gesto de amor da sua personagem sempre dividiu muito o público em todas as exibições. “Houve quem fosse contra, sim, mas acho que a reação a favor foi mais forte”, diz. 

Foto: TV Globo/Divulgação

Antonio Fagundes, que interpretou o personagem Atílio, pai do bebê de Helena, conta como esta cena mexeu e mexe muito com o público e carrega todo o conflito até o fim. “Foi difícil de fazer porque a gente tinha que descobrir o tom exato daquilo, ao mesmo tempo em que lançava o problema da novela, explicando, de certa forma, o nome da trama: ‘Por Amor’.

A cena da troca de bebês em ‘Por Amor’ vai ao ar na próxima segunda-feira, dia 10, no ‘Vale a Pena Ver de Novo’.



Publicidade

Comentários (6) Postar Comentário

Rudá comentou:

Mais um momento histórico na carreira de Regina Duarte. A sua atuação nesta cena é digna de um Oscar! Uma entrega poucas vezes vista. Viva a Rainha das telenovelas!

Ana Paula comentou:

O fã clube Natalia do Vale de Niterói adora essa cena com a Regi Duarte. Ao contrário do que divulgam os fãs clubes inimigos (como o da Grazi Massafera), não sentimos inveja por não ter sido com Natália do Vale. Tem espaço para todas as atrizes. A Natália é muito linda e sua beleza não ofusca as demais atrizes. Apenas brilha intensamente.


Amandinha Lima respondeu:

Isso aí, Aninha querida! Fora que a diviane maravilhosa Natália do Valle sempre abrilhantou o elenco de outras tramas inesquecíveis de Maneco. Interpretou mulheres fortes, fogosas, ciumentas, mães zelosas. Muito linda mesmo, uma entidade! Viva Natália, Viva Regina!



João respondeu:

O fã clube Helena Ranaldi de Nilópolis concorda com o fã clube Natália do Vale!



Ralf respondeu:

Poderia ter um remake de Por Amor misturado com o Clone, a Natalia do Vale seria a Eduarda e a Helena poderia ser a Lilia Cabral, o bebe da Eduarda morreria e a Helena daria o seu filho, mas para recompensar o Atílio, que seria interpretado pelo Caua Reimond, ela faria um clone com a ajuda do Dr. Moreti e do Albieri.


Gisele comentou:

Vem 20 pontos na segunda-feira! Amooooo!!!!

bruno comentou:

Já se foram dois meses em um deve terminar em setembro mesmo , poderia vir Laços de familia..


vlad respondeu:

eu to apostando que virá.....


ALTAMIRO RÔLERRETÉ comentou:

É engraçado, existe um abismo entre "Por Amor" e "A Dona do Pedaço", isso pra fazer um contraponto entre o ontem e o hoje, "Por Amor" é uma novela que tem alma, a trama e os personagens são bem construídos. Já as novelas de hoje são vazias, gratuitas, dão a impressão que só existem para ocupar o espaço deixado pela que acabou de acabar. É só vingança, ambições ridículas, enfim, quais são os clássicos desta década? "Avenida Brasil"? Foi boa, mas não um clássico inquestionável, não é? O tempo passou, a tecnologia chegou, mas a qualidade desandou.


Júlio respondeu:

Exatamente. As novelas estão rasas, sem profundidade, com sinopses bobas, sem planejamento inicial dos rumos da trama, personagens sem nenhuma profundidade psicológica, enfim.


Ralf comentou:

Acho que as novelas dos dias de hoje são terrivelmente horrorosas de maneira proposital, pq o publico de 20 anos atras não é o mesmo dos dias atuais, hoje o telespectador em sua grande maioria são de pessoas intelectualmente limitadas e ignorantes. De que adiantaria uma novela com bons diálogos, atores top de linha, com reflexões sobre ética, politica, relacionamentos, ou uma trama policial, se o público de hoje não pensa e tem preguiça de valorizar coisas boas, nem se compara Por Amor com a Dona do pedaço.


vlad respondeu:

Falou tudo......o cérebro da geração atual está sendo corroído pela desinformação, porque , ter um celular na mão em contato com o mundo todo, não significa que as pessoas estão mais inteligentes e informadas....



Televisivo respondeu:

Isso até faz sentido, mas a Globalização trouxe a "idiotização", inclusive dos intelectuais. Walcyr Carrasco escreve circo, porque ele se identifica com isso. Glória Perez ofereceu biscoito fino ao público com "A Força do Querer", e mesmo a massa consumiu desse produto. A decadência é geral, descobriram que o produto mequetrefe é o que fatura mais. Isso em termos de música, dramaturgia, produtos no geral... Mas concordo que a geração atual, mal pensa. Só querem lacrar na internet, com um português patético.


Veja também

Publicidade