O Planeta TV

Globo queria Camila Pitanga ou Taís Araújo como protagonista de Segundo Sol

A opção do autor, Giovanna Antonelli, foi a escolhida.

por Redação, em 04/05/2018

Camila Pitanga. Foto: Divulgação/TV Globo

Ontem, um comunicado oficial da Globo, revelou que Camila Pitanga e Taís Araújo recusaram convite para estrelar Segundo Sol. Sem alternativa, a direção da Globo optou por Giovanna Antonelli. Segundo informações do jornalista Daniel Castro, do UOL, o autor da novela, João Emanuel Carneiro, sempre quis Giovanna no papel de Luzia, mas a direção da Globo tentou mudar a história. Em outubro do ano passado, chegou a tirar Giovanna de Segundo Sol, então chamada provisoriamente de De Volta Para Casa.

A emissora temia justamente o que está acontecendo agora: ser alvo de campanhas nas redes sociais criticando a falta de representatividade negra em uma novela ambientada na Bahia. Dos 44 atores da produção, apenas quatro são negro.

A escalação de Roberta Rodrigues para o papel que seria de Carol Castro faz parte dos ajustes da emissora para ter negros no elenco, assim como Danilo Ferreira. Atores baianos também estão com papéis principais: Vladimir Brichta, Danilo Mesquita e Fabrício Boliveira, mas isso ainda não elimina a necessidade de representatividade em Segundo Sol.

Acusada nas redes sociais de "embranquecer" a Bahia, a emissora realizou uma reunião na última quarta-feira orientando o elenco sobre como falar sobre tema na próxima terça (8), data em que o elenco terá contato com jornalistas na festa de lançamento da trama no Rio de Janeiro.

“Uma história como a de Segundo Sol, também pelo fato de se passar na Bahia, nos traz muitas oportunidades e, sem dúvida, reflexões sobre diversidade na sociedade, que serão abordadas ao longo da novela, que está estruturada em duas fases. As manifestações críticas que vimos até agora estão baseadas sobretudo na divulgação da primeira fase da novela, que se concentra na trama que vai desencadear as demais. Estamos atentos, ouvindo e acompanhando esses comentários, seguros de que ainda temos muita história pela frente. De fato, ainda temos uma representatividade menor do que gostaríamos e vamos trabalhar para evoluir com essa questão.”, diz a emissora.



Comentários (11) Postar Comentário

arielle comentou:

essa trama mal começou e ja criou um grande erro na escalaçao, ,nao gosto mais dessa emissora a anos,nao tem em casa mais,e sei que muitos tbm nao tem mais,ta ai a audiencia caindo cada vez mais e mais,o povo ACORDOU ,ate que enfim.


O profeta respondeu:

A senhora só pode ser doida... qual audiência caindo? Audiência só aumenta; audiência caindo é da Record, que nem por milagre consegue algo decente. Tem algum negro no elenco principal da Record?



Lúcia respondeu:

Fumou muito hein! kkkkkkkk...


Bernardo comentou:

Camila é fake alguém perguntou pra algum dos diretores se ela tinha sido convidada, o diretor respondeu que ela já estava escalada para outra produção. Tais Araújo era desejo do João Emanuel mas tem o Mister Brau e ela não pode fazer. Desejo do João era trazer Tais Araújo e Sérgio Malheiros vivendo mãe e filho de novo igual em Da Cor do Pecado, mas não foi possível. A direção cogitou outros nomes mas o João apostou na Giovanna Antonelli e não abriu mão mesmo quando quiseram veta-la da novela. Ela fez duas vilãs e dessa vez será mocinha.

Mario comentou:

Todo início de novela da globo atualmente tem uma polêmica,
mas quando a novela decola na audiencia, isto acaba ficando para trás.
Babilônia, se tivesse sido uma novela acertada, teria superado a história do beijo
das duas vovòs e teria sido sucesso.
Tudo depende mesmo da mão do escritor.

gui comentou:

Lamnetável, mas a Globo sabia que isso ia ocorrer, deveria ter se esforçado mais, ao menos quanto ao resto do elenco.

Cléber Dá Silva Nascimento comentou:

Essa Arielle deve ter transtorno bipolar vem aqui neste site falar tanto asneiras

Fabio comentou:

As pessoas sempre procurando uma forma de aparecer em cima da globo. A novela é otima, assim como falei que OOLDP seria um sucesso maior que AFDQ, essa vai ser outro sucesso. E outra coisa da cor do pecado foi no maranhão e ninguém falou nada na época. O Brasil é um país de negros de mistura, não tem essa de minoria, somos maioria, as pessoas não se declaram negros, é diferente.


gui respondeu:

DCDP tinha apenas um pequeno núcleo no Maranhão e a novela praticamente migrou para o Rio depois de certo tempo. Além disso, a protagonista, sua mãe e seu filho eram negros. Acho um desperdício de oportunidade eles abracarem as causa raciais em uma novela que virá se passar inteiramente na Bahia que é composta por mais de 50 por cento de negro. E mais, a Giovana está precisando descansar mais a sua imagem, ela é ótima mas cansa. Taís seria uma ótima escolha.


Fabio comentou:

O que não entendo o porque a globo não dar espaço pra outras atrizes negras, pois temos. Sheron, Cris,Erica, juliana alves. Tds lindas e talentosas, e já poderiam ser protagonistas, e dar um tempo nas mesmas atrizes.


THIAGO SÃO TOMÉ respondeu:

Cris Viana merece uma protagonista forte há tempos.



Victor respondeu:

Adriana Lessa também!


Geraldo comentou:

É o que dá da Globo estar futurista: tal ator ou atriz não póde porque vai estar no elenco da novela de 2019 ou 2020. Outro detalhe é nos lembrarmos do "Rubinho" e no intervalo de 6 meses ele voltar! A Giovana é o estilo "interpretação enjoativa" quer como mocinha ou vilã. Ela deu uma de "se superar" quando interpretou a "delegada Helô"!

amigo tv tudo comentou:

Não acho a camila carismatica pode ser talentosa mas o grande acerto e a Giovanna mesmo e pronto acho que esta bem cuidado pelo menos nos protagonistas Emilio,Giovanna,Vladimir,Adriana e Debora(poderia ser a Claudia abreu mas...) o Joao e otimo e vai ser uma historia boa,so espero nao ser tao pesada,a gente quer uma historia de familias,mais humor e menos violencia ja basta os telejornais.

Olegário comentou:

Eu se fosse autor, iria querer trabalhar com pessoas que gosto, cujo trabalho admiro, independente de qualquer coisa.

Veja também