O Planeta TV

Globo antecipa minissérie sobre a vida de Carlos Gomes

Produção será de 70 capítulos adianta Maria Adelaide Amaral.

por Redação, em 20/07/2018

Maria Adelaide Amaral. Foto: João Miguel Júnior/TV Globo

Uma minissérie de Maria Adelaide Amaral sobre a vida de Carlos Gomes (1836-1896), com o título de O Selvagem da Ópera, foi a obra escolhida para substituir Sem Limite, de Euclydes Marinho. Inicialmente, a produção seria para 2021, mas foi antecipada porque a direção artística avaliou abuso sexual no texto de Nelson Rodrigues (1912-1980), que serviria de inspiração para Sem Limite.

Em O Selvagem da Ópera, Maria Adelaide Amaral voltará a repetir a parceria com Denise Saraceni, que dirigiu Anjo Mau (1997) e A Lei do Amor (2016). O elenco da produção começou a ser escolhido nesta semana.

"É uma supersérie de 70 capítulos sobre Carlos Gomes, compositor brasileiro que grande parte das pessoas já ouviu, mas que não sabe quem é. Um compositor internacionalmente conhecido, e brasileiro”, disse Adelaíde em abril numa entrevista ao G1.

Com informações do jornalista Daniel Castro, do UOL.

+Informações sobre a minissérie sobre Carlos Gomes:

Maria Adelaide Amaral escreverá minissérie sobre Carlos Gomes

Maria Adelaide Amaral confirma supersérie sobre Carlos Gomes



Publicidade

Comentários (6) Postar Comentário

Amauri Junior comentou:

Vem fracasso. Depois de A Lei do Amor dificil Maria emplacar algo.


João respondeu:

Vc nunca deve ter assistido às obras curtas delas (minisséries) pelo visto. Grandes sucessos como A Muralha, A Casa das Sete Mulheres, Os Maias e Um Só Coração.


Paula Aratangy comentou:

Chatice à vista: Adelaide voltando a dar aula de história com a direção-bandejão de Denise cadê o meu feijão Saraceni. Já posso escutar os acordes de "O Guarani" ecoando pelo ar...


gui respondeu:

TODAS as minisséries históricas de MAM são ´ptimas, da mesma forma que Anjo Mau, TITITI e Sangue Bom foram excelentes novelas, o único grande erro dela foi A LEI DO AMOR.


Cleber Da Silva Nascimento comentou:

Exercente escolha torço para que Maria Adelaide Amaral ,vem inspirada nessa super serie depois do trauma que sentiu em a lei do amor.

EDSON comentou:

QUERO NATÁLIA DO VALE COMO A ESPOSA DE CARLOS GOMES NESSA SUPERSÉRIE, TODOS ESTÃO VENDO EM ORGULHO E PAIXÃO QUE ELA SABE INTERPRETAR PERSONAGENS DE ÉPOCA COM MAESTRIA, SERÁ MAIS UM GRANDE SUCESSO DE MARIA ADELAIDE AMARAL E NATÁLIA DO VALE.

Gustavo comentou:

Fico aqui me perguntando se uma história biográfica não ficará cansativa e perderá parte de sua qualidade com 70 capítulos. Eu, particularmente, acho muito extensa pra este tipo de produção. Deveria ter no máximo uns 20 capítulos. Se Onde Nascem, que tinha uma narrativa alucinante e uma história instigante, para muitos ficou “cansativa” com apenas 53 capítulos, imagine essa...

Paulo comentou:

Se ela estiver afiada como foi na excelente A Muralha, será uma boa produção (ainda que não venha a dar muita audiência, pois, infelizmente, há quem só queira ficção mais do mesmo dos últimos tempos - e não estou aqui dizendo que entretenimento despretensioso não seja bacana e que tudo tenha que ser cultural e intelectivo). Maria Adelaide quando se propõe a fazer esses resgates históricos, costuma mandar bem. Mas, acho que poderia ser em uma quantidade menor de capítulos.

Veja também

Publicidade