O Planeta TV

Flávia Alessandra, Bárbara Paz e Poliana Abritta no "Altas Horas"

Atração da Globo, apresentada por Serginho Groisman, recebe ainda a banda Skank.

por Redação, em 30/01/2020

Foto: Comunicação Globo/Fábio Rocha

Para dar início a um dos meses mais animados do ano, o "Altas Horas" deste sábado, dia 1º de fevereiro, conta com a presença de talentos que esbanjam carisma e divertem a plateia. Flávia Alessandra, Bárbara Paz e Poliana Abritta dividem o palco com os músicos do Skank, além dos sertanejos Matheus & Kauan e integrantes da Banda Eva na edição que irá ao ar logo após o ‘Zorra’.

Com 30 anos de carreira e grandes papéis no cinema e na televisão, Flávia Alessandra já foi consagrada por seu talento em trabalhos que marcaram o grande público, como ‘A Indomada’, ‘O Beijo do Vampiro’ e ‘Alma Gêmea’. Atualmente no ar em ‘Salve-se Quem Puder’, nova novela das sete, Flávia tem na ponta da língua o número de obras que participou: ”Foram mais de vinte novelas, mas a primeira eu não esqueço, foi ‘Top Model’”. Além de uma vida profissional bem reconhecida, Flávia vive um relacionamento muito admirado pelos fãs. Casada com Otaviano Costa há 13 anos, ela responde com um largo sorriso sobre a sua vida a dois: “É sempre na base do improviso e da energia. Nós nos completamos.”

Quem também soma muitos anos de trajetória na dramaturgia e participa da edição de sábado é Bárbara Paz. Natural do Rio Grande do Sul, a atriz conta um pouco sobre a sua personalidade e qual foi o caminho até a descoberta de seu talento. Além disso, dpois de acumular experiência em atuações notáveis, a artista conta que resolveu se aventurar: “Decidi mudar para o lado de lá das câmeras e fazer um documentário pessoal. É um filme de amor à vida e ao cinema”, explica a atriz sobre o longa ‘Babenco – Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou’. Dirigido e roteirizado por Bárbara, a obra trata da vida do cineasta argentino Hector Babenco, com quem a atriz foi casada, até a morte dele, em 2016.

Para completar o trio especial de mulheres no ‘Altas Horas’ está Poliana Abritta. A jornalista, dupla de Tadeu Schmidt no ‘Fantástico’, revela no programa que é uma daquelas pessoas que ama o que faz e não esconde o orgulho que sente por apresentar a atração dominical: “Em um primeiro momento, a sensação que eu tinha era quase como se eu não estivesse indo para o trabalho. O programa e a minha vida se misturam. Fico encantada por tudo que essa função me permite”, destaca. Em homenagem à força feminina, o ‘Show da Vida’ lançou o ‘Mulheres Fantásticas’, uma das maiores satisfações de Poliana. Sobre o quadro, ela garante: “Estamos dando luz e voz para projetos de mulheres incríveis. É uma honra, um prazer enorme poder contar essas histórias. São mulheres falando sobre mulheres. Esse projeto é o nosso tesouro.”

Foto: Comunicação Globo/Fábio Rocha

Após percorrerem mais de três décadas pela mesma estrada musical, os mineiros do Skank decidiram anunciar uma pausa para a banda. E para acalentar os milhares de admiradores espalhados pelo Brasil, Samuel Rosa, aproveita a sua participação no programa para divulgar os últimos projetos do grupo, previstos para 2020: “É o começo de um ano inteiro de celebração para o Skank. É uma turnê comemorativa, não estamos chamando de fim, é apenas uma parada. É um término de ciclo. Esse tempo que vamos dar agora vai contribuir muito para a longevidade da banda”, pontua o cantor, que canta um dos maiores clássicos do conjunto, a música ‘Vou Deixar’.

Já na preparação para as celebrações de fevereiro, a Banda Eva, uma das principais referências quando o assunto é axé, se prepara para agitar a plateia e dar uma prévia da folia deste ano. Com hits que marcaram gerações, como ‘Eva’, o atual vocalista Felipe Pezzoni conta: “Completamos quarenta anos agora no Carnaval de 2020 e há sete anos estamos com essa formação.”

Também com um começo de ano para lá de especial e comemorando aniversário, a dupla Matheus & Kauan se apresenta com a canção ‘Vou Ter Que Superar’.

Sob o comando de Serginho Groisman, o "Altas Horas" irá ao ar - no sábado (1º de fevereiro) - após o "Zorra". Na Globo!.

Com informações da Comunicação Globo.



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade