O Planeta TV

Diretor artístico comenta conceito de Os Dias Eram Assim

"Estamos buscando a beleza na simplicidade", diz Carlos Araújo.

por Redação, em 17/04/2017
Publicidade

Renato Góes recebe orientações do diretor. Foto: Globo

Os Dias Eram Assim, estreia de hoje (17) da Globo, pretende narrar uma história de amor lado a lado ao terror de um dos mais dolorosos períodos do Brasil: a ditadura militar que vigorou entre 1964 e 1985. "O primeiro movimento foi um mergulho profundo no período em que a trama se passa. A ideia é fazer com que o público sinta que essa história está de fato acontecendo paralelamente à História”, disse Carlos Araújo, que estreia como diretor artístico neste trabalho.

Depois de dirigir inúmeras obras, Araújo montou uma equipe, que tem nomes como Gustavo Fernandez, Isabella Teixeira e Cadu França, para a primeira supersérie da emissora. “A textura que vamos imprimir é resultado de um diálogo com a estética da fotografia da época. Em termos conceituais, estamos buscando a beleza na simplicidade", disse o diretor, que também tem ao seu lado o renomado diretor de fotografia Walter Carvalho, com quem trabalhou na década de 90. "Tem sido um reencontro intenso. Tanto eu quanto ele temos uma inquietação criativa que permite atingirmos momentos muito especiais no set", contou Araújo, em entrevista ao Gshow.

Os Dias Eram Assim, escrita por Ângela Chaves e Alessandra Poggi, estreia logo após A Força do Querer. No elenco, estrelas como Susana Vieira, Cássia Kis, Antônio Calloni, Sophie Charlotte, Renato Góes, Daniel de Oliveira e Natália do Valle.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (1) Postar Comentário

Paulo comentou:

Os dias eram assim... ...a Globo apoiou a ditadura.


Publicidade

Veja também

Publicidade