O Planeta TV

Confira as novidades de outubro no Globoplay

As séries originais ‘Desalma’ e ‘A Tardezinha’.

por Redação, em 30/09/2020

Cena de O Clone. Foto: Márcio de Souza

Os segredos e as tradições milenares de Brígida, cidade fictícia no interior do Sul do país onde fenômenos sobrenaturais assombram a população, vão extrapolar seus limites e se espalhar pelos quatro cantos do Brasil com a aguardada estreia de ‘Desalma’, série original Globoplay. O local não tem nada de pacato. Trata-se de uma comunidade rural envolta em mistérios e onde rituais de bruxaria prometem trazer de volta ao mundo dos vivos almas de pessoas que já se foram.

Em 1988, o desaparecimento da jovem Halyna (Anna Melo), filha da bruxa Haia (Cassia Kis), choca a população da pequena Brígida. A tradicional festa de Ivana Kupala é banida do calendário festivo da cidade. Trinta anos depois, a população se prepara para trazer a festa de volta, mas acontecimentos enigmáticos passam a assustar a comunidade. Três mulheres são marcadas por transformações e perdas, algumas delas irreparáveis. O elenco reúne nomes consagrados e jovens talentos: Cassia Kis, Claudia Abreu, Maria Ribeiro, Bruce Gomlevsky, Anna Melo, Camila Botelho, Valentina Ghiorzi, entre outros.

Assinando sua primeira obra audiovisual, a autora Ana Paula Maia optou pela mitologia eslava, que apresenta lendas essenciais para a história. “O leste europeu é extremamente místico. Peguei essa atmosfera muito rica culturalmente para uma história com elementos sobrenaturais. A ideia é trazer um costume diferente, que é lindo e está praticamente apagado, e que também faz parte do Brasil”, conclui.

Na história, a floresta de árvores altas e as enormes cachoeiras têm protagonismo. Para Carlos Manga Jr., que assina a direção artística, a floresta é o cerne de toda a trama e a cidade fictícia, um personagem. “É da floresta que as coisas vêm e é para a floresta que as coisas vão. Brígida não é só a cidade onde tudo acontece, é como se ela tivesse parado no tempo. A série tem um arco de 30 anos e pouca coisa muda no local”, conta. Desenvolvida pelos Estúdios Globo, a série é criada e escrita por Ana Paula Maia com direção artística de Carlos Manga Jr. e direção de João Paulo Jabur e Pablo Müller.

Ainda em outubro, a casa de todo mundo vai poder se transformar em um camarote para a grande festa da ‘Tardezinha’, que vira série original, ganha um novo álbum nos aplicativos de música e tem o show disponibilizado no Globoplay. Idealizado por Thiaguinho e Rafael Zulu, o projeto musical vai contar com quatro episódios na plataforma mostrando desde os bastidores da concepção até o grandioso show no Maracanã, que marcou o encerramento dessa jornada, com ingressos esgotados e mais de 40 mil pessoas presentes. Na mesma data, a Som Livre lança o álbum “Tardezinha no Maraca”, com 20 faixas. E, ainda este mês, o show histórico gravado no Maracanã, para comemorar o fim do projeto, chega exclusivamente à plataforma. A Tardezinha durou quatro anos e meio e promoveu grandes encontros entre Thiaguinho e diversos nomes da música brasileira em shows com clássicos do samba e do pagode da década de 90 e dos anos 2000.

A segunda temporada da série ‘Impuros’ também chega ao catálogo neste mês. A obra é protagonizada por Raphael Logam, que acaba de ser indicado, pela segunda vez consecutiva, ao prêmio de Melhor Ator no Emmy Internacional 2020 pelo personagem Evandro. Na obra, Evandro é um jovem de uma favela carioca que sonhava em ser empresário, mas acaba engolido pela trajetória do crime quando seu irmão traficante é morto por policiais. A história se passa nos anos 90 e retrata a guerra e a profissionalização do narcotráfico no Rio de Janeiro.

Outros lançamentos de outubro são a obra exclusiva Zoey’s Extraordinary Playlist, onde após um acidente inusitado, Zoey (Jane Levy) adquire a capacidade de ver e ouvir os pensamentos e desejos mais íntimos das pessoas através de números musicais que só ela vê. No elenco, nomes como Lauren Graham, Alex Newell e Skylar Astin. E o sucesso ‘The Loudest Voice’, que retrata a história real do influente empresário Roger Ailes. Da consolidação do canal de notícias Fox News até as acusações de assédio que lhe custaram a carreira. A série ainda conta com um elenco de peso como Naomi Watts, Sienna Miller e Russel Crowe, que levou um Globo de Ouro por esse papel.

As novelas que vão entrar para o rol de maratonas do mês são ‘O Clone’ e ‘Brega & Chique’. Cultura muçulmana, clonagem humana e dependência química são os principais temas do sucesso de Glória Perez, que tem como fio condutor a história de amor vivida pela muçulmana Jade (Giovanna Antonelli) com o brasileiro Lucas (Murilo Benício). A história tem início na década de 1980, quando Lucas conhece Jade no Marrocos. Filha de muçulmanos nascida e criada no Brasil, Jade foi viver com o tio após a morte da mãe. Os dois jovens se apaixonam à primeira vista, mas são impedidos de ficar juntos por causa dos costumes muçulmanos, defendidos com rigor pelo tio de Jade, o patriarca Ali (Stênio Garcia). Lucas tem um irmão gêmeo, Diogo (Murilo Benício), cuja semelhança com ele se resume à aparência física. Diferentemente do introspectivo Lucas, Diogo é o típico rapaz namorador, alegre e brincalhão, considerado o mais indicado para suceder o pai, Leônidas (Reginaldo Faria), em seus negócios. Para desespero da família, Diogo sofre um acidente de helicóptero e morre. Abalado pela morte do afilhado, o cientista Albieri (Juca de Oliveira) decide clonar o outro gêmeo, Lucas, como forma de trazer Diogo de volta e realizar um sonho: ser o primeiro a realizar a clonagem de um ser humano.

Em ‘Brega & Chique’, Rosemere da Silva (Glória Menezes) e Rafaela Alvaray (Marília Pêra) são de universos opostos e têm suas histórias cruzadas por causa de Herbert Alvaray (Jorge Dória), empresário paulista, casado com ambas. Sua família oficial é formada por Rafaela e os filhos Ana Cláudia (Patrícia Pillar), Teddy (Tarcísio Filho) e Tamyris (Cristina Mullins). Rafaela é rica, cheia de manias e futilidades. A segunda família de Herbert, onde é conhecido pelo nome Mário Francis, é formada por Rosemere e Márcia (Fabiane Mendonça), filha dos dois. Rosemere é pobre e brega. Batalhadora, mantém a casa e os filhos com dificuldades – além de Márcia, é mãe de Vânia (Paula Lavigne) e Amaury (Cacá Barrete). A novela começa quando Herbert, para escapar da falência, simula a própria morte e foge do país, abandonando sua família legítima. Preocupado com Rosemere, ele deixa uma boa quantia em dólares para que ela e a filha possam se sustentar. Endividada e sem nenhuma fonte de renda, Rafaela se vê obrigada a mudar-se com a família para um bairro mais simples. Por coincidência, vai morar na mesma vila onde Rosemere vive com a filha. Rafaela e Rosemere não sabem da existência do mesmo homem na vida das duas e, por ironia do destino, acabam se tornando amigas.

Comunicação Globo



Publicidade

Comentários (1) Postar Comentário

Murilo comentou:

Não entendi até agora tanta enrola para colocar as novelas: Que rei sou eu?,Rainha da sucata,A gata comeu,Historia de amor,Vamp,Top model,Barriga de aluguel,Felicidade,A proxima vitima,Cambalacho,Quatro por quatro,Anjo mau(97),Despedida de solteiro,Mulheres de areia,Roque santeiro todas ja reprisadas pelo canal viva que sabemos que logo depois vao para globoplay enquanto isso ficam colocando novelas cansativas e/ou recentes como essas citadas acima.

Veja também

Publicidade