O Planeta TV

Canal Viva vai reprisar A Vida Como Ela É

Produção requintada foi ao ar na década de 1990.

por Redação, em 10/08/2017

Foto: CEDOC/ TV Globo

Uma das mais cuidadosas produções da TV Globo na década de 1990, A Vida Como Ela É será reprisada pelo Canal Viva. Apresentada dentro do Fantástico de março a dezembro de 1996, a série foi baseada em contos de Nelson Rodrigues publicados pelo Jornal Última Hora entre 1951 e 1956. Euclydes Marinho foi responsável pela adaptação, com colaboração de Denise Bandeira, Carlos Gregório e Nelson Rodrigues Filho.

Com direção de Denise Saraceni e direção geral de Daniel Filho, A Vida Como Ela É apresentava contos tragicômicos de adultério, morte, desejos reprimidos, ciúmes e amores passionais, situados no subúrbio e na zona sul do Rio de Janeiro. Com elenco fixo formado por Malu Mader, Tony Ramos, Maitê Proença, Marcos Palmeira, Claudia Abreu, Isabela Garcia, José Mayer, Débora Bloch, Antônio Calloni, Giulia Gam, Cássio Gabus Mendes, Guilherme Fontes e Leon Góes, a série contou com participações especiais de nomes como Laura Cardoso, Tarcísio Meira, Nívea Maria, Mauro Mendonça, Yoná Magalhães e Gabriela Duarte ao longo de seus 40 episódios. Hugo Carvana foi o narrador do episódio de estreia; José Wilker ficou com a função nos demais. 

Assinados por Mário Monteiro, os cenários eram atemporais: havia um tratamento de época, mas mesclado a símbolos contemporâneos. Já Marília Carneiro criou figurinos simples e compartilhados pelo elenco principal. Totalmente filmada em 35mm, com fotografia cinematográfica de Edgar Moura, A Vida Como Ela É rendeu um APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de melhor diretor de televisão do ano a Daniel Filho.

O Canal Viva vai estrear a reprise da série no próximo dia 25, com dois episódios em sequência a partir das 23h. A Vida Como Ela É já foi reapresentada pela Globo em duas ocasiões: 1997 e 2001. 

Conforme já informou OPTV, o Fantástico vai lançar uma nova série baseada na obra de Nelson Rodrigues; o projeto é de Fernanda Montenegro.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também