O Planeta TV

Marcílio Moraes comenta momentos finais de "Vidas Opostas"

Marcílio Moraes comenta momentos finais de "Vidas Opostas"

"Vidas Opostas" chega ao fim no próximo dia 27/08 e o site "O Planeta TV!" convidou o autor Marcílio Moraes para contar um pouco sobre o seu grande sucesso:

O Planeta TV! – Marcílio Moraes é com muita honra que o site “O Planeta TV” recebe o senhor para esta entrevista para comentar sobre o sucesso de “Vidas Opostas”.

Marcílio Moraes – Obrigado pelo interesse. Vamos lá.

O Planeta TV! – Como surgiu a sinopse de “Vidas Opostas”?

Marcílio Moraes – No início de 2006, o Hiran Silveira, diretor de teledramaturgia da Record me convidou para escrever uma novela e me pediu uma sinopse. Apresentei a ele quatro ou cinco idéias, entre elas a de uma novela que abordasse a violência urbana, o tráfico de drogas, corrupção policial, etc. Era um assunto que vinha me preocupando. Tratei dele no meu romance “O Crime da Gávea” e em duas peças que escrevi nos últimos anos, ainda inéditas, “A Demanda” e “Filho Teu”.

O Hiran gostou desta idéia e eu desenvolvi a sinopse, que foi aprovada. De início, dei o título de “Senhor da Guerra”.

O Planeta TV! – Você já tinha algum ator em mente quando estava elaborando a sinopse?

Marcílio Moraes – Não costumo escrever já pensando num ator. Crio os personagens inteiramente na imaginação, depois vou pensar em quem pode melhor representá-los.

O Planeta TV! – Como é a sua rotina quando está escrevendo uma novela?

Marcílio Moraes – A novela é uma obra extremamente trabalhosa para o escritor. São 35 páginas todo dia. Minha rotina é escrever o dia todo. Acordo lá pelas nove horas, tomo café e leio os jornais. Depois vou para o meu escritório e escreve praticamente até a hora da novela, às dez da noite. Janto, vejo a novela no ar e muitas vezes ainda volto a trabalhar depois. Meses e meses assim, é exaustivo.

O Planeta TV! – “Vidas Opostas” foi esticada em mais de 30 capítulos. Como você driblou este esticamento?

Marcílio Moraes – A novela foi esticada três vezes: de 198 capítulos para 222, depois para 234 e ainda para 240. Não precisei de dribles, eu tinha muito assunto. Se precisasse de mais alguns, ainda tinha bala na agulha, para fazer uma metáfora adequada à novela. Isso sem precisar recorrer a truques como criar ou “ quem matou?”..

O Planeta TV! – No início, “Vidas Opostas” teve dificuldade para escolher o casal protagonista. Depois de muitas especulações foram confirmados os nomes de Maitê Piragibe e Léo Rosa. Os dois superaram as expectativas?

Marcílio Moraes – Escolher um casal em que o rapaz jamais tinha feito televisão e a moça nunca tinha protagonizado foi uma decisão ousada que tomamos, eu e o Avancini. Mas quando vimos o teste dos dois contracenando ficou claro que eles tinham química e eram excelentes atores. Foi uma aposta certeira. Eles superaram as expectativas.

O Planeta TV! – Ao longo dos 240 capítulos, “Vidas Opostas” apresentou diversas cenas de adrenalina, ação e emoção. Quais cenas, você como autor, destacaria como a “mais difícil” de escrever, ou a que te emocionou?

Marcílio Moraes – Vidas Opostas teve algumas cenas memoráveis. A rebelião da comunidade, liderada por Joana, para salvar Miguel ; as cenas do confronto entre Jacson e Joana, quando eles fizeram o pacto de fingirem que eram amantes ; a batalha final, etc , etc.

O Planeta TV! – Algum personagem cresceu mais do que previsto do que na sinopse?

Marcílio Moraes – A personagem Rosária estava prevista para morrer na rebelião contra Jéferson. Mas ela agradou de tal forma o público, a atriz Roberta Santiago desempenhou o papel com tal carisma que tive de poupá-la, o que fiz com o maior prazer.

O Planeta TV! – “Vidas Opostas” elevou a audiência do horário nobre da Record, chegando a picos de 26 pontos e uma média nacional em torno dos 14 pontos. Você acreditava em todo este sucesso?

Marcílio Moraes – De fato, a audiência tem estado estratosférica. Bati a Globo pelo menos umas 15 vezes ao longo dos últimos meses.

Nunca duvidei de que tinha uma história de grande potencial nas mãos, acreditava que podia fazer sucesso, mas devo confessar que o êxito foi muito superior às minhas expectativas, felizmente.

O Planeta TV! – Dizem que a alta cúpula da Globo pediu pra o autor Aguinaldo Silva inserir o tema da violência nas favelas na próxima novela das 8. Você acredita que o sucesso de “Vidas Opostas” influenciou nesta decisão?

Marcílio Moraes – Prefiro não comentar o trabalho dos colegas. Melhor perguntar ao próprio Aguinaldo.

O Planeta TV! – No último capítulo vai ocorrer uma chacina no morro. Você pode adiantar alguns desfechos desta batalha?

Marcílio Moraes – Vão acontecer muitas mortes, mas o termo “chacina” não se aplica. Chacina é um assassinato em massa contra pessoas indefesas. Não é nada disso que acontecerá no Torto.

Lá vai haver uma luta em que se confrontarão quatro forças: o bando do Pé de Pato e do Caranguejo, o bando do Jacson, a milícia do Seu Fausto e a comunidade organizada. A batalha terá uma conotação alegórico, com muitas cenas de teor poético.

O Planeta TV! – É verdade que o Carlinhos, personagem de Leandro Léo vai ser uma das vítimas do combate?

Marcílio Moraes – Não. O Carlinhos vai se salvar, porque abandonará a bandidagem antes da batalha. No final da novela, ele terá uma chance de voltar ao futebol, que é sua paixão.

O Planeta TV! – O personagem de Marcelo Serrado impressionou os telespectadores, não só pela sua interpretação, mais também, pelas cenas em que Nogueira violentava as mulheres. Ele vai pagar pelos seus crimes?

Marcílio Moraes – Nogueira vai se dar mal. O promotor Leonardo conseguirá provas contra ele e ele será afastado da delegacia. E não só isso, ele será assassinado por uma das suas vítimas.

O Planeta TV! – Jacson, interpretado por Heitor Martinez também deu o que falar. Chegou até balançar o coração da mocinha. Você chegou a pensar em regenerá-lo?

Marcilio Moraes: Não. Um bandido que chega ao ponto em que chegou o Jacson não tem mais regeneração. Mostrei a humanidade dele por baixo da capa de violência e brutalidade, mas seria incoerente que ele se tornasse bozinho.

O Planeta TV! – Outro núcleo que chamou bastante a atenção do público foi de Mário, Maria Lucia e Félix. Têm alguma novidade para o desfecho deste trio?

Marcílio Moraes – O trio também vai se dar mal, porque Mário e Félix serão acusados pela morte do Oscar. O dossiê comprometedor que este deixou virá à tona. Não veremos o castigo, mas ficará claro que eles não têm alternativa.

O Planeta TV! – O governador e prefeito do Rio de Janeiro foram convidados para participar da novela. O que houve que ambos acabaram não participando?

Marcílio Moraes – O prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, aceitou meu convite e participou do debate, que vai ao ar nesta última semana.

O Planeta TV! – Seu contrato com a Record vai até quando? Já recebeu proposta para voltar a TV Globo?

Marcílio Moraes – Meu contrato com a Record vai até 2010. Não tenho idéia de voltar para a Globo.

O Planeta TV! – Bom, agradecemos imensamente pela atenção e desejamos sucesso em projetos futuros.

Marcílio Moraes – Eu que agradeço pela força. Abraços.

"Vidas Opostas" é um grande marco na teledramaturgia da TV Record. A novela ao longo de seus 240 capítulos venceu a Globo em diversos momentos em termos de audiência. Em alguns estados brasileiros a novela é líder de audiência.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também