O Planeta TV

Em entrevista, Glória Perez fala sobre a novela "Salve Jorge"

Em entrevista, Glória Perez fala sobre a novela "Salve Jorge"

Formada em História, Glória Perez começou sua carreira como autora de telenovelas em 1983, sendo colaboradora de Janete Clair em “Eu prometo’. Assinou as minisséries “Desejo” (1990), “Hilda Furacão” (1998), “Amazônia – De Galvez a Chico Mendes” (2007) e as novelas “Eu prometo” (colaborando com Janete Clair), “Partido Alto” (em parceria com Aguinaldo Silva), Carmem (TV Manchete, 1985), “Barriga de Aluguel” (1991), “Explode Coração” (1995), “O Clone” (2001) e “América” (2005). Seu último trabalho, “Caminho das Índias” (2009), foi a primeira produção nacional a ganhar o prêmio Emmy Internacional de melhor telenovela.

"Salve Jorge", a nova novela da autora, irá abordar assuntos como tráfico internacional, fé, coragem e paixão. Em entrevista ao site O Planeta TV, ela falou um pouco sobre esse novo trabalho. Confira:

De onde surgiu a ideia central da trama e porque optou pelo título "Salve Jorge"?

Gloria Perez - A idéia surgiu no momento em que assisti a retomada do complexo do Alemão. Emocionante ver o resgate daqueles brasileiros que durante 30 40 anos estavam vivendo sob o domínio de criminosos. Imaginei uma história que pudesse surgir da convivência daqueles moradores com a cavalaria do exército que ocupou a região, dando início ao processo de pacificação.

O título surgiu da constatação do quanto essas pessoas foram guerreiras para conseguir sobreviver sob o domínio do tráfico e do quanto ainda terão de ser, para escrever essa página nova de sua história. Quando se fala em guerreiro se pensa no mito de São Jorge, que simboliza, não só no Brasil, mas em todo o mundo, a força guerreira que trazemos em nós, e que muitas vezes só conhecemos quando o dragão se apresenta: diante dos obstáculos a vencer!

Não teme sofrer rejeição dos telespectadores evangélicos, já que o "Jorge" é personagem católico?

Gloria Perez - Na verdade estou falando do mito, não tem nada a ver com religião. Não há nenhum registro histórico de que São Jorge tenha existido enquanto pessoa. E é por isso que para a Igreja Católica seu culto é facultativo. Ele é o mito do guerreiro. Aqui no Brasil está representado no soldado que se negou a matar os cristãos (os evangélicos são cristãos também) a mando do imperador de Roma e por isso foi sacrificado. Na Inglaterra ele é o cavaleiro que matou o dragão que sacrificava as donzelas, e por aí vai.

É verdade que a Globo cogitou trocar o nome da novela por medo de perder telespectadores?

Gloria Perez - Totalmente lenda!

Suas novelas são marcadas por campanhas sociais. Desta vez será contra o tráfico de seres humanos. Como isto será abordado?

Gloria Perez - Através da história central: uma jovem moradora do Alemão (Morena) aceita um emprego temporário no exterior certa de que assim resolveria seus problemas financeiros e acaba vítima do tráfico de pessoas. A novela é a luta de Morena para escapar e a de Theo para resgata-la.

Jéssica, personagem de Carolina Diekcmann, será a primeira vítima de um esquema criminoso de Lívia (Claudia Raia) onde será obrigada a se prostituir. Será apenas uma participação especial? De quantos capítulos?

Gloria Perez - Mais do que especial. Já li também que ela só apareceria em 20 capítulos! Outra lenda: Carol fica praticamente a novela inteira. A trajetória de Jessica e Morena estão ligadas... e mais não posso dizer pra não estragar surpresas..

Hoje em dia, o público torce mais para a vilã do que para a mocinha. "Salve Jorge" terá vilões definidos? Quais serão?

Gloria Perez - A vilã mor será a Livia, personagem da Claudia Raia, que tem uma face social absolutamente acima de qualquer suspeita e é, na verdade, uma traficante de crianças. Ela comanda o grupo de vilões que integram a quadrilha, mas cada um terá uma tonalidade diferente.

Temos outros personagens com falhas de caráter, mas que não chegam ao mesmo nível de maldade.

Nas chamadas de divulgação, observa-se, que "Salve Jorge" também terá seu lado romântico. Uma música inédita de Roberto Carlos apresenta o casal protagonista Morena (Nanda Costa) e Théo (Rodrigo Lombardi). Como pretende desenvolver esse par sem que eles sejam considerados chatos?

Gloria Perez - Porque eles seriam chatos? Amor nunca foi chato, nem na vida nem em novela nenhuma! Chatas são personagens de uma nota só: bonzinhos como ninguém é. Minhas protagonistas nunca foram assim. Sempre tiveram atitude, marra, fizeram coisas condenáveis até: Clara, de Barriga de Aluguel, a Dara de Explode Coração, a Jade, de O Clone, a Maya, de Caminho das Índias e tantas outras...

Inicialmente, se pretendia repetir o casal de "Caminho das Índias", no entanto, Juliana Paes foi cedida para "Gabriela". Como chegaram ao nome de Nanda Costa, que encara sua primeira protagonista na TV?

Gloria Perez - Há muito tempo eu queria trabalhar com a Nanda. É apaixonante o trabalho dela no cinema, e não é à toa que coleciona tantos prêmios de Melhor Atriz aqui e no exterior. A Nanda estava escalada para Cheias de Charme, então eu pensei na Juliana que acabou não podendo vir. Então pedi à Denise Saraceni, que compreendeu a necessidade que essa história tinha de uma atriz do porte e do carisma da Nanda e me cedeu.

Você escreve a sinopse pensando nos atores? Com exceção de Juliana Paes, conseguiu todos que gostaria?

Gloria Perez – Não escrevo pensando nos atores não. Escrevo a personagem e depois vou ver quem melhor poderia interpreta-la. Consegui todos os atores que queria sim, porque na verdade a Nanda tinha sido minha primeira opção

A direção da Globo tem orientado autores e diretores a diminuírem o elenco das novelas. Segundo especulações da mídia, "Salve Jorge" pode chegar a cem participações. Isto procede?

Gloria Perez – que absurdo! temos o número de atores de praxe nas novelas: 76. O mesmo número de Fina Estampa e das que vieram antes. Avenida Brasil teve um elenco muito pequeno, mas isso foi a exceção, não é a regra. O número de atores é determinado pelo número de universos exigidos pela história que você vai contar.

É verdade que "Salve Jorge" será a sua última novela com locações fora do Brasil?

Gloria Perez - Sei lá. Ainda não pensei na próxima trama.

É a terceira vez que Marcos Schechtman assina a direção de núcleo de uma trama sua. Fale um pouco dessa parceria que rendeu o prêmio Emmy Internacional de melhor telenovela por "Caminho das Índias".

Gloria Perez - Temos nos entendido bem, não é? Schechtman é um parceiro e tanto. Obcecado pelo trabalho, como eu.

Você participou da escolha da trilha sonora da novela? Pode adiantar qual será o tema de abertura?

Gloria Perez - Claro, participei sim. A abertura será de Seu Jorge. Ele compôs e ele interpreta.

Você escreve suas novelas sozinha, com ajuda apenas de pesquisadores. Por que a opção de escrever sem colaboradores?

Gloria Perez - Porque acho muito difícil escrever em grupo. Admiro quem consegue.

Nos últimos anos, as novelas vêm apresentando queda em seus índices de audiência. Como você avalia essa fase? Acredita que o público está mais exigente ou o surgimento de novas mídias justifica os números?

Gloria Perez - Acho que o surgimento de novas mídias exige novas maneiras de medição. Hoje você assiste a novela no celular, no computador, nos tablets; nos restaurantes, nos bares, até nas vitrines das lojas que vendem eletrônicos. E as medições ainda são feitas com base na TV domiciliar.

De modo que esses números não correspondem exatamente à quantidade de público que assiste. Prefiro avaliar o sucesso de uma novela pela repercussão: adorar ou odiar, tudo bem. A única coisa fatal, nesse terreno, é a indiferença.

"Salve Jorge" substituirá "Avenida Brasil", que manteve uma audiência próxima aos 40 pontos. Se sente pressionada a repetir ou superar sucesso da trama de João Emanuel Carneiro?

Gloria Perez - 40 pontos é a meta do horário das 21 horas. Todos nos trabalhamos para cumprir essa meta. Não é uma questão de pressão.

Até que ponto a audiência pode influenciar nos rumos de suas novelas?

Gloria Perez - Se você está contando uma história e o público se dispersa, o erro é seu: trato de contar diferente. É nesse sentido que o público influencia. Mas escrever a novela que o público tem na cabeça, isso nunca. O público gosta de ser surpreendido. Ninguém suporta uma história onde pode prever os próximos passos. Enjoa.

Com quantos capítulos escritos você estreará a novela? Trabalhar com muita frente, sem saber a aceitação do público, não preocupa?

Gloria Perez - 30, e acho de bom tamanho. Preciso ver esse conjunto no ar, sentir a pulsação dos capítulos, dos atores, para poder continuar.

Ao todo, quantos capítulos estão previstos para "Salve Jorge"? Está preparada para uma possível esticada de uma ou duas semanas?

Gloria Perez - A novela terá o número de capítulos determinado para o horário: 179. Esticar uma duas semanas é sempre uma possibilidade, se houver algum atraso na produção que vem depois. Mas não é o previsto e espero que não aconteça. Por mim as novelas teriam 150 capítulos, não mais do que isso.

"SALVE JORGE" ESTREIA NA PRÓXIMA SEGUNDA, DIA 22/10, APÓS O "JORNAL NACIONAL". NA GLOBO!




Comentários (3) Postar Comentário

fatima comentou:

A nossa autora de Salve Jorge cada dia mais se consagra excelente na trama da novela. Parabéns Glória Perez.

Anonimo comentou:

Quando Glória Perez irá atuar a próxima novela? depois de salve Jorge? espero que seja boa igualmente. Que exista bastante investigações. E que tenha a minha fã Giovanna Antonelli, amei o papel dela, deu certinho com ela.

Mariana comentou:

Nao gostei do final da novela salve jorge poderia ser diferente , vou te dizer como:poderia ter mostrado o casamento da Morena com o tel a novela inteira girou entorno deles ,a novela abordou um caso muito serio , so que a morena sofreu a novela inteira e nao casou,poderia ter mostrado a igreja de sao jorge e eles casando vc e uma autora muito e adoro sua novelas so q o final deixou a desejar

Veja também