O Planeta TV

Glória Perez desvenda o "Caminho das Índias", a próxima novela das oito

Glória Perez desvenda o "Caminho das Índias", a próxima novela das oito

Acreana nascida em 1948, Glória Maria Ferrante Perez, iniciou sua carreira em 1979 na Rede Globo, quando escreveu um episódio para a série Malu Mulher, mas que não chegou a ser gravado. Janete Clair gostou tanto do roteiro de Glória que a convidou para ser sua colaboradora na novela Eu Prometo (1983). Janete estava com câncer (ela morreria naquele mesmo ano) e precisou deixar a trama. Glória assumiu o lugar de sua tutora, sob a supervisão de texto de Dias Gomes. No ano seguinte escreveu com Aguinaldo Silva a saga Partido Alto, que não rendeu bons índices de audiência. Além disso, por incompatibilidade de idéias entre os autores, Silva pediu afastamento e Glória terminou de escrever a novela sozinha. Em 1987, ela foi para a Rede Manchete, onde escreveu Carmem. Voltou para a Rede Globo em 1990, com a minissérie Desejo e a polêmica novela Barriga de Aluguel. Aliás, Glória costuma levar ao público questões sociais até hoje bastante polêmicas, como doação de órgãos, troca de bebês, crianças desaparecidas, drogas e clonagem humana em suas novelas.

As novelas da autora:

• Eu Prometo
• Partido Alto
• Carmem
• Barriga de Aluguel
• De Corpo e Alma
• Explode Coração
• Pecado Capital
• Clone
• América
• Amazônia (minissérie)

No próximo dia 19 de janeiro, Glória estréia mais uma novela: ”Caminho das Índias”. O site “O Planeta TV!” convidou a autora para contar um pouco sobre esse novo trabalho.

O Planeta TV! – Bom, em primeiro lugar Glória, o site agradece à sua atenção por conceder esta entrevista para falar sobre sua nova novela.

Glória Perez – Olá, Planeta!

O Planeta TV! – Como surgiu a sinopse de “Caminho das Índias”?

Glória Perez – Da minha curiosidade e interesse por culturas diferentes. Gosto de exercitar esse olhar para o mundo através de outras janelas.

O Planeta TV! – Onde você buscou referências para criar os personagens?

Glória Perez – As indianas? No que apreendi da cultura de lá. Busquei construir personagens que representassem o que há de mais característico nessa cultura

O Planeta TV! – A imprensa tem comparado “Caminho das Índias” como uma continuação de “O Clone”. Teme que as comparações continuem quando a novela estiver no ar?

Glória Perez – A única semelhança é que estou enfocando, mais uma vez, uma cultura diferente. É até tolice comparar a cultura árabe com a cultura indiana....! São tão diferentes quando nós somos diferentes deles! E se fossem parecidas, não vejo nenhum problema, desde que as histórias não fossem semelhantes! Afinal de contas, quantas novelas todos nós já fizemos na Bahia, no nordeste, com italianos, no Leblon, em Copacabana e vai por aí?

O Planeta TV! - Foi difícil escalar o elenco? Conseguiu os atores que queria?

Glória Perez – Ah, sim. O elenco é exatamente o dos nossos sonhos

O Planeta TV! – Quando elaborava a sinopse, Marcio Garcia ainda estava na Record e Juliana Paes em “A Favorita”. Como foi a escolha dos protagonistas?

Glória Perez – Eu já contava com a Juliana desde o começo, porque o João Emanuel Carneiro, antes mesmo de A Favorita estrear, tinha me dito que poderia cedê-la, porque o papel era muito pequeno. Quanto ao Marcio, no que ele ficou disponível, escalamos na hora!

O Planeta TV! – Surgiram boatos de que alguns autores da emissora estariam reclamando porque “Caminho” teria um grande elenco com grandes nomes de peso, prejudicando a escalação das próximas produções. Você fica incomodada com esses boatos?

Glória Perez – Nem um pouquinho! Esse tipo de boato parece mantra, já escutei a mesma coisa com referência às novelas de vários atores. .

O Planeta TV! - Quais são os principais atrativos da trama? Que outras histórias importantes você destacaria?

Glória Perez – É uma história pra divertir e fazer pensar, temperada a muita emoção, humor, espetáculo e temas polêmicos, como a esquizofrenia, a violência nas escolas, a psicopatia e outros mais!

O Planeta TV! - Atualmente a audiência das 21h, está na casa dos 40 pontos. O autor de “A Favorita”, fez de tudo para driblar a audiência e acelerou sua história de forma a ser considerada uma novela sem a tal da “barriga”. A baixa audiência te preocupa?

Glória Perez – Nós não escrevemos para nós, escrevemos para o público. Então, é lógico que a audiência é uma preocupação de todos! Um cantor, por exemplo, grava uma musica para que todos cantem, você escreve para que todos leiam. E assim é conosco também.

O Planeta TV! - Existe alguma pressão para voltar a dar mais de 45 pontos no horário? Mudaria alguma coisa na história para driblar os índices?

Glória Perez – Nem de longe. Nenhuma pressão.

O Planeta TV! - Nos últimos anos as telenovelas vêm passando por uma transformação. Algumas estão mais preocupadas com a inovação do que com a própria história. Como você avalia estas mudanças feitas por alguns autores para manter uma boa audiência?

Glória Perez – Nosso objetivo é conquistar audiência. E o grande barato de escrever novelas é dançar esse ballet da resposta imediata do público. Logo, qualquer tentativa bem sucedida de conquistar audiência merece todo o aplauso: é gol!

O Planeta TV! – Como você vê o investimento da Record que hoje chega a conquistar picos de até 17 pontos contra a principal novela da Globo?

Glória Perez – é ótimo que exista concorrência! Incentiva a todos, além de ampliar o mercado de trabalho.

O Planeta TV! - Com quantos capítulos escritos você estreará a novela? Trabalhar com muitas frentes sem saber a aceitação do público não preocupa?

Glória Perez – 24. Acho que é o suficiente. Não gosto de trabalhar com frente muito grande, porque quando você vê a novela no ar fica mais fácil e até mais gostoso escrevê-la!

O Planeta TV! – Quantos capítulos estão previstos? Quando você elabora a sinopse já trabalha em cima da quantidade exata de capítulos ou já fica preparada em caso de um possível esticamento?

Glória Perez – acho que esse número de hoje, em 180 e 200 é mais do que suficiente. Não quero esticamentos não! Prefiro nem pensar nisso!

O Planeta TV! – Como está sendo a escolha da trilha sonora da novela? Pode adiantar qual será o tema da abertura?

Glória Perez – a abertura é um ritmo indiano tão popular na índia quanto o samba entre nós. E tem uma sonoridade que nos entusiasma também. Penso que vai virar hit em danceterias!

O Planeta TV! – As maldades de Flora (Patrícia Pillar), em A Favorita, chamaram a atenção dos telespectadores. O que o público pode esperar dos vilões de Caminho das Índias?

Glória Perez – A vilã de Caminhos é uma psicopata. Senti necessidade de incluir essa personagem porque a novela faz a campanha pela saúde mental, e uma coisa que deixa esse pessoal muito ressentido, é que toda vez que um psicopata comete uma atrocidade, é posto no mesmo pacote: ganha logo a etiqueta de louco! Loucura é uma coisa, psicopatia é outra. A novela vai deixar isso muito claro.

O Planeta TV! – Os vilões vêm se destacando nas novelas. A personagem Yvone interpretada por Letícia Sabatella será uma psicopata e Raj o indiano vivido por Rodrigo Lombardi promete atrapalhar a vida de Maya e Bahuan. Até que ponto vai chegar a loucura de Yvone e o amor obcecado de Raj por Maya?

Glória Perez – Viu só como você já misturou loucos com psicopatas?!!!!

O Planeta TV! - Um dos temas tratados em Caminho das Índias será a esquizofrenia. Como isto será abordado na trama?

Glória Perez – Através de duas personagens e do universo que as rodeia: família e clinica. Caminho das Índias também ressuscita o profeta Gentileza, que será interpretado pelo Paulo Jose e fará aparições pontuais na trama, falando as frases do profeta. Vamos mostrar a produção artística dos pacientes, e suas habilidades para diversos trabalhos. Uma das bandas formadas por pacientes, a HARMONIA ENLOUQUECE, vai fazer parte da trilha. Estamos falando de inclusão e quebra de preconceito

O Planeta TV! – Como é sua rotina quando está escrevendo uma novela? O trabalho não fica exausto, uma vez que você dispensa colaboradores?

Glória Perez – É exaustivo, mas mais fácil do que se tivesse que combinar antes as 32 páginas com uma porção de gente. Pelo menos pra mim

O Planeta TV! – Você tem acompanhado as gravações dos primeiros capítulos? Gosta de auxiliar os atores a compor os personagens?

Glória Perez – O autor acompanha muito pouco, porque a gente tem de escrever. Na verdade, o impacto do capitulo montado eu vou sentir junto com o público

O Planeta TV! – Bordões são características em suas novelas. Em “Caminho das Índias” o humor estará presente? Pode adiantar alguns bordões?

Glória Perez – Ah sim, é claro que estará presente. Não criei bordões ainda, só faço isso depois de ver no ar.

O Planeta TV! – Os atores já gravaram, na Índia, cenas que só deverão ir ao ar por volta do capítulo 100. Isto significa que a novela já está toda estrutura antes mesmo de sua estréia?

Glória Perez – Lógico! A novela tem uma história Central, e os acontecimentos essenciais já estão previstos na sinopse! O que eu crio, enquanto escrevo, são as situações!

O Planeta TV! – Tarso (Bruno Gagliasso) acaba desenvolvendo a esquizofrenia e Tônia (Marjorie Estiano) assume um papel importante na vida do namorado. No entanto, além da doença a jovem ainda terá problemas com a mãe de Tarso, que acredita que ela não seja suficiente para o seu filho. O casal vai ter que superar muitas e difíceis situações para viver esse amor?

Glória Perez – Vai ter impedimento à beça, como você vê! agora... como vai ser o final, não vou te contar meeesmo!

O Planeta TV! – Glória, obrigado por contar um pouco sobre o universo de “Caminho das Índias” e esperamos que o sucesso seja alcançado.

Glória Perez – Obrigada, Planeta!

"Caminho das Índias", a nova novela das oito, estréia dia 19 de janeiro.





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também