O Planeta TV

"Heroes" mantém ritmo na estréia da segunda temporada

por jeferson, em 26/09/2007

"Heroes" mantém ritmo na estréia da segunda temporada

O primeiro episódio da segunda temporada de "Heroes", que foi ao ar nos EUA na segunda-feira (25), mostrou que o ritmo e o suspense do primeiro ano continuarão. O episódio "Four Months Later" (Quatro meses depois) mostrou a vida dos personagens após a batalha no Kirby Plaza e introduz novos personagens à trama. Os novos capítulos chegam ao Brasil no início de janeiro, segundo o Universal Channel.

O episódio não tem tanta ação, mas isso é compreensível, já que é necessário situar os fãs aos últimos acontecimentos. Muita coisa mudou desde o confronto entre Peter e Sylar e a explosão atômica no céu de Nova York. Prova disso é que o policial Matt Parkman e o geneticista Mohinder Suresh agora moram juntos com a pequena Molly Walker.

Juntos eles formam uma família de excluídos. Parkman estava em Los Angeles com a mulher, e Suresh, além de perder o pai, deixa a Índia e a carreira como pesquisador. A menina Molly testemunhou Sylar matar toda a sua família e foi peça fundamental para atrapalhar os planos do vilão.

Nathan Petrelli ainda está traumatizado com o sumiço de Peter, seu irmão. Basta lembrar que ele usou seus poderes para voar e evitou que Manhattan fosse pelos ares no final da primeira temporada.

O político estava destinado a ser o novo presidente dos EUA e agora carrega um look deprimente. Nathan está com cabelo longo, barba por fazer e dá os primeiros passos rumo ao alcoolismo. Apesar disso, tem uma breve imagem do seu futuro no episódio. Para piorar situação, a mãe segue fria e maquiavélica, atitude que mudará sua vida para sempre.

Do outro lado do país, a família Bennet tenta reconstruir sua vida na Califórnia. Na primeira temporada, a casa deles foi explodida por Teddy. O pai, que era dono de uma fábrica de papéis, virou um agente secreto no melhor estilo Jack Bauer. E Claire deixou de ser a inocente "cheerleader" e passou por maus bocados. De volta à escola, ela é paquerada por West, menino que tem muitas qualidades semelhantes à loira.

Já Hiro, no final da temporada passada, utilizou seus poderes para controlar o tempo e o espaço para evitar a morte e voltou ao passado. Agora está no Japão feudal e tem um encontro com o seu grande herói, mas descobre que Takezo Kensei não é nipônico. Na verdade, é um britânico que só pensa em encher a cara e gosta de ficar com as pernas para cima. No presente, o seu pai e Ando tentam descobrir o paradeiro do herói. Mas, assim como a senhora Petrelli, o senhor Nakamura receberá uma visita inesperada.

Enquanto isso, dois novos personagens também aparecem pela primeira vez. Maya e Alejandro são dois irmãos que vivem em Honduras. Eles ficam sabendo que Mohinder é o maior especialista mundial sobre os "heróis" e saem com a missão de encontrá-lo, pois desejam solucionar a "maldição" que os assombra. Quando estão juntos, os dois fazem com que suas vítimas chorem sangue e depois morram porque não conseguem controlar suas habilidades.

E, como já virou padrão na série, os cinco minutos finais são os melhores e deixam os telespectadores ansiosos pelo episódio seguinte. "Four Months Later" consegue segurar a atenção e é um bom primeiro passo na tentativa de evitar o erro cometido por "Lost", que caiu drasticamente de qualidade após a primeira temporada.



Publicidade

Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também

Publicidade