O Planeta TV

Marcello Melo Jr. comenta mudanças em Babilônia

Por se tratar de uma obra aberta, "tudo pode mudar", diz o ator.

por Redação, em 22/05/2015
Publicidade

Foto: Raphael Dias/TV Globo

Devido aos baixos índices de audiência e aos boicotes por parte do público mais conservador, alguns personagens de Babilônia tiveram seus perfis modificados. Um exemplo é o professor de slackline Ivan, interpretado por Marcello de Melo Jr. Na sinopse original da novela, Ivan é um homossexual bem resolvido que se envolve com Carlos Alberto (Marcos Pasquim), treinador de atletas de ponta em saltos ornamentais que resiste em se assumir.

Após resultado do grupo de discussão, os autores decidiram que Carlos Alberto não seria mais gay e o personagem acabou se revelando como responsável pela morte da mulher. Segundo pesquisa, as donas de casa gostariam de ver Pasquim defendendo um personagem romântico e convencional.

Em entrevista ao portal UOL, Marcello Melo Jr. comentou sobre os ajustes em Babilônia e disse que, por se tratar de uma obra aberta, "tudo pode mudar". "É uma readaptação. O jogo agora é outro e estamos nos reorganizando. A princípio, no momento, ele vive as histórias e os conflitos daqueles que são mais próximos, do seu núcleo familiar. Acho que o futuro do meu personagem está em aberto e como tudo depende do autor, tudo pode acontecer, tudo pode mudar", disse.

Marcello, contratado da Globo desde 2009,  não fugiu da pergunta sobre as críticas que a novela sofreu nos dois primeiros meses. "A novela não veio para levantar a polêmica. Ela veio para levantar a discussão sobre vários assuntos que estão e vivem na nossa sociedade. 'Babilônia' foi corajosa por abordar o amor, a ganância pelo poder, o desejo por sexo e a parceira entre pessoas do mesmo sexo, no caso duas mulheres de idades avançadas", concluiu.

Escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, Babilônia tem direção geral de Dennis Carvalho e Maria de Médicis.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (2) Postar Comentário

Pedro Afonso Baeletti comentou:

Marcello Melo Jr. muito mais responsável em suas palavras do que a dona Arlete Pinheiro Torres, vulgo Fernanda Montenegro.

Filipe comentou:

Essas "donas de casa" são um pé no saco. Podiam mudar para algum país muçulmano; seria mais a cara delas.


Publicidade

Veja também

Publicidade