O Planeta TV

Fernanda Montenegro afirma que racismo colaborou para crise de Babilônia

Entrevista à Roberto D'Avila vai ao ar neste sábado.

por Sergio Gustavo, em 05/09/2015
Publicidade

Foto: Reprodução/GloboNews

Fernanda Montenegro é a entrevistada do Roberto D'Avila deste sábado (05). Dias após o término de Babilônia, a atriz comentou as razões que contribuíram para a crise enfrentada pela novela de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga. Segundo a coluna de Lauro Jardim (Veja), Fernanda reconheceu "problemas de dramaturgia no próprio desenvolver da história", mas ressaltou um dado interessante:

"É a primeira novela em que dois terços do elenco é de atores negros, que não são subservientes, que ascendem por um esforço próprio enorme, e que se casam de uma forma muito miscigenada. (…) Então ficou tudo em cima da homossexualidade, mas eu tenho certeza que sobre essa zona da negritude tão ascendente e tão vitoriosa, sem subserviência, ninguém vai falar porque o preconceito de raça realmente dá cadeia, então querem ver o negro não sei onde, um caso aqui outro ali numa novela, mas uma frente de negritude ganhando espaço numa novela das nove? Nunca houve e ninguém fala isso."

A entrevista vai ao ar na madrugada de sábado para domingo, 00h05, na Globo News.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (7) Postar Comentário

Jr Berti comentou:

Essa "véia" não se conforma que essa novela foi péssima. Ela deve ter um ego tão grande que acha que está acima do bem e do mal. E ao meu ver ela não é essa coca-cola toda não. A Laura Cardoso é muito mais atriz que ela, além de mais humilde.

André Ouacht-Èrnatti comentou:

Cala a boca, esclerosada! Ninguém cai mais nesse truque não. A novela foi um fracasso por incompetência e ponto final. CONFESSA! Essa de dizer que "foi racismo" é desculpa esfarrapada. Se fosse isso, "Um maluco no pedaço", "Eu, a patroa e as crianças" e "Todo mundo odeia o Chris" nunca teriam um lugar cativo no coração dos telespectadores brasileiros.

Thander Easton comentou:

Bem dito! Ninguém sai por ai falando isso e aquilo de negros porque dá cadeia, mas se fizer isso contra os gays, tudo bem. Pensei que todos fossemos iguais e os direitos fossem iguais para todos. Hipocrisia. Esse país é mesmo atrasado. Eta povinho ignorante.

Thander Easton comentou:

Povo hipócrita ! Vão todos para a Igreja dos evangélicos.

Lucas B. comentou:

Posso não concordar completamente com que ela disse, mas é uma pessoa extremante culta e politizada. Me assusta essas pessoas a chamando de "esclerozada" quando se trata de uma das, se não a maior atriz da historia da nossa dramaturgia. O brsileiro como sempre faltando com respeito com seus idolos. Isso sim para mim é exemplo de falta de cultura.


Jr Berti respondeu:

Percebe-se a léguas o seu nível cultural, escreloZada escreve-se com S de Sínico. Kkkkk


Julia g comentou:

Então porque escrava isaura foi um sucesso? Sinhá Moça tbm.
Não porque se trata de um tema de escravidão, mas o que importa é a historia,todo enredo da novela.
Esse tema de homossexualismo, ta enchendo ate olho daquele canto.....
Em toda novela tem que ter esse tema. Por isso prefiro novelas de época, porque não tem tanta safadezas e violencias como essas de hj.
Ex= Álem do tempo está ótima se continuar assim.

BE comentou:

Ah Fernandona quem dera fosse só isso, ela com certeza não assistia a novela, quem acompanhou a novela do começo até onde deu viu que ela foi totalmente modificada e de nada adiantou, o Gilberto deveria ter parado de olhar o ibope e as críticas negativas e se focar somente na novela, porque ele e os outros autores são muito bem pagos para isso. A novela virou uma bagunça que ninguém entendia mais nada, estavam escrevendo aquilo de qualquer maneira nem parece quem eram três autores competentes e sete colaboradores. Eu li que um dos editores da novela disse a uma fonte que eles iriam queimar os DVDs da novela assim que acabasse, que a Globo quer esquecer esse pesadelo e porque ela se tornou uma catástrofe e também não vão conseguir vender para os outros países porque o fracasso no Brasil foi notícia lá fora e ela já está sendo exibida em Portugal e é um fracasso também. A novela foi ruim gente, aceitem que doi menos, novelas como Em Familia, Viver a Vida não foram sucessos mas a Globo conseguiu vender para vários países, Esperança foi um fracasso no Brasil mas um sucesso na Itália, Babilônia nem editada, só se for bastante editada, nem assim, não tem jeito, não vão conseguir exportar essa novela.
E também se fosse racismo como explicar a novela Da cor do Pecado que tinha uma protagonista negra e teve média de 43 pontos, ibope de novela das oito, picos de mais de 50 pontos. Cobras e Lagartos teve o casal Ellen e Foguinho que roubaram a cena, dois negros, a Favorita tinha um deputado negro, uma família toda negra como explicar? Foi mal escrita, não adianta justificar, foi mal escrita se perdeu, como disse se os autores tivessem parado de olhar a audiencia quem sabe né? Muitos personagens, muitos não tinham serventia nenhuma.
Ela com certeza não assistiu a novela


Publicidade

Veja também

Publicidade