O Planeta TV

TV Globo é criticada por “reportagens alegres” sobre morte de Jorge Fernando

A jornalista Carla Vilhena foi firme em suas opiniões.

por Redação, em 29/10/2019
Publicidade

Maju Coutinho sorrindo ao dar notícia. Foto: Globo

Os programas da Globo não fizeram cobertura sobre a morte de Jorge Fernando, mas deram informações breves, porém excessivas.

Com imagens do ator, sempre divertido, as reportagens tratavam a morte do profissional com certa alegria.

"Por mais que ele tenha sido divertido em vida, está morto. Repórter, não precisa berrar tanto. Apresentadora, vamos evitar rir depois das cenas de arquivo, enquanto lê a frase 'o corpo do diretor'", criticou a jornalista Carla Vilhena.

Nas redes sociais, onde muita gente acha que é terra sem lei, algumas pessoas discordaram de Vilhena e saíram em defesa das “reportagens alegres” da Globo.

"O que você chama de manter padrões, eu chamo de respeito à família e aos admiradores do falecido. Um sorriso compungido é uma coisa, esquecer a postura e dar risada é outra. Mas tudo isso, respeito, empatia e postura, está ficando para atrás”, concluiu Vilhena.

Na verdade, perdemos um grande profissional. Jorge Fernando nos deixou. Fim de vida para ele. A vida continua para os que seguem vivos. A dor profunda só os amigos muito próximos e os familiares sentem e continuarão sentindo por um bom tempo.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (3) Postar Comentário

Gui comentou:

Carla Vilhena se explicou falando que ela queria apenas dar uma dica pra Maju e que adora ela. Agora, se quis dar uma dica, faça no privado, o tom dela no seu Tweet tratando ela de “a apresentadora” ficou super debochado.


anonimo respondeu:

Só complementando, debochado e desnecessário. Agora, parafraseando o pessoal do Twitter que tem total razão nesse caso em achar isso tudo errado: Carlinha, faz o teu e deixa a Maju fazer o dela. Ela já tem uma carreira bem consolidada pra ficar recebendo "conselho" seu.



Breno respondeu:

Penso que ela está certa. É doloroso para família.


Lourival comentou:

Quem conheceu o Jorge sabe que ele queria uma festa muito alegre em seu velório. Atenderam de certa o seu pedido.


Nando Lopes respondeu:

Com certeza, Lourival. Tanto que o velório teve decoração de espetáculo teatral, vontade do artista em vida. Há várias maneiras de homenagear um artista, Jorge Fernando era o típico "fazer do espetáculo um passo de dança". Há pessoas que não satisfeitas em cuidar da vida dos outros, resolveu cuidar da morte também. Quanto a Vilhena, há várias formas de fazer jornalismo, algumas mais espontâneas que a dela. Talvez isso explique o lugar que a Maju ocupa e que ela já não ocupa mais.



Nando Lopes respondeu:

"fazer da queda um passo de dança"



Giuliano respondeu:

No velorio todo mundo sofrendo, chorando, amparando a mãe do artística. É doloroso. Fizeram uma decoração teatral em homenagem, isso sim é válido. O resto acho falta de respeito, mas cada um age de um jeito.



Nando Lopes respondeu:

Giuliano, acho que você não acompanhou a cobertura do velório. Até a mãe do Jorge Fernando, enquanto estava presente na cerimônia, sorriu dos VTs do filho que eram exibidos. Sorrir, neste caso, não significa estar alegre com a perda da pessoa, mas reconhecer o quanto fomos felizes durante o tempo que convivemos e assistimo o artista memorável. No mais, deixem as pessoas manifestarem seus sentimentos em paz


Lourival comentou:

De certa forma, eu quis dizer.


Publicidade

Veja também

Publicidade