O Planeta TV

Onde Nascem os Fortes: Bem perto do céu

Conheça a história da personagem de Irandhir Santos.

por Redação, em 16/03/2018

Foto: Divulgação/TV Globo

Certa vez Samir (Irandhir Santos) subiu o Lajedo dos Anjos e nunca mais quis descer. Do alto, perto do céu, ele tem certeza que a vida que deixou para trás vale bem menos que a que leva ali, recebendo pessoas em busca de refúgio e de um recomeço.

O Lajedo dos Anjos é também o recomeço de Samir. O homem, líder da comunidade fincada no alto da formação rochosa que se impõe em Sertão, sofreu uma grande decepção no passado, o que o levou a rever seu papel no mundo. Com um discurso de caridade, de amor ao próximo e de perdão, vive de maneira colaborativa e autossustentável com os colegas. Aldina (Camila Márdila) é seu braço-direito, que organiza as tarefas e a rotina do local.

"Samir defende que todo mundo tem direito ao perdão, prega que só por meio dele é possível dissipar o ódio. Mas ele também entende que se manter ligado ao divino exige uma capacidade de reconhecer as próprias fraquezas e não se deixar abater por elas", conta Irandhir Santos. 

Foto: Divulgação/TV Globo

De George Moura e Sergio Goldenberg, escrita com a colaboração de Flavio Araujo, Mariana Mesquita e Claudia Jouvin, Onde Nascem os Fortes tem direção artística de José Luiz Villamarim, direção geral de Luisa Lima e direção de Walter Carvalho e Isabella Teixeira. Com previsão de estreia para abril, a supersérie traz ainda nomes como Fábio Assunção, Debora Bloch, Gabriel Leone, Enrique Diaz, Jesuíta Barbosa, Carla Salle, Lara Tremouroux, Marcos de Andrade, Ravel Andrade, Camila Márdila, José Dumont e Nanego Lira no elenco.



Publicidade

Comentários (1) Postar Comentário

THIAGO SÃO TOMÉ comentou:

Essa supersérie tem muitos mistérios. Quase todos os personagens tem questões com o passado. Parece ser uma trama bem orgânica, com os núcleos secundários interagindo bem com o núcleo principal. A trama terá uma mocinha assassina, legitima defesa, mas assassina. Talvez seja a primeira trama que vala o título supersérie, pois a do ano passado de super não tinha nada. E nem de série, pois era uma novelinha das 18 com nudez.

Veja também

Publicidade