O Planeta TV

Morre, no Rio de Janeiro, o diretor e ator Jorge Fernando

O último trabalho dele foi "Verão 90".

por Redação, em 28/10/2019
Publicidade

Foto: Divulgação/TV Globo

Morreu neste domingo (27), aos 64 anos, o ator e diretor Jorge Fernando. Ele estava internado no Hospital CopaStar, em Copacabana, Zona Sul do Rio. Jorge Fernando era diretor da TV Globo e seu último trabalho como diretor e ator aconteceu este ano, na novela das 19h "Verão 90". Foi o retorno dele após dois anos afastado da TV, tempo em que se recuperou de um AVC.

Em nota, o Hospital Copa Star informou que ele morreu após dar entrada no fim da tarde deste domingo, devido a uma parada cardíaca "em decorrência de uma dissecção de aorta completa".

Na Globo, Jorge Fernando dirigiu vários sucessos, como as novelas "Guerra dos Sexos", "Vamp", “Rainha da Sucata”, " A Próxima Vítima" e “Alma Gêmea”.

Decanse em paz, Jorge. Obrigado por tudo pelo que fez na dramaturgia brasileira.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (6) Postar Comentário

Chico Flávio Medina comentou:

Grande diretor! Que Deus o tenha em bom lugar.

Paulo comentou:

Descanse em paz, você deixou uma grande marca do humor nas novelas, querido

Mario comentou:

Uma pena, um grande diretor. Agora é o fim mesmo
das novelas escuras e tristes. Não tem mais escritores
que escrevam novelas vivas, alegres. Tudo bem down agora!


Mario respondeu:

Fim das novelas alegres, claro


Amigo TV Tudo comentou:

Verdade!
Deixou um legado na globo!As novelas das 19hs agora é que ficam escuras de vez.Só espero uma reprise no canal viva de Brega e Chique e Guerra dos sexos (1983), na globo a volta de Tititi (2010) depois de avenida Brasil.

Henrique comentou:

As novelas do Walcyr nunca mais serão as mesmas


Filipe respondeu:

Se colocar Rogério Gomes ou Amora Mautner, FERROU.


Televisivo comentou:

Um grande diretor, mais um talento que vai embora muito cedo. Jorge Fernando tinha o poder de trazer uma linguagem alto astral à TV e sempre com cenas que deixavam o público vidrado. A sua linguagem casou com diversos autores, era do tipo que compreendia qualquer tipo de texto. Basta olhar o que ele fez com "Rainha da Sucata" (uma chanchada) x "A Próxima Vítima" (suspense). Enfim, as suas parcerias com o Walcyr, por exemplo, renderam ótimos trabalhos, seus congelamentos em final de capítulo, a sua alegria imposta às novelas. Era um cara colorido, sempre transmitiu essa vibe ao público. Fará muita falta! Sem dúvida.
Que bom ele encerrou a sua jornada com a bem sucedida "Verão 90". A novela era a cara dele!


Publicidade

Veja também

Publicidade