O Planeta TV

Maria Fernanda Cândido define Joyce: "Grande representante do conservadorismo"

Atriz esteve no Mais Você ao lado de Débora Falabella.

por Redação, em 10/08/2017

Foto: Artur Meninea/Globo/Mais Você

Rivais em A Força do Querer, Maria Fernanda Cândido e Débora Falabella foram as convidadas de hoje (10) do Mais Você.

Na conversa com Ana Maria Braga, as duas destacaram importantes aspectos de suas personagens. "A grande representante do conservadorismo nessa novela, dentro desse quadro de personagens. Ela é uma mulher avessa à diversidade, à aventura, ao risco. Ela não quer nada disso, ela quer o estabelecido, a manutenção do patrimônio", definiu Maria Fernanda, que também disse que Joyce "é preconceituosa, cheia de falhas, cheia de defeitos". 

Já Débora, destacou as "qualidades" que sua personagem possui e usa para organizar seus planos. "A primeira coisa que eu acho que tenho que falar, é que realmente a Irene é indefensável, uma mulher de caráter muito duvidoso. Ela é considerada mesmo a vilã dessa história. Ao mesmo tempo, acho que ela é uma mulher que gosta de viver de uma maneira muito aventureira, uma mulher muito corajosa", disse a atriz, que apontou outra característica da arquiteta: "Uma mulher que revela a verdade para os outros. Na novela, claro, tem outras pessoas que também percorreram caminhos muitas vezes duvidosos. A própria personagem da Lília (Cabral), que joga e esconde da família, ela fala isso pra ela. Na época que ela tentava convencer a Joyce, ela tinha um discurso até muito coerente em relação ao marido".

As atrizes comentaram, ainda, a cena em que Irene apanhou de Joyce e Ritinha (Ísis Valverde). "Não vou dizer que acho correto o que a Joyce fez, mas é compreensível, porque a traição foi tão grande que você vê o momento em que a personagem perde as estribeiras, ela sai do controle, é humano", justificou Maria Fernanda. "Entrou todo mundo na briga", comentou Ana, corrigida por Débora: "Menos o Eugênio, gente, desculpa! Acho importante reiterar isso: não pode tirar a culpa do homem. Devia ter dado uma 'sapatadas' nele também!".





Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Veja também