O Planeta TV

Marco Pigossi nega relacionamento com Rodrigo Simas nos bastidores de "Fina Estampa"

O ator assumiu sua homossexualidade e relata os preconceitos.

por Redação, em 08/01/2022
Publicidade

Foto: Divulgação/TV Globo

Marco Pigossi, que assumiu sua homossexualidade, confessou em entrevista à Revista Piauí, que passou mal com os boatos de que ele teria caso com Rodrigo Simas nos bastidores de "Fina Estampa". Ele afirma que isso nunca aconteceu.

“Era mentira absoluta. Chegava a dizer que nós nos ‘pegávamos’ nos bastidores. Era tudo invenção, mas as pessoas acreditam no que querem acreditar. Eu fiquei travado ao ler aquilo”, contou Pigossi. Por conta do boato, ele acabou se desesperando e teve uma crise. “Comecei a tremer e suar. Fui para o banheiro do aeroporto, me tranquei em uma cabine e comecei a vomitar. Liguei para meu parceiro, chorando”, relatou.

Depois de viver vários galãs nas novelas da TV Globo, Pigossi resolveu não renovar seu contrato com a TV Globo e assinou com a NetFix. 

O ator revela também que foi difícil saber que seu pai votou em Bolsonaro, que, segundo ele, o Presidente da República defende ter um filho um filho morto a um filho gay. 

Em 2010, Pigosssi emendou Caras & Bocas direto para a novela Ti Ti Ti, li uma entrevista do Silvio de Abreu, autor de telenovelas e então diretor de dramaturgia da Globo, na Folha de S.Paulo. Ele dizia que atores gays não deviam assumir sua sexualidade publicamente, pois as donas de casa e telespectadoras em geral enxergam o galã como “machão”. Ele dizia que um ator assumido era um “bobo”, pois a revelação fatalmente prejudicaria sua carreira. Foi uma entrevista muito marcante para mim. Era uma declaração clara de que não era bem-vindo que um ator homossexual abordasse o assunto em público – e isso vinha da boca de uma figura de grande proeminência na emissora.

Preconceito é um juízo pré-concebido, que se manifesta numa atitude discriminatória perante pessoas, crenças, sentimentos e tendências de comportamento. ... Existem diferentes manifestações e tipos de preconceito, sendo as suas formas mais comuns o preconceito social, racial (racismo) e sexual (sexismo ou homofobia).


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (0) Postar Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Publicidade

Veja também

Publicidade