O Planeta TV

Manoel Carlos teria contrato vitalício com a TV Globo

O dramaturgo está há seis anos sem escrever novelas.

por Redação, em 08/03/2020
Publicidade

Manoel Carlos. Foto: Divulgação/TV Globo/João Cotta

De acordo com informações do jornalista Léo Dias, do UOL, o autor Manoel Carlos, diferentemente de Aguinaldo Silva, mantém contrato com a TV Globo. O vínculo do dramaturgo com a emissora parece ser vitalício.

Maneco, como o autor é conhecido nos bastidores do mundo da TV, é contratado sem produzir nada há mais de seis anos.

O último trabalho dele produzido e levado ao ar foi a novela “Em Família”, em 2014. De lá para cá, apenas fez a supervisão de texto de uma série exibida no Fantástico chamada “Não se apega, não”.


Deixe o seu comentário


Publicidade


Comentários (13) Postar Comentário

Ana Paula comentou:

O fã clube Natalia do Vale de Niterói sente muita falta das novelas de Manoel Carlos com participação de Natália. Esperamos que Manoel escreva uma nova novela ou minissérie com Natália vivendo o papel de Helena. Esperamos que Natália também tenha contrato vitalício com a Globo. Ai, tão linda.


Ralf respondeu:

Poderia ser uma mistura dos nomes, e ela se chamaria Natalena.


Allan comentou:

Seria bom que Manoel Carlos voltasse escrever uma novela das 18h ou minissérie. O texto é perfeito e com vários diálogos . Escreveu vários sucessos como: Por Amor, Páginas da Vida, Laços de Família entre outros.

Ralf comentou:

Pra mim sua ultima grande novela foi Laços de Família. Mulheres Apaixonadas foi ótima, mas já apresentava alguns vícios que viriam depois em suas novelas (horríveis) seguintes.


vlad respondeu:

Tambem acho.....o excesso de personagens de MA foi o pior fator da novela.....personagens sem funcao alguma na trama.....



Mario respondeu:

Tinham personagens demais mas muitos inesqueciveis, como a doris, a raquel, a heloquisa, a estela, o louco que o dan stulbach fez, a salete, a vovo do mal, a natalia muito pegadora, o par do rodrigo santoro com paloma duarte, a edwiges, a estreia da carol castro, a socana, a paulinha... Foi demais a novela. Os protagonistas que nao marcaram tanto. E o par lesbico da aline moraes, etc



Ralf respondeu:

Concordo com o Mário, mas a Helena da Cristiane não tinha atrativos, era rica, bonita, bem sucedida, ficava difícil torcer por uma personagem que não tinha dilemas de gente do dia a dia. Os outros núcleos eram legais, mas não conversavam entre sim, pareciam avulsos na história, o pior foi a professora gravida de um aluno e todo mundo achando uau que legal, a Edviges que queria criar o filho da amante do namorado só pra ela não fazer aborto, tinha umas coisas que era forçado de mais, mas foi uma grande novela.


Leonardo comentou:

Ele fazendo uma novela curta ou até de 150 capítulos, com um elenco enxuto e com um bom diretor tipo Mauro Mendonça Filho ou Rogério Gomes seria uma boa. Ele sempre escreveu narrativas lentas, só que com a direção caprichada do Waddignton, se realizava cortes pontuais e deixava a narrativa interessante e instigante. Ele poderia escrever aos poucos e quando tivesse tudo pronto, entregaria e iniciaria as gravações, assim como Meu Pedacinho de Chão.


Fernando respondeu:

Concordo...as novelas de Manoel Carlos só eram boas...no tempo q Ricardo waddignton fazia a direção geral.



Andre Luiz respondeu:

Ele até fez em família que teve 143 capítulos


Gabriel Saboya Barbosa Bile comentou:

Concordo Plenamente

Mario comentou:

Quer novela mais simles que historia de amor. Apenas tramas simples e romanticas mas feitad com maestria e um elenco... E foi a melhor helena da regina duarte. Um dos grandes papeis da carolina ferraz. Outro sucesso de lilia cabtal. E o melhor papel de carla marins, impossivel nao odia_la no fim da novela.

Adelmizio comentou:

Manoel Carlos merece uma nova novela das 6 na globo com Helena( Débora Bloch) apaixonada por Adriano( Murilo Rosa) e sendo disputado pela preversa Paula ( Viviane Pasmanter) irmã de Leonardo( Rodrigo Lombardi) e filhos de Eliza( Natalia do Valle) e Miguel ( José de Abreu) e Helena ( Débora Bloch) mãe de Clara ( Alice Wegman) e Hilda( Mallu Galli) irmã de Helena e mãe de Diogo( Daniel Rangel) amigo de Erick( Anderson Tomazzini) um salva vidas garotão sarado que se apaixona por Eliza( Natalia do Valle) que descobre que seu esposo Miguel ( José de Abreu) tem um caso com a rica Alice( Flávia Alessandra) e a ambiciosa e prevê da Rafaela ( Lilia Cabral) mãe de Danilo( Erick Marmo) sonha ver seu filho casado com Beatriz( Alice Wegman) a filha de sua grande amiga Yara ( Marieta Severo) a sócia da agência de turismo de Eliza( Natalia do Valle) . o título poderia ser O Amor Impossível.


Tania respondeu:

Manda essa sinopse para Maneco esta ótima.So nao gostei do Murilo Rosa poderia substituir por Marcelo Antony.Outra ideia tb sugiro que juntam a maioria dos atores que eram carteirinha marcante em suas novelas Jose Mayer,Helena ranaldi,Carolina Ferraz,Carolina dieckman,Julia almeida,Regiane Alves,Xuxa lopes etc.


Andre Luiz comentou:

Recentemente na fila das 21h, temos: Lícia Manzo que estreia no horário no primeiro semestre, JEC no final desse ano, Glória Perez no final do primeiro semestre de 2021 e Maria Helena Nascimento no início de 2022.

Eduardo comentou:

Excelente autor merece o contrato vitalício por novelas como Felicidade, História de amor, Por amor, Laços de família e Mulheres apaixonadas.Acho também que o Aguinaldo merecia por Roque santeiro, Tieta, Pedra sobre pedra, Fera ferida e A indomada.

Amanda Josiane Cristal comentou:

Helena (Carla Marins) é mãe da transexual Isolda (Isis Valverde) que embora feminina não tem seu gênero reconhecido. O namorado de Helena, Pedro Paulo (Rodrigo) homem conservador rejeita Isolda até conhecê lá quando chega da Europa. Ele se apaixona por Isolda desesperadamente , despertando o ódio de Otília, irmã de Helena e tia de Isolda. Uma mulher estranha e macabra.


Jairo respondeu:

Parece legal, E vai ter um toque de terror, né !?



Publicidade

Veja também

Publicidade